Candinho (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Candinho
 Brasil
1954 •  pb •  95 min 
Direção Abílio Pereira de Almeida
Produção Cid Leite da Silva
Vittorio Cusane
Rigoberto Plothow
Roteiro Abílio Pereira de Almeida
Elenco Amácio Mazzaropi
Marisa Prado
Ruth de Souza
Adoniran Barbosa
Género comédia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Candinho é um filme brasileiro de 1954 do gênero "Comédia" dirigido por Abílio Pereira de Almeida e estrelado por Mazzaropi. O roteiro é baseado no conto Cândido, ou O Otimismo,[1] de Voltaire, cuja citação "Tudo que acontece é para o melhor nesse melhor dos mundos" é mostrada nos letreiros iniciais.

O filme serviu de inspiração para a construção do enredo da telenovela Êta Mundo Bom (2016) de Walcyr Carrasco.[2][3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história começa em 1926, na antiga fazenda "Dom Pedro II" situada em Piracema (Minas Gerais). Como o Moisés bíblico, Candinho foi encontrado nas águas, só que nas águas sujas de um riacho. Ao seu lado estava um jumentinho, chamado Policarpo, e trazia um medalhão no pescoço, sinal de origem rica. Candinho foi acolhido pelo coronel proprietário da fazenda, o monarquista Quinzinho, pois ele não tinha filhos. Três anos depois, contudo, o coronel foi pai de um casal de gêmeos e Candinho acabou sendo relegado aos serviços humildes da fazenda e ficou morando no casebre da serviçal Manuela. Vinte anos depois, ele conhece o professor Pancrácio, hóspede do coronel, que lhe ensina sua filosofia de vida "tudo que acontece é para melhorar a vida da gente", a qual ele sempre repete como um ditado.

Candinho teve um namorico com a filha do coronel, Filoca, e acaba expulso da fazenda. É colocado num trem e chega em São Paulo, iniciando uma busca incansável pela sua mãe. Ele fica amigo do fugitivo Pirulito e reencontra o professor. A grande Babel assusta os dois caipiras. Candinho também volta a ver Filoca, que fugiu da fazenda e agora é uma taxi-girl.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o


Referências

  1. http://www.museumazzaropi.com.br/filmes/03cand.htm Acessado em 19-06-12
  2. «Mazzaropi inspira nova trama da Rede Globo». revistagloborural.globo.com/. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  3. «Estou resgatando o menino que via filmes do Mazzaropi, diz Walcyr Carrasco - Últimas Notícias - UOL TV e Famosos». UOL TV e Famosos. Consultado em 21 de janeiro de 2016 

Ver também[editar | editar código-fonte]