Jecão, um Fofoqueiro no Céu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jecão, um Fofoqueiro no Céu
 Brasil
1977 •  cor •  105 min 
Direção Pio Zamuner
Amácio Mazzaropi
Roteiro Pio Zamuner
Amácio Mazzaropi
Elenco Amácio Mazzaropi
Geny Prado
Paulo Castelli
Dante Ruy
Denise Del Vecchio
Elizabeth Hartmann
Género comédia
Idioma português

Jecão, um Fofoqueiro no Céu é um filme de comédia brasileiro de 1977, dirigido por Pio Zamuner, produzido pela PAM Filmes e estrelado por Mazzaropi.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Jecão (Mazzaropi) e seu filho Martinho vão a São Paulo receber o dinheiro de um prêmio da loteria esportiva, sendo recebidos com festa na pequena cidade onde moram. Chico Fazenda (Dante Ruy), um fazendeiro das redondezas, cobiça o dinheiro, assalta Jecão com o auxílio do capanga Robertão e acaba por matá-lo. Jecão vai para o céu, mas faz de tudo para voltar à Terra com o desejo de ajudar a prender quem o matou.[2][3]

O filme apresenta uma visões religiosas do pós-vida. No além, há três opções: Céu, Inferno (como na maioria das religiões cristãs) e reencarnação (como no Kardecismo). O Preto Velho é visto no Céu, reclamando que estão sempre a chamar por ele nos terreiros. Jeca apronta muitas até depois de morto. Transita sem permissão no mundo dos vivos (onde estranhamente consegue interagir de modo físico com o mesmo e ser visto e ouvido quando deseja, e também possuir o corpo de sua sogra), organizar uma festa de carimbó no Céu e até fazer turismo no Inferno, onde reclama depois que os servos jogam belas dançarinas num caldeirão).[4]

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Amácio Mazzaropi - Jecão
  • Geny Prado - Cesariana (esposa de Jecão)
  • Paulo Castelli - Martinho (filho de Jecão)
  • Dante Ruy - Chico Fazenda
  • Gilda Valença - Margarida (esposa de Chico Fazenda)
  • Denise Del Vecchio - Jaqueline (filha de Chico Fazenda)
  • Edgard Franco - Robertão (capataz de Chico Fazenda)
  • Elizabeth Hartmann - freira do orfanato
  • João Paulo Ramalho - delegado
  • Leonor Navarro - Joly
  • Antônio Malhone - Pirolito - Nhonhô, amigo falecido de Jecão no céu
  • Rose Garcia - Anjo da Guarda de Jecão
  • Armando Paschoalim - São Pedro
  • André Luís Toledo - escrivão da delegacia
  • Paulo Celso Toledo - Santo Antônio
  • Argeu Ferrari - Seu José, dono da Pensão
  • José Velloni - Prefeito
  • Augusto César Ribeiro - Padre
  • Carlos Garcia - Seu Carlos, dono do Bar
  • Carlos Garcia Jr - criança no bar
  • Oswaldo Leonel - Mazzinha - dublê de Mazzaropi
  • Ballet Ismar Guiser - cena da dança no Inferno
  • Luiz Homero - médico da maternidade
  • Nena Viana - empregada da fazenda

Referências

  1. «FILMOGRAFIA - JECÃO... UM FOFOQUEIRO NO CÉU». bases.cinemateca.gov.br. Consultado em 29 de janeiro de 2020 
  2. «JECÃO... UM FOFOQUEIRO NO CÉU (COL. MAZZAROPI VOL. 6) - Pio Zamuner; Amacio Mazzaropi - DVD». Travessa.com.br. Consultado em 29 de janeiro de 2020 
  3. AdoroCinema, Jecão... Um Fofoqueiro no Céu, consultado em 29 de janeiro de 2020 
  4. Jecão... Um fofoqueiro no céu | Verão TV Brasil | TV Brasil | Cultura, 17 de julho de 2013, consultado em 29 de janeiro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.