Boomerang (América Latina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por por outras acepções, veja Bumerangue (desambiguação).
Boomerang
Atual logo do canal
País Estados Unidos Estados Unidos
Fundação 2 de julho de 2001 (19 anos)
por WarnerMedia
Pertence a Warner Bros. Latin America
Proprietário AT&T
Sede Brasil São Paulo, São Paulo
Slogan O que é bom volta (2001–2006)
Seu espaço (2008–2010)
Esse é meu jeito (2010–2014)
Formato de vídeo 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Audiência Brasil 0,21%
Canais irmãos Cartoon Network
Tooncast
Warner Channel
TNT
TCM
TBS Brasil
Space
I.Sat
TruTV
TNT Séries
Cobertura América Latina
Nome(s) anterior(es) Boomerang from Cartoon Network
(Boomerang do Cartoon Network)
(2001-2006)
Página oficial boomerang.com.br
Disponibilidade por satélite
Claro TV
Canal 108[1]
Canal 608 (HD)
Vivo TV
Canal 322
Canal 27 (satélite Intelsat 34)
Oi TV
Canal 94
Canal 123 (satélite SES-6)
Algar TV
Canal 322
Nossa TV
Canal 42
Sky
Canal 461 (HD)
BluTV
Canal 273 (HD)
Disponibilidade por cabo
Claro TV
Canal 108[2]
Canal 608 (HD)
Vivo TV
Canal 560 (HD)
TV Alphaville
Canal 108 (HD)
Disponibilidade digital
DirecTV Go
Simulcast

Boomerang é um canal de televisão por assinatura voltado para a família, pertencente a Warner Bros., a mesma que programa o Cartoon Network. O canal entrou no ar em 2 de julho de 2001 na América Latina, e era inicialmente voltado para a exibição de clássicos, com uma programação dedicada para todas as idades. Com o passar dos anos, o Boomerang passou a exibir desenhos de 1990 a 2000, iniciando um processo de descaracterização do canal que resultou numa programação mais recente a partir de 3 de abril de 2006. Em 2014, o canal foi totalmente reformulado com séries e filmes para o público infantil, justamente para concorrer com o Discovery Kids Brasil e com o Gloob. Por isso, a Turner Broadcasting System anunciou que a marca Boomerang será realinhada globalmente, e todos os treze sinais do canal espalhados pelo mundo serão focados em "programação-família", com uma grade composta por animações recentes e clássicas.[3]

História do Boomerang[editar | editar código-fonte]

Primeiro logo do canal, utilizado entre 2001 e 2006.
Variação do logo original, utilizada em vinhetas promocionais.

Antes de 2001, a palavra Boomerang somente fazia referência a uma arma que tinha capacidade de voltar ao seu ponto de partida com o vento. Porém, com o nascimento deste canal, a expressão se transformou em sinônimo de infância de muitos. O Boomerang surgiu como um bloco de programação do Cartoon Network em 1992, até ser lançado como canal no novo milênio.

Tanto o Boomerang quanto o Cartoon Network, são pertencentes à Turner Broadcasting System, mas assim como todo o acervo da Hanna-Barbera, é da propriedade da Turner. Ambos os canais tem direito a exibir os desenhos da "HB".

Há mais de uma década, Ted Turner (o proprietário da Turner) comprou uma empresa que já tinha adquirido os direitos autorais da Hanna-Barbera. Assim, passou a ter material suficiente para montar um canal somente de desenhos. Anteriormente, Turner possuía os desenhos da Era de Ouro da animação americana da MGM (Tom e Jerry, criados por William Hanna e Joseph Barbera, Droopy, criado por Tex Avery, Happy Harmonies, Barney Bear e etc), Paramount Pictures (Popeye, adaptação da tira de jornal criada por E. C. Segar para a King Features Syndicate por Fleischer Studios e Famous Studios) e Warner Bros. Cartoons (Looney Tunes e Merrie Melodies, pré-1948), além dos desenhos dos estúdios Ruby-Spears, entre outros.

Com todo o acervo, o Cartoon Network foi lançado na América Latina em 30 de abril de 1993, mas em 1997, com a estreia de A Indomada na época, o Brasil ganhou o seu próprio canal. No início, o canal já começou fazendo sucesso com os clássicos. Estimulando o canal a produzir O Show do Space Ghost e os Desenhos Malucos (hoje Cartoon Cartoons), com a fusão da Turner com a Time Warner em 1996, o canal passa também a contar com o restante do acervo da Warner Bros.

Com isso, desenhos como Os Impossíveis, Os Mussarelas, Josie e as Gatinhas, Dom Pixote, Manda-Chuva, Zé Colmeia, Pequeno Polegar, Fantasminha Legal, Os Tremendões, Gatolândia, Os Super-Globetrotters, Charlie Chan foram exibidos pelo canal, mas acabaram dando lugar às novas produções. Restaram apenas as produções mais populares, como Os Jetsons, Os Flintstones, Scooby-Doo e os Looney Tunes.

Todo esse enorme acervo parado deu condições para a criação de um novo canal, que entrou no ar em 2 de julho de 2001: o Boomerang.

O canal foi assim batizado, pelos desenhos que compõem a programação terem sido produzidos na época do "baby boom" - isto é, nos anos 60, houve um alto índice de nascimentos. Essas crianças dos anos 60 e 70, em tese, eram o público-alvo do canal.

A programação do Boomerang, em seus primeiros anos, foi marcada pelo excesso de reprises, e exibiu praticamente apenas desenhos dos estúdios Hanna-Barbera, como Zé Colmeia, Pepe Legal, Os Flintstones, Os Jetsons, Corrida Maluca, Gatolândia, Laboratório Submarino, Devlin, o Motoqueiro, Tartaruga Touché, Grande Polegar, Detetive Particular, entre tantos outros. A dublagem sempre foi 100% em português e geralmente, eram as originais brasileiras.

Logo utilizado entre 2006 e 2008.

O canal era especializado na exibição de desenhos clássicos e sua programação consistia em desenhos dos arquivos da Hanna-Barbera e Warner Bros.. Em 2005, as reprises diminuíram, sensivelmente, na programação, e chegavam desenhos de outros estúdios, como MGM e Filmation. Entre as produções japonesas, estavam Speed Racer e Kimba, o Leão Branco.

No dia 3 de abril de 2006, a versão latino-americana do canal passou por uma reformulação, apresentando desenhos clássicos apenas nas madrugadas, como: A Formiga Atômica, Zé Colmeia, A Pantera Cor-de-Rosa e Os Flintstones. Ao longo do dia, os outros dois desenhos participavam da programação, tais como O Mundo de Beakman e As Aventuras de Jackie Chan.

Em 2 de janeiro de 2008, o Boomerang retirou definitivamente da grade de programação os desenhos clássicos e infantis. Com as alterações drásticas, passou a transmitir novelas, seriados e filmes "teens". Ganhou um novo slogan: "Boomerang, seu espaço" e passou a focar no público adolescente entre 12 e 16 anos, principalmente feminino.

Logo utilizado entre 2008 e 2010.

No Brasil, o canal também exibiu séries inéditas em sua programação, tais como: Darcy's Wild Life, Scout's Safari, Galera do Surfe, What I Like About You, H2O: Just Add Water, entre outros. Boomerang também exibiu séries de maior sucesso nos Estados Unidos, como Pretty Little Liars, The Lying Game e The Carrie Diaries.

Em 4 de fevereiro de 2014, a Turner anunciou em um rebrand que o canal será reformulado a nível global, atingindo todos os treze sinais do Boomerang pelo mundo, a fim de que todos sejam focados em "programação-família", com uma programação apenas composta por desenhos animados clássicos e recentes.[3] A partir do mesmo mês, o canal voltou a transmitir as animações como: As Meninas Superpoderosas, Sítio do Picapau Amarelo e Três Espiãs Demais.

Logo utilizado entre 1 de outubro de 2010 e 28 de setembro de 2014.

Desde o mês de abril, por conta das reformas no cenário do Jornal Hoje e do Jornal da Globo, o canal dedica a maior parte do dia a transmitir animações, deixando que os live-actions fossem exibidos durante o fim de noite e a madrugada.

Desde o dia 28 de setembro, na América Latina, foi realizado um rebrand com um novo slogan: "Novo Boomerang", deixando completamente as séries para adolescentes e foco em animações e programação para toda a família de lado, e contando com desenhos animados, programação pré-escolar (como a que tinha entre 2006 e 2008) e desenhos que se tornaram clássicos, como Tom & Jerry, Scooby-Doo e Looney Tunes, além das séries Chaves e Chapolin.

Para promover ainda mais o novo Boomerang, cujo rebrand aconteceu no mês de outubro. Um novo bloco chegou a programação do Cartoon Network. Trata-se do Clube Boomerang, que como o próprio nome já diz, vai trazer alguns dos programas do novo canal dentro do Cartoon Network. Vai ao ar todos os domingos, das 8h até 9h da Manhã.

Programas[editar | editar código-fonte]

Saídas do line-up da SKY[editar | editar código-fonte]

Em 13 de março de 2013, o canal saiu do ar para dar lugar ao TBS[4], mas voltou a Sky Brasil no dia 15 de novembro de 2014, substituindo o Glitz*.[5]

Em 29 de setembro de 2016, a Sky Brasil, mais uma vez, retira o canal de seu line-up para substituí-lo pelo canal EI Maxx.[6] O fato causou indignação por parte dos assinantes da operadora.[6][7]

Em 28 de abril de 2017, o canal volta a SKY apenas em HD, no canal 461.[6]

Referências

  1. Grade de canais "Juntinho"
  2. Grade de canais "Juntinho"
  3. a b «PR: Turner Broadcasting Announces Strategic Changes/Expansions to Animation, Kids & Young Adult Networks» (em inglês). Toon Zone. 4 de fevereiro de 2014 
  4. ANMTV (3 de março de 2013). «SKY: Boomerang será substituído pelo canal TBS neste mês - ANMTV». ANMTV 
  5. FORATO, Thiago (12 de março de 2016). «Canal Glitz* deixará line-up das operadoras no Brasil». Na Telinha. Consultado em 23 de outubro de 2016 
  6. a b c Carlos, Henrique (12 de setembro de 2016). «SKY tira Boomerang do ar para abrigar canais Esporte Interativo | Observatório da Televisão». Observatório da Televisão  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome ":0" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  7. ANMTV (29 de agosto de 2016). «Boomerang: SKY anuncia novamente a retirada do canal - ANMTV». ANMTV 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Boomerang (América Latina)