Luísa Fernanda de Bourbon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luísa Fernanda
Infanta da Espanha
Duquesa de Montpensier
Cônjuge António de Orléans
Descendência
Maria Isabel
Maria Amélia
Maria Cristina
Maria de la Regla
Fernando Maria
Maria das Mercês
Filipe
António
Luís Maria
Nome completo
Maria Luísa Fernanda
Casa Bourbon
Pai Fernando VII de Espanha
Mãe Maria Cristina de Bourbon
Nascimento 30 de janeiro de 1832
Palácio Real de Madrid, Madrid, Espanha
Morte 2 de fevereiro de 1897 (65 anos)
Palácio San Telmo, Madrid, Espanha
Enterro 07 de fevereiro de 1897
Mosteiro e Sítio do Escorial, Madrid, Espanha
Religião Catolicismo
Assinatura

Maria Luísa Fernanda de Bourbon (Madri, 30 de janeiro de 1832Sevilha, 2 de fevereiro de 1897) foi infanta da Espanha e duquesa de Montpensier. Era a filha mais nova do rei Fernando VII da Espanha e de sua quarta esposa, a rainha soberana Maria Cristina das Duas Sicílias.

Foi herdeira presuntiva da coroa quando sua irmã mais velha, Isabel II da Espanha, ascendeu ao trono, entre 1833 e 1851, quando a filha sobrevivente mais velha de Isabel nasceu.

Isabel estava noiva de seu primo irmão Francisco da Espanha, conhecido por ser homossexual e supostamente impotente. Seu parente, o rei Luís Filipe I da França pensou que nenhum filho nasceria do casamento de Isabel e, na pretensão de que a coroa espanhola fosse herdada por netos seus, ajustou o casamento de Luísa Fernanda com seu filho mais novo, Antônio, duque de Montpensier, que também era primo irmão da mãe de Luísa Fernanda.

Luísa Fernanda, de quatorze anos de idade, e Antônio, de vinte e dois, celebraram suas núpcias em 10 de outubro de 1846, junto com as de Isabel e Francisco, e o jovem duque recebeu o título de infante da Espanha. O casal então se mudou para Paris e depois para Sevilha.

Em 1848, o pai de Antônio foi deposto. No mesmo ano, Luísa Fernanda, então com dezesseis anos, deu à luz seu primeiro bebê. Quando o primeiro filho de sua irmã Isabel, nascido em 1850, logo faleceu, Luísa voltou a ser sua herdeira. Então, enfim, uma segunda criança, nascida em 1851, sobreviveu. Finalmente, a rainha Isabel foi sucedida por seu filho sobrevivente, Afonso XII.

Depois que Isabel foi deposta, a família teve que se exilar. Luísa voltou para Sevilha anos depois, já viúva, onde veio a falecer.[1] Seu corpo foi sepultado no Palácio do Escorial.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Luísa Fernanda e Antônio tiveram nove filhos, mas apenas cinco atingiram a maturidade:[2]

Descendentes[editar | editar código-fonte]

De todos os seus filhos, apenas Maria Isabel, condessa de Paris, e Antônio, duque de Galliera, deixaram filhos. Através de Antônio, a linha atualmente não-real de duques de Galliera continua. Os netos dele perderam perderam status real devido a casamentos não-dinásticos. O atual duque de Galliera é trineto de Antônio, D. Alfonso Francesco de Orléans-Bourbon y Ferrara-Pignatelli.

Através de Maria Isabel, Luísa Fernanda tornou-se bisavó do rei Manuel II de Portugal; dos duques Luís Filipe de Bragança, Amadeu II de Aosta e Aimone de Spoleto; das princesas Dolores Czartoryski e Esperança de Orléans e Bragança; da condessa Maria das Mercês de Barcelona (mãe do rei João Carlos) e do conde Henrique de Paris.

Precedida por:
Isabel
Infanta de Espanha
Coat of arms of Isabella of Bourbon (1851–1931) as Infanta of Spain and widow.svg

30 de janeiro de 183210 de outubro de 1846
Sucedida por:
Isabel, Condessa Ignaz Gurowski
Precedida por:
'
Duquesa de Montpensier
Coat of Arms of Infanta Luisa Fernanda of Spain, Duchess of Montpensier.svg

10 de outubro de 18464 de fevereiro de 1890
Sucedida por:
'
Precedida por:
'
Duquesa de Montpensier (viúva)
Coat of arms of Isabella of Spain (1851–1931) as Infanta and widow.svg

4 de fevereiro de 1890 - 2 de fevereiro de 1897
Sucedida por:
'

Referências