Jubileu (Marvel Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jubileu
Jubileu X-Men.jpg
Outro(s) nome(s) Jubilation Lee
Espécie Humano Mutante
Afiliações X-Men
Geração X

Novos Guerreiros
Tropa X

Terra Natal Beverly Hills, Califórnia, EUA
Criado por Chris Claremont
Marc Silvestri
Primeira aparição Uncanny X-Men #244 (Agosto 1989)
Editora(s) Marvel Comics
Espécie Humano Mutante
Terra natal Beverly Hills, Califórnia, EUA
Afiliações X-Men
Geração X

Novos Guerreiros
Tropa X

Parceria Wolverine
Habilidades
  • Projeção de energia plasmática

Jubileu (Jubilation Lee) é um super-herói ficcional que aparece em quadrinhos americanos publicados pela Marvel Comics, mais comumente em associação com os X-Men. Criada pelo escritor Chris Claremont e pelo artista Marc Silvestri, a personagem apareceu pela primeira vez em Uncanny X-Men #244 (maio de 1989).

Jubileu é um membro da subespécie humana conhecida como mutantes, nascida de habilidades sobre-humanas. Ela pode gerar explosões de energia pirotécnica de suas mãos. Introduzido como um "rato comercial" órfão de Beverly Hills, Jubileu se juntou aos X-Men no início da década de 1990, tornando-se o membro mais novo da equipe e, muitas vezes, desempenhando um papel de sidekick para sua figura paterna, Wolverine.

Jubileu eventualmente se juntou à equipe junior Geração X, e foi um personagem proeminente na série animada X-Men da década de 1990. No final de 2004, a Marvel lançou uma série limitada auto-intitulada de seis partes para Jubileu, em Los Angeles, escrita por Robert Kirkman. No início de 2011, ela apareceu na série limitada de quatro partes, Wolverine e Jubileu, escrita por Kathryn Immonen.

A personagem é um dos mutantes depowered que mais tarde reapareceu usando poderes baseados em tecnologia na série de quadrinhos Novos Guerreiros. Em 2010, ela foi transformada em vampira durante a história de Curse of the Mutants. Em 2018, enquanto era líder do grupo Geração X (Marvel Comics), foi morta ao ser exposta à luz solar, porem o estudante Kid Ômega, novo hospedeiro da entidade Fênix, a ressuscitou e assim ela voltou a ter seus poderes originais.

Jubileu apresentou aparições nos primeiros três filmes X-Men, retratados por Katrina Florece no primeiro filme e por Kea Wong em suas duas sequelas. Em X-Men: Apocalipse de 2016, ela é interpretada por Lana Condor.

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

Seu poder mutante é o de produzir descarregar energia plásmica ("fogos de artifício") que são projetados de suas mãos. Essa energia é comandada mentalmente por ela até o local onde deva ir e o momento em que deve explodir; ela pode fazer com que seja um ataque energético, cegante ou apenas ilumine. Jubileu, como foi mostrado em X-men Abril n° 100, tem um potencial enorme de energia, porém ela tem medo de usá-lo totalmente. Ela não se fere ao manipular seus plasmas e ao ser atingida por algo energético, como todos os mutantes com esse tipo de mutação, reabsorve parte da energia, evitando se ferir muito, como ocorreria com uma pessoa humana. Atleta de ginástica olímpica desde a infância e praticante da patinação com roller blade (patins in line), ela acrescentou essas técnicas com o treino que recebeu de Wolverine, que foi seu mentor de por mais de dez anos.

Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ela é a protagonista. Foi interpretada por Heather McComb. Filme feito para TV, em 1995;

Produzido no ano 2000, tem uma ponta pequena, porém nas cenas deletadas, ela conversa com Kitty, Vampira e responde a uma pergunta da Tempestade na sala de aula. Foi interpretada por Katrina Florense;

Ela possui outras duas cenas bem curtas. Ela é uma das crianças capturadas, e a Tempestade grita seu nome quando vai resgatá-la. Depois do resgate, há vários closes na Jubileu até o fim do filme. Jubileu participa do último diálogo do filme, na conversa com o Professor Xavier. Nas cenas deletadas, ela aparece caminhando pelo museu e usando seus poderes. Foi interpretada por Kea Wong;

Ela aparece rapidamente na sala de aula ministrada pelo Professor X. Nesse filme, ela também é interpretada por Kea Wong;

Ela tem uma participação no núcleo principal, contudo suas principais cenas (passeio no shopping, apresentando a mansão para o comercial e usando os poderes) ficaram fora da edição final do filme. Ela foi interpretada por Lana Condor;

Animações[editar | editar código-fonte]

Ela aparece como um dos personagens centrais. Nessa série conta um pouco de sua história e seus relacionamentos, principalmente com seu parceiro Wolverine. Ela foi dublada pela Iara Riça que também a dubla a Jubileu na franquia cinematográfica dos X-men.

Dublada por Guilene Conte, a Jubileu aparece como personagem coadjuvante a partir da segunda temporada, integrando a equipe dos novos recrutas.

Jubileu aparece em três episódios desse desenho dos anos 90 do Homem-Aranha, junto dos X-men da série clássica.

Games[editar | editar código-fonte]

Jubileu aparece bem trabalhada em diversos games de mugen, ou seja, não oficiais. Oficialmente, ela tem uma participação não controlável no primeiro game solo do Wolverine.

No game Marvel vs Capcom 2, na versão moderna do game "Batalha dos heróis", ela é um personagem selecionável de apoio, onde podemos jogar com ela com seu visual clássico. Seu especial de fogos de artifício é um show à parte. Ela põe os óculos nos olhos durante o ataque e em uma das comemorações de vitória. Ela faz bolhas de goma de mascar durante as batalhas

No game X-Men Legends Jubileu é uma das protagonistas. Nesse jogo inovador no modo de jogabilidade, pode-se escolher entre qual uniforme quer que ela use, entre todos que ela já havia usado nos quadrinhos até aquele momento. Seus poderes estão bem intensos e potentes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]