Microsoft Edge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Internet Explorer.
Microsoft Edge
Microsoft Edge logo.svg
Captura de tela do Microsoft Edge.png
Microsoft Edge no Windows 10.
Desenvolvedor(es) Microsoft
Lançamento inicial 29 de julho de 2015; há 4 anos
Versão estável Predefinição:ULEvaca CV tudo2

Windows 10 Mobile
25.10586.164.0
 (17 de março de 2016; há 2 anos[1])

Xbox One
25.10586.0.0
 (12 de novembro de 2015; há 4 anos[2]) [+/-]

Versão em teste [+/-]
Estado de desenvolvimento Ativo
Escrito em C++[3]
Incluído com Windows 10, Windows 10 Mobile, Xbox One
Motores EdgeHTML,[4] Chakra
Licença Proprietária[5]
Website microsoft.com/edge

Microsoft Edge (codinome "Spartan") é um navegador da Internet desenvolvido pela Microsoft[6]. Inicialmente lançado para o Windows 10 e Xbox One, teve, também, versões lançadas para Android e iOS. Ele é o sucessor do Internet Explorer, atuando como o novo navegador padrão de Internet da Microsoft.[7] [8]

Oficialmente anunciado pela Microsoft em 21 de janeiro de 2015[9][10], sua versão preview foi lançada em 30 de março de 2015.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

"Spartan" foi disponibilizado publicamente pela primeira vez como o navegador padrão da Windows 10 Technical Preview build 10049, e lançado em 30 de Março de 2015.[11] A nova engine utilizada pelo "Spartan" foi previamente disponibilizada nas versões do Windows 10 como parte do Internet Explorer 11, e seria utilizado pelo navegador até a versão final do 10; Microsoft havia porém anunciado que o Internet Explorer não utiliza a mesma engine do "Spartan", e o navegador seria obsoletado no Windows 10.[12][13]

Recursos[editar | editar código-fonte]

Microsoft Edge é o navegador padrão do Windows 10 (para as suas versões de desktop, do console Xbox One e do Windows 10 Mobile), substituindo o Internet Explorer 11 e o Internet Explorer Mobile.[14] O Edge usa também uma nova engine de layout conhecida como EdgeHTML que descende da Trident[15]. Essa nova engine foi "projetada para interoperacionalidade com a rede moderna".

O navegador inclui o Adobe Flash Player integrado, um leitor de PDF e tem suporte para asm.js.[16]


EdgeHTML[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: EdgeHTML

EdgeHTML é um motor de layout proprietário desenvolvido para Edge. É uma bifurcação de Trident que removeu todo o código legado das versões anteriores do Internet Explorer e a maioria de seu código fonte reescrito com padrões web e interoperabilidade com os outros navegadores modernos em mente.[17][18]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Upgrading existing Windows Phone 8.1 devices to Windows 10 Mobile» (em inglês). Microsoft. 17 de março de 2016. Consultado em 19 de março de 2016 
  2. «The New Xbox One Experience» (em inglês). Microsoft. Consultado em 4 de fevereiro de 2016 
  3. Vincent Lextrait (março de 2016). «The Programming Languages Beacon, v16.0». Consultado em 24 de abril de 2017 
  4. Jason Weber (21 de janeiro de 2015). «Spartan and the Windows 10 January Preview Build». IEBlog. Microsoft 
  5. Jordan Novet (5 de maio de 2015). «Microsoft says it has no plans to open-source its new Edge browser … yet». VentureBeat 
  6. «Microsoft officially announces Spartan, its new web browser for Windows 10» (em inglês). The Verge. Consultado em 21 de Janeiro de 2015 
  7. «Living on the Edge – our next step in helping the web just work». Microsoft. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  8. Microsoft vai acabar com a marca Internet Explorer
  9. Foley, Mary Jo. «Microsoft is building a new browser as part of its Windows 10 push». ZDNet. Consultado em 8 de janeiro de 2015 
  10. What we know about Project Spartan: extensions and performance, yes, Windows 7, no, Ars Technica
  11. «Project Spartan gets its first public outing in new Windows 10 build». Ars Technica. 30 de março de 2015. Consultado em 30 de março de 2015 
  12. Warren, Tom (24 de março de 2015). «Microsoft relegates Internet Explorer to a 'legacy engine' to make way for new browser». The Verge 
  13. Jacobsson Purewal, Sarah (19 de fevereiro de 2015). «How to enable Spartan's Edge Rendering Engine in Windows 10». CNET 
  14. Warren, Tom (24 de março de 2015). «Microsoft relegates Internet Explorer to a 'legacy engine' to make way for new browser». The Verge 
  15. Foley, Mary Jo (22 de janeiro de 2015). «Microsoft's Spartan browser: What's under the hood». ZDNet 
  16. «Windows 10's New Browser Microsoft Edge: Improved, But Also New Risks». trendmicro.com. Consultado em 14 de setembro de 2015 
  17. «What's powering Spartan? Internet Explorer, of course». Neowin 
  18. Foley, Mary Jo (22 de janeiro de 2015). «Microsoft's Spartan browser: What's under the hood». ZDNet 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]