Antônio Cândido da Cruz Machado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Disambig grey.svg Nota: Para o município, veja Cruz Machado.
Antônio Cândido da Cruz Machado
Dados pessoais
Nascimento 11 de março de 1820
Serro
Morte 12 de fevereiro de 1905 (84 anos)
Nacionalidade brasileiro
Partido Partido Conservador[1]
Ocupação advogado

Antônio Cândido da Cruz Machado, Visconde de Serro Frio (Serro, 11 de março de 182012 de fevereiro de 1905), foi um advogado e político brasileiro.

Foi vereador, deputado geral, presidente de província (Goiás, Maranhão e Bahia) e senador do Império do Brasil de 1874 a 1889.[2]

Foi também professor de latim, juiz de paz, promotor, e coronel da Guarda Nacional. Por presidir a seção do senado que aprovou a abolição da escravatura, recebeu o título de visconde do Serro Frio, em 16 de maio de 1888.[2] Deixou publicados vários discursos e interessantes projetos para uma nova divisão administrativa do Brasil e para a construção de estradas de ferro em Minas Gerais.[3]

Foi comendador da Imperial Ordem da Rosa.[2]

Referências


Precedido por
Antônio Augusto Pereira da Cunha
Presidente da província de Goiás
1854 — 1855
Sucedido por
Antônio Augusto Pereira da Cunha
Precedido por
José Joaquim Teixeira Vieira Belfort
Presidente da província do Maranhão
1855 — 1857
Sucedido por
Manoel Gomes da Silva Belfort
Precedido por
Joaquim Pires Machado Portela
Presidente da província da Bahia
1873 — 1874
Sucedido por
Venâncio José de Oliveira Lisboa
Precedido por
João Lins Vieira Cansanção de Sinimbu
Presidente do Senado do Império do Brasil
1888
Sucedido por
Paulino José Soares de Sousa


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.