Insurgência em Ogaden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Insurgência em Ogaden
Column of ONLF rebels.jpg
Uma coluna de rebeldes da FLNO, 8 de outubro de 2006. (Foto de Jonathan Alpeyrie)
Data 1995[1] - 2012
Local
Desfecho Fragmentação do FLNO e a Etiópia, alegando que o FLNO atualmente não possui presença militar no território etíope, mas vários pequenos grupos têm procurado abrigo na Eritreia e Somália. A organização tem sido destruída militarmente.[2][3]
Combatentes
Etiópia
Etiópia
Flag of Ogaden National Liberation Front(2).svg
Frente de Libertação Nacional de Ogaden
Líderes e comandantes
Etiópia Meles Zenawi
Etiópia Kuma Demeksa
Etiópia Siraj Fergessa
Etiópia Negasso Gidada
Etiópia Girma Wolde-Giorgis
Etiópia Samora Yunis
Flag of Ogaden National Liberation Front(2).svg Mohamed Sirad Dolal  

A insurreição em Ogaden, travada pela Frente de Libertação Nacional de Ogaden, grupo rebelde separatista na Região Somali da Etiópia, começou em 1995 e ainda está em curso. Os objetivos do grupo têm variado ao longo do tempo de maior autonomia na Etiópia a independência total a fim de entrar para uma "Grande Somália". O longo conflito foi em grande parte invisível porque Adis Abeba tem acesso restrito à região [1]

A campanha de guerrilha de baixo nível era contínua, geralmente negligenciada pela imprensa estrangeira, até vários ataques de alto perfil da FLNO na região em 2007, incluindo o ataque contra o campo de petróleo chinês em Abole e os ataques a Jigjiga e Dhagahbur. Em resposta, a Etiópia lançou uma ofensiva militar em junho de 2007, a fim de extirpar os rebeldes. A ofensiva foi acompanhada de críticas e acusações de graves violações dos direitos humanos. [4] A ofensiva também foi supostamente ligadas ao envolvimento da Etiópia na Somália. Um motivo para a queda da Etiópia, da União dos Tribunais Islâmicos (UIC) em dezembro de 2006 pode ter sido o corte das ligações entre o FLNO, a decisão das Cortes Islâmicas e Eritreia, incluindo armas e linhas de abastecimento logístico da Eritreia e Somália para o FLNO na região Oriental da Etiópia[4].

Região Somali da Etiópia e os principais pontos de conflito

Referências[editar | editar código-fonte]