Boris Vilkitsky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Boris Vilkitsky
Boris Vilkitsky.jpg
Boris Vilkitsky
Nome completo Борис Андреевич Вилькицкий
Nascimento 3 de abril de 1885
Rússia
Morte 6 de março de 1961 (76 anos)
Bruxelas, Belgica
Nacionalidade Russo
Ocupação Marinheiro, hidrógrafo e agrimensor.

Boris Andréyevich Vilkitski (em russo: Борис Андреевич Вилькицкий)) (3 de abril (22 de março) de 1885Bruxelas, 6 de março de 1961), foi um marinheiro, hidrógrafo e agrimensor russo que dirigiu a Expedição Hidrográfica ao Oceano Ártico (1913-15) na qual foi descoberto o arquipélago de Severnaya Zemlya.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Boris Vilkitski era filho de Andréi Ippolítovich Vilkitski. Formou-se na Academia Naval em São Petersburgo em 1908. Participou da Guerra Russo-Japonesa (1904-1905). Em 1913-15, dirigiu a Expedição Hidrográfica ao Oceano Ártico, a bordo dos quebra-gelos Taimyr e Vaigach, com o objetivo de continuar a exploração da Passagem do Nordeste.

Em 1913, a expedição de Vilkitski descubriu o arquipélago de Sévernaya Zemliá, talvez uma das maiores descobertas do Ártico russo daquela época. Também descobriram varias outras ilhas. Em 1914-15, a expedição Vilkitsky fez a primeira viagem de Vladivostok até Arkhangelsk, descubrindo a ilha de Novopashenniy (atualmente ilha Zhójov), e descrevendo o litoral sul de Sévernaya Zemliá.

Em 1918, Vilkitski foi nomeado como chefe da primeira Expedição Hidrográfica Soviética, que nunca aconteceu devido a sua apreensão pelos intervencionistas no porto de Arcangel. Em 1920, Vilkitski emigrou ao Reino Unido. Em 1923 e 1924, Vilkitski dirigiu expedições comerciais no mar de Kara.

Muito mais tarde, Vilkitsky trabalhou como hidrógrafo no Congo belga. Boris Vilkitski morreu em Bruxelas em 1961.

Referências