Pia Sundhage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pia Sundhage
Pia Sundhage Jan 2013.jpg
Informações pessoais
Nome completo Pia Mariane Sundhage
Data de nasc. 13 de fevereiro de 1960 (61 anos)
Local de nasc. Ulricehamn, Suécia
Informações profissionais
Equipa atual Brasil
Posição Treinadora
Clubes profissionais
Anos Clubes
1978
1979–1981
1982–1983
1984
1985
1985
1985
1986
1987–1989
1990–1996
Falköpings KIK
Jitex BK
Östers IF
Jitex BK
Lazio
Stattena IF
Jitex BK
Hammarby
Jitex BK
Hammarby
Seleção nacional
1974–1996 Suécia
Times/Equipas que treinou
1992–1994
1998–1999
2000
2001–2002
2003
2004
2005–2006
2007
2008–2012
2012–2017
2018–2019
2019–
Hammarby
Vallentuna BK (assistente)
AIK (assistente)
Philadelphia Charge (assistente)
Boston Breakers
Kolbotn IL
KIF Örebro
China (assistente)
Estados Unidos
Suécia
Suécia Sub-17
Brasil
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Pequim 2008 Estados Unidos
Ouro Londres 2012 Estados Unidos
Prata Rio 2016 Suécia

Pia Mariane Sundhage[1] (Ulricehamn, 13 de fevereiro de 1960)[2] é uma treinadora e ex-futebolista sueca. Atualmente é treinadora da Seleção Brasileira de Futebol Feminino.[3][4]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2010, Sundhage mencionou em uma entrevista na TV sueca que, como lésbica, ela não sentiu nenhuma homofobia como treinadora. "Não houve problemas por eu ser abertamente gay como treinadora nos Estados Unidos", disse Sundhage.[5][6]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Assumiu a Seleção Estadunidense de Futebol Feminino em 2008, conquistando duas medalhas de ouro em Pequim 2008 e Londres 2012,[7] além de ter sido vice campeã da Copa do Mundo de Futebol Feminino em 2011.[8] Pia deixou a seleção americana em 2012.[9]

Suécia[editar | editar código-fonte]

Em 2012, assumiu o comando da Seleção Sueca de Futebol Feminino, levando suas comandadas até a final dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro 2016, eliminando os Estados Unidos, num reencontro com sua ex-equipe,[10] e o Brasil, ambos na disputa de pênaltis. Na grande final, acabou derrotada pela Alemanha por 2 a 1, ficando com a medalha de prata.[11]

Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 2019, após a Copa do Mundo de Futebol Feminino foi anunciada como treinadora da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, tornou-se a primeira estrangeira a assumir o comando do time.[12][13]

Jogos da Seleção Brasileira Feminina de Futebol[editar | editar código-fonte]
Legenda:      Vitórias —      Empates —      Derrotas
Data Competição Local Placar Adversário Ref.
2019
1 29 de agosto Amistoso Brasil São Paulo 5 – 0 Flag of Argentina.svg Argentina [14]
2 1º de setembro Amistoso Brasil São Paulo 0 – 0 Flag of Chile.svg Chile [15]
3 5 de outubro Amistoso Inglaterra Middlesbrough 2 – 1 Flag of England.svg Inglaterra [16]
4 8 de outubro Amistoso Polónia Kielce 3 – 1 Flag of Poland.svg Polônia [17]
5 7 de novembro Amistoso China Chongqing 4 – 0 Flag of Canada.svg Canadá [18]
6 10 de novembro Amistoso China Chongqing 0 – 0 China China [19]
7 12 de dezembro Amistoso Brasil São Paulo 6 – 0 Flag of Mexico.svg México [20]
8 15 de dezembro Amistoso Brasil Araraquara 4 – 0 Flag of Mexico.svg México [21]
2020
9 4 de março Amistoso França Valenciennes 0 – 0 Flag of the Netherlands.svg Países Baixos [22]
10 7 de março Amistoso França Valenciennes 0 – 1 Flag of France.svg França
11 10 de março Amistoso França Calais 2 – 2 Flag of Canada.svg Canadá
12 14 de abril Amistoso Estados Unidos San José Estados Unidos Estados Unidos [23]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos
Suécia
Brasil
  • Torneio Uber Feminino 2019: 2º lugar (São Paulo, Brasil)
  • Torneio Internacional da China 2019: 2º lugar (Chongqing, China)
  • Torneio Internacional da França 2020 : 3º lugar (Paris, França)

Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Pia Mariane Sundhage - Goal.com». web.archive.org. 3 de março de 2016. Consultado em 25 de julho de 2019 
  2. «Pia Mariane Sundhage :: Brasil :: Estatísticas :: Títulos :: Títulos :: Histórico :: Jogos :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 25 de julho de 2019 
  3. «Sueca bicampeã olímpica com os EUA será a nova treinadora da seleção brasileira feminina». Globoesporte. Consultado em 25 de julho de 2019 
  4. «CBF confirma sueca Pia Sundhage como nova treinadora da seleção brasileira feminina». Globoesporte. Consultado em 30 de julho de 2019 
  5. «Head coach Pia Sundhage of the U.S. Women's Soccer Team comes out | A…». archive.is. 24 de julho de 2012. Consultado em 25 de julho de 2019 
  6. «Head coach Pia Sundhage of the U.S. Women's Soccer Team comes out | AfterEllen.com». web.archive.org. 21 de outubro de 2012. Consultado em 25 de julho de 2019 
  7. «EUA derrotam Japão e faturam o ouro no futebol feminino - Esportes». Estadão. Consultado em 30 de julho de 2019 
  8. Frankfurt, Por GLOBOESPORTE COM; Alemanha. «Nem musas, nem Obama: Japão bate EUA nos pênaltis e vence o Mundial». globoesporte.com. Consultado em 30 de julho de 2019 
  9. FIFA.com. «Despedida de Pia Sundhage en Estados Unidos - FIFA.com». www.fifa.com (em espanhol). Consultado em 25 de julho de 2019 
  10. «Estados Unidos encaram Suécia em reencontro com técnica bicampeã olímpica». Terra. Consultado em 25 de julho de 2019 
  11. «Suécia x Alemanha - Jogos Olímpicos - Futebol Feminino 2016-2016». globoesporte.com. Consultado em 25 de julho de 2019 
  12. «Referência: conheça Pia Sundhage, a nova treinadora da Seleção feminina». Terra. Consultado em 25 de julho de 2019 
  13. «Quem é Pia Sundhage, a treinadora que pode assumir a seleção brasileira feminina de futebol?». O Globo. 10 de julho de 2019. Consultado em 30 de julho de 2019 
  14. «Brasil goleia Argentina em estreia de Pia Sundhage e vai à final de Torneio». Lance. 29 de agosto de 2019. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  15. «Nos pênaltis, Seleção Feminina perde para o Chile em final de torneio amistoso». Gazeta Esportiva. 1 de setembro de 2019. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  16. «Comandada por Pia Sunhage, seleção brasileira vence a Inglaterra pela primeira vez». EXTRA. 5 de outubro de 2019. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  17. «Seleção feminina vence a Polônia e mantém invencibilidade com Pia Sundhage». Globo Esporte. 8 de outubro de 2019. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  18. «Brasil goleia Canadá e vai à final de torneio feminino na China». Agência Brasil. 7 de novembro de 2019. Consultado em 7 de novembro de 2019 
  19. «Nos pênaltis, Brasil é derrotado pela China em decisão no feminino». Lance!. 10 de novembro de 2019. Consultado em 10 de novembro de 2019 
  20. «Com hat-trick de Bia Zaneratto, Brasil goleia o México na Arena Corinthians». Globo Esporte. 12 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  21. «Chave de ouro: Seleção Feminina goleia México no último jogo do ano». Terra. Consultado em 16 de dezembro de 2019 
  22. «Seleção feminina disputará torneio com França, Holanda e Canadá em março». Globo Esporte. 20 de dezembro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  23. «Visando Tóquio-2020, seleção feminina de futebol faz amistoso contra EUA em abril». Istoé. 12 de fevereiro de 2020. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons