História de Abelardo Luz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A história de Abelardo Luz começa bem antes de 30 de dezembro de 1953, quando desmembrou-se primeiramente o que chamava-se "Velho Chapecó". Naquela época criaram-se mais oito municípios, incluindo Xanxerê. Abelardo Luz foi mantido como um dos distritos de Xanxerê, mas elevou-se, naquela situação em 1922. Em 1917, passou a chamar-se "Passo das Flores".

Em parte, já se conheciam e se exploravam as terras do atual território municipal de Abelardo Luz durante o século XIX, quando criou-se a Colônia Militar de Xanxerê, por ordem do governo imperial brasileiro.

Porém, o território municipal de Abelardo Luz só passou a ser povoado efetivamente por colonizadores que vieram principalmente de Minas Gerais nos primeiros anos do século XX. Mas o povoamento foi intensificado em meados do século XX, quando chegaram principalmente migrantes vindos de São Paulo, do Paraná e do Rio Grande do Sul, bem como descendentes de imigrantes que vieram da Europa, principalmente da Itália e da Alemanha.

No dia 21 de junho de 1958, por meio da lei nº 348, o território municipal de Abelardo Luz emancipou-se politicamente, sendo instalado no dia 27 de julho do mesmo ano. Nomeou-se como primeiro prefeito o senhor Gerônimo Rodrigues e elegeu-se Maurício Rodrigues da Costa como primeiro prefeito.

O município recebeu esse nome porque homenageia Abelardo Venceslau da Luz, descendente de Hercílio Luz.