Microsoft Security Essentials

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde junho de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Microsoft Security Essentials
Logo Microsoft Security Essentials-pt.PNG
Microsoft Security Essentials v4.8.0204.0 02.jpg
Captura de tela exibindo a tela principal do Microsoft Security Essentials
Desenvolvedor Microsoft
Lançamento 29 de setembro de 2009 (8 anos)
Versão estável 4.9.218.0 13 de maio de 2016 (1 ano)[1] (13 de Maio de 2015)
Idioma(s) Português
Sistema operativo Windows Vista e Windows 7
Gênero(s) Antivírus
Licença Código fechado, freeware
Estado do desenvolvimento Ativo
Tamanho 10,90 MB
Página oficial Microsoft Security Essentials.

Microsoft Security Essentials (MSE) é um antivírus gratuito da Microsoft. Ele é compatível com Windows Vista (32 e 64-bit) e Windows 7 (32 e 64-bit). As versões mais recentes não são compatíveis com o Windows XP. Oferece proteção contra vírus, malware, spyware, adware, scareware, software de segurança desonesto, rootkits, keyloggers, dialers, worms e trojans para Windows XP. Teve o codinome "Morro" em homenagem a Praia do Morro na cidade Brasileira de Guarapari no estado do Espírito Santo. Esta é a segunda vez que um nome brasileiro é usado como codinome pela Microsoft, a primeira foi com o Project Natal.[2] De acordo com a Microsoft, o Security Essentials foi desenvolvido para ser leve e prático, não atrapalhando o utilizador com mensagens desnecessárias e ocupando pouca memória no computador. Ele não oferece um firewall, ele ativa o firewall do Windows para ter a máxima segurança.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A Microsoft anunciou o Morro em 18 de novembro de 2008. Diferente da estratégia anterior para produtos antivírus da empresa descontinuou o Windows Live OneCare - produto pago com recursos para controle de acesso, backup de fotos e firewall - e anunciou que o novo antivírus seria distribuído gratuitamente para instalações autênticas do Windows, sem recursos adicionais além da proteção contra malware.[3]. Além do Morro, a empresa oferece o Microsoft Forefront, com recursos centralizados de gerenciamento.

Um "vazamento" da versão 1.0.2140.0 revelou que o nome de desenvolvimento Morro foi alterado para Microsoft Security Essentials.[4] A versão beta pública do Microsoft Security Essentials foi disponibilizado para download no dia 23 de junho de 2009 para os primeiros 75.000 acessos de usuários dos Brasil, Estados Unidos da América e Israel,[5] seguido de usuários da China.

O objetivo da Microsoft é atingir usuários sem cartão de crédito, computadores modernos e acesso à Internet por banda larga.[6] Os requisitos de sistema dependem da versão do sistema operacional. No Windows XP são necessários um processador com 500 MHz e 256 MB de memória RAM. Usuários do Windows Vista e 7 precisam de um processador com 1,0 GHz e 1 GB de memória RAM. Em todos os casos é requerida pelo menos uma tela com resolução VGA de 800x600, 140 MB de espaço livre em disco e uma conexão à Internet.[7]

A primeira versão estável do Microsoft Security Essentials foi lançada oficialmente dia 29 de setembro de 2009 para usuários de dezenove países - Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Singapura, Espanha, Estados Unidos, França, Irlanda, Israel, Itália, Japão, México, Nova Zelândia, Países Baixos, Reino Unido e Suíça.[8][9]

Recursos[editar | editar código-fonte]

O MSE é uma suíte de segurança básica desenvolvida para usuários finais baseados no sistema de proteção do software Forefront, oferece recursos de detecção e remoção de malware, mas não possui os recursos de gerenciamento centralizado do Forefront Client Security. Inclui o mesmo sistema de proteção contra malwares e definições contra vírus de outros produtos de segurança da empresa, incluindo o Forefront Client Security, Windows Live OneCare e Windows Defender (que não inclui as definições contra vírus). No início da instalação, o MSE verifica a autenticidade da cópia instalada do Windows, não pedindo informações pessoais para registro.[10] O programa desativa o Windows Defender, já que oferece proteção contra malwares, não se limitando spyware e adware.[11]

Atualizações do aplicativo são publicadas três vezes ao dia no Microsoft Update.[12] Na configuração padrão, os arquivos compactados são descomprimidos e então verificados, assim como arquivos copiados pela internet e anexos de e-mail. Antes de qualquer ação contra um arquivo suspeito o programa pede a intervenção do usuário. Se nenhuma resposta é dada em dez minutos, o arquivo suspeito é processado de acordo com a ação padrão do software, que determina o que fazer com o arquivo. Antes de remover a contaminação é criado um ponto de restauração.[13]

Licença[editar | editar código-fonte]

A Microsoft permite aos usuários fazer download, instalar e utilizar a Microsoft Security Essentials em um número ilimitado de seus computadores em seus domicílios, desde que cada computador tenha uma cópia genuína do Microsoft Windows. A Microsoft Security Essentials verifica a validade do sistema operacional durante e após a instalação. Se o sistema operacional não for genuíno, a Microsoft Security Essentials irá notificar o usuário da questão, e pode deixar de funcionar após certo período de tempo.

Críticas[editar | editar código-fonte]

Após a Microsoft anunciar publicamente o Projeto Morro em 19 de Novembro de 2008, Symantec e a McAfee tiveram quedas nas ações de 9,44 e 6,62 por cento, respectivamente. No entanto, a Microsoft alega que o MSE não vai competir diretamente com outros pagos por software antivírus, mas sim que era "centrada na [50 por cento até 60 de PC] de usuários que não têm, ou não podem pagar, a proteção antivírus".

A Symantec, McAfee e Kaspersky Lab representantes julgaram o MSE como um concorrente. Tom Powledge da Symantec afirmou que o Windows Live OneCare oferece "proteção inferior" e uma "experiência do usuário inferior", o que implica que com o MSE seria o mesmo. A McAfee afirmou: "Com parte do Windows Live OneCare de mercado inferior a 2%, entendemos a decisão da Microsoft para desviar a atenção de seu core business." Justin Priestley da Kaspersky afirmou: "[Microsoft] continuou a deter uma quota de mercado muito baixa no mercado de consumo, e não esperamos que a saída do Windows Live OneCare para mudar drasticamente o campo de jogo."

A AVG Technologies declarou: “Vemos isso como um passo positivo para a paisagem AV. A AVG crê no direito de software antivírus gratuito durante os últimos oito anos”. No entanto, A AVG levantou a questão de distribuir o software "Microsoft vai ter que fazer mais do que simplesmente disponibilizar o produto." No entanto, a agregação MSE com Windows pode causar truste.

Depois de um porta-voz da Microsoft afirmar em 10 de Junho de 2009 que uma versão beta do MSE logo seria liberada, ações da Microsoft subiram 2,1 por cento. Tanto a Symantec quanto a McAfee caiu 0,5 por cento e 1,3 por cento, respectivamente. Daniel Ives, analista da FBR Capital Markets, afirmou que MSE seria uma "ameaça competitiva a longo prazo", apesar de longo prazo, o impacto ja seria logo significante.

Referências

  1. «MICROSOFT SECURITY ESSENTIALS 4.9.0218.0». Baboo. 15 de abril de 2016. Consultado em 03 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Exclusive: Microsoft's new Anti-Virus, 'Morro'» 
  3. BBC News (19 de novembro de 2009). Microsoft to offer free security, "BBC News" (em ingles). Acessado em 2009-set-29.
  4. Protalinski, Emil (17 de junho de 2009). Leaked: Microsoft Security Essentials (codename Morro), "Ars Technica" (em inglês). Acessado em 2009-set-29.
  5. Foley, Mary J. (23 de junho de 2009). Microsoft Security Essentials beta to be capped at 75,000, kicks off today, "ZDNet" (em ingles). Acessado em 2009-set-29.
  6. Fallon, Sean (18 de junho de 2009). Microsoft Security Essentials Antivírus Software (Codename: Morro) Available on June 23rd, "Gizmodo" (em inglês). Acessado em 2009-set-29.
  7. Protalinski, Emil (23 de junho de 2009). Microsoft Security Essentials beta available (Updated), "Ars Technica" (em inglês). Acessado em 2009-set-29.
  8. Matthews, Lee (28 de setembro de 2009). Microsoft Security Essentials leaves beta, available for download 9/29/2009, "Download Squad" (em inglês). Acessado em 2009-set-29.
  9. Pash, Adam (29 de setembro de 2009). Microsoft Security Essentials Free Antivirus App Leaves Beta, "Lifehacker" (em inglês). Acessado em 2009-set-29.
  10. Thurrott, Paul (29 de setembro de 2009). Microsoft Security Essentials Review, "Paul Thurrott's SuperSite for Windows" (em inglês). Acessado em 2009-set-30.
  11. Thurrott, Paul (18 de junho de 2009). Microsoft Security Essentials Public Beta, "Paul Thurrott's SuperSite for Windows" (em inglês). Acessado em 2009-set-30.
  12. Mills, Elinor (18 de junho de 2009). Microsoft's free antimalware beta on the way, "CNET" (em inglês). Acessado em 2009-set-30.
  13. Krebs, Brian (24 de junho de 2009). Microsoft Debuts Free Antivirus Software Beta, "The Washington Post" (em inglês). Acessado em 2009-set-30.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.