Moacir Dalla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Moacir Dalla
Foto da galeria de presidentes do Senado Federal
51º Presidente do Senado Federal do Brasil
Período 11 de novembro de 1983
a 1 de fevereiro de 1985
Presidente João Figueiredo
Antecessor(a) Nilo de Sousa Coelho
Sucessor(a) José Manoel Fontanillas Fragelli
Senador pelo Espírito Santo
Período 1 de fevereiro de 1979
a 1 de fevereiro de 1987
Antecessor(a) Eurico Resende
Sucessor(a) Gerson Camata
Deputado federal pelo Espírito Santo
Período 1 de fevereiro de 1975
a 1 de fevereiro de 1979
Deputado estadual do Espírito Santo
Período 1 de fevereiro de 1963
a 1 de fevereiro de 1975
(3 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 10 de março de 1927
Colatina (ES)
Morte 20 de agosto de 2006 (79 anos)
Guarapari (ES)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Maria Morão Dalla
Pai: Jacob Dalla
Alma mater Universidade Federal do Espírito Santo
Esposa Lúcia Resende
Partido UDN (1961-1965)
ARENA (1965-1980)
PDS (1980-1987)
Profissão Advogado, agropecuarista e político
linkWP:PPO#Brasil

Moacyr Dalla (Colatina, 10 de março de 1927Guarapari, 20 de agosto de 2006)[1] foi um político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Jacob Dalla e Maria Morão Dalla, Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo. Foi deputado estadual (1962-1974),[2] deputado federal (1975-1979) e senador (1979-1987) pelo Espírito Santo.

Foi presidente do Senado de 1983 a 1985, sendo que nesse período, presidiu o Colégio Eleitoral que elegeu como presidente Tancredo Neves.

Em dezembro de 1984, assinou um ato que efetivou 1.554 pessoas aos quadros da gráfica do Senado sem concurso público. Estima-se que a medida causou prejuízo superior a R$ 20 bilhões desde a efetivação.[3]

Foi homenageado pelo Futebol Capixaba em 1979, com o nome de um torneio vencido pelo Vitória Futebol Clube.

Sua esposa, Lúcia Resende, é irmã de Eurico Resende, governador do Espírito Santo de 1979 a 1983.

Faleceu no dia 20 de agosto de 2006 em Guarapari, foi vítima de infarto fulminante.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Parlamentares lamentam a morte do ex-senador Moacyr Dalla. Agência Senado. Acesso em 0/11/2014
  2. Biografia Senador Moacyr Dalla. Senado Federal do Brasil. Acesso em 23/02/2014
  3. Teixeira, Matheus (7 de março de 2021). «Parado, trem da alegria do Senado completa 36 anos com prejuízo de R$ 20 bi e longe de um fim na Justiça». Folha de S.Paulo. Consultado em 7 de março de 2021 
  4. Idem, fonte 1

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Nilo Coelho
Presidente do Senado Federal do Brasil
19831985
Sucedido por
José Fragelli
Precedido por
Eurico Resende
Senador pelo Espírito Santo
19791987
Sucedido por
Gerson Camata