Gardar Svavarsson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Garðarr Svavarsson (islandês: Garðar Svavarsson, algumas vezes anglicizado como Gardar/Garthar Svavarsson) foi um sueco filho de Svavar, considerado o primeiro escandinavo a viver na Islândia. O mesmo abordou acidentalmente a Islândia e, descobrindo que a terra formava uma ilha, chamando-a de Garðarshólmur (ilha de Garðar), tendo passado um Inverno em Húsavík.[1][2][3]

Foi pai de Une Gardarsson que tentou colonizar a Islândia em nome do Rei da Noruega, porém foi morto pelo povo que já habitava lá, antes de morrer deixou um filho, Hróar Uneson que se casou com Arngunnr Hámundardóttir, irmã do chefe islandês Gunnar Hámundarson.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. História da islândia[ligação inativa] Portal São Francisco (acessado em 22 de maio de 2011)
  2. Persson, Ingvar (2007). «Landnám». Island: Naturen-Historien-Nutiden (em sueco). Slöinge: Delta Progress. p. 17-18. 125 páginas. ISBN 978-91-633-0965-6 
  3. Palamin, Flávio Guadagnucci (21–23 de Setembro de 2011). Breves Considerações sobre a Edda Poética e a Edda em Prosa (pdf). V Congresso Internacional de História. Universidade Estadual de Maringá. p. 2364. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  4. «Garðar Svavarsson». Wikipedia (em inglês). 24 de dezembro de 2019. Consultado em 17 de outubro de 2020