Siegen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela comuna francesa na região administrativa da Alsácia, no departamento do Baixo Reno, veja Siegen (França).
Siegen
Oberstadt siegen.jpg
Brasão Mapa
Brasão de Siegen
Siegen está localizado em: Alemanha
Siegen
Mapa da Alemanha, posição de Siegen acentuada
Administração
País  Alemanha
Estado Renânia do Norte-Vestfália
Região administrativa Arnsberg
Distrito Siegen-Wittgenstein
Prefeito Steffen Mues (cristlich-demokratische Union [CDU])
Partido no poder CDU
Estatística
Coordenadas geográficas 50° 52' 32" N 8° 1' 0" E50° 52' 32" N 8° 1' 0" E
Área 114,69 km² km²
Altitude 290 m
População 100 325 (31/12/2014)
Densidade populacional 875 hab./km²
Outras Informações
Placa de veículo SI
Código postal 57072 – 57080
Código telefônico 0271
Endereço da prefeitura Markt 2
57072 Siegen
Website sítio oficial
NUTS DEA5A

Siegen é uma cidade da Alemanha, localizada no distrito de Siegen-Wittgenstein, na região administrativa de Arnsberg, estado da Renânia do Norte-Vestfália.[1] [2] Com aproximadamente 100 000 habitantes, Siegen encontra-se no limiar da classificação oficial alemã que distingue cidades grandes e médias. Desde 2012 Siegen recebe o título de "cidade universitária" (Universitätsstadt).

A cidade localiza-se a noroeste do ponto de encontro entre três estados: Renânia do Norte-Vestfália, Hesse e Renânia-Palatinado. Ela é a cidade natal do famoso pintor barroco Peter Paul Rubens. Por este motivo, a cidade se autodenomina "cidade de Rubens" (Rubensstadt).

O antigo principado de Nassau-Siegen foi governado por muitos anos pelo príncipe João Maurício de Nassau (1604-1679), cognominado "o Brasileiro", que entre 1637 e 1644 administrou e expandiu os territórios das Índias Ocidentais no nordeste do Brasil durante a invasão holandesa. O seu corpo está depositado no castelo Unteres Schloss, no centro de Siegen.  

Geografia[editar | editar código-fonte]

Posição geográfica[editar | editar código-fonte]

Siegen localiza-se na região de Siegerland, na base de um vale do curso superior do rio Sieg, no qual, dentro dos limites do território da cidade, desaguam os afluentes Ferndorf e Weiß. Da base do vale ramificam-se diversos outros vales, em várias direções. As montanhas que circundam a cidade, quando não povoadas, são cobertas por uma floresta em talhadia. Ao norte da cidade encontra-se a região de Sauerland; a nordeste, a região de Wittgenstein, na serra de Rotharr (Rotharrgebirge); ao sul, a serra de Westerwald; a oeste, a região de Wildenburger Land. As cidades grandes mais próximas de Siegen são (em distancia média percorrida com os meios de transporte comuns): ao Norte, Hagen (83 km); a sudeste, Frankfurt sobre o Meno (125 km); a sudoeste, Coblença (105 km); a oeste, Colônia (93 km). A distância real é de aproximadamente 65 km (Hagen), 95 km (Frankfurt sobre o Meno), 65 km (Coblença) e 75 km (Colônia). A cidade localiza-se na rota turística Oranien-Route, que reúne cidades e regiões dos Países Baixos e da Alemanha ligadas à Casa de Orange-Nassau.

Montes[editar | editar código-fonte]

Na região central de Siegen encontram-se oito montes:

  • Giersberg (358 m)
  • Siegberg (307 m)
  • Lindenberg (373 m)
  • Häusling (364 m)
  • Rosterberg (326 m)
  • Fischbacherberg (371 m)
  • Wellersberg (346 m)
  • Heidenberg (315 m)

Outros montes localizados no território da cidade de Siegen são, por exemplo, o Gilberg, entre os bairros de Eiserfeld e Hengsbach, e o Pfannenberg, entre Eiserfeld e Salchendorf.

Extensão territorial[editar | editar código-fonte]

A região de Siegerland. Em azul, a cidade de Siegen. Imagem: Bob Ionescu.

A área total da cidade é de aproximadamente 115 km². A extensão máxima de leste a oeste totaliza 11 km; de norte a sul, 12 km. As fronteiras da cidade têm 48 km de extensão. Siegen localiza-se a 290 m acima do nível do mar (segundo a medição alemã Normalnull). O ponto mais elevado da cidade é o pico da montanha Pfannenberg, na fronteira ao sul da cidade, com uma altura de 499 m acima do nível do mar. O ponto mais baixo da região é Niederschelden (215 m acima do nível do mar), na fronteira sudoeste da cidade, onde se encontra, ao mesmo tempo, a fronteira com o estado Renânia-Palatinado. Aproximadamente 51% do território municipal é coberto por florestas.

Cidades e municípios vizinhos[editar | editar código-fonte]

A cidade faz ao norte fronteira com a cidade de Kreuztal (31 000 habitantes) e com o município de Wenden (19 560 habitantes; distrito de Olpe). A leste localiza-se a cidade de Netphen (23 076 habitantes); a Sudeste, o município de Willnsdorf (20 132 habitantes); ao sul, o município de Neunkirchen (13 609 habitantes); a oeste, o município de Mudersbach (5 788 habitantes; distrito de Altenkirchen, no estado Renânia-Palatinado); a noroeste, a cidade de Freudenberg (17 796 habitantes).

Divisão da cidade[editar | editar código-fonte]

A cidade é dividida em seis distritos municipais (Bezirke), subdivididos em diversos bairros (Stadtteile ou Ortsteile). Cada distrito municipal tem uma junta distrital com 15 membros votantes e 15 não-votantes. A escolha dos membros de cada distrito é feita pelo conselho municipal, seguindo a proporção de representantes de cada partido eleitos nas eleições municipais de cada distrito. Cada junta resolve determinados problemas e cumpre certas tarefas relacionadas a seu respetivo distrito municipal. As decisões são incorporadas no estatuto da cidade. Entre 1° de julho de 1966 e 31 de dezembro de 1974, os bairros (Stadtteile) de Weidenau, Geisweid, Birlenbach, Langenholdinghausen, Buchen, Sohlbach, Dillnhütten, Niedersetzen, Obersetzen e Meiswinkel formavam a antiga cidade de Hüttental. Os bairros de Eiserfeld, Eisern, Gosenbach, Niederschelden e Oberschelden formavam a antiga cidade de Eiserfeld.

Os bairros da cidade de Siegen
Distrito municipal Bairro Número de moradoes
I (Geisweid) Birlenbach 1 005
I (Geisweid) Meiswinkel 644
I (Geisweid) Langenholdinghausen 1 502
I (Geisweid) Geisweid 13 314
I (Geisweid) Dillnhütten 285
I (Geisweid) Sohlbach 527
I (Geisweid) Buchen 746
I (Geisweid) Niedersetzen 657
I (Geisweid) Obersetzen 864
I (Geisweid) Siegen-Geisweid (total) 16 393
II (Weidenau) Weidenau 15 117
II (Weidenau) Siegen-Weidenau (total) 15 117
III (Ost) Kaan-Marienborn 3 440
III (Ost) Alt-Siegen (Giersberg) Cf. Distrito municipal IV
III (Ost) Bürbach 1 862
III (Ost) Volnsberg 246
III (Ost) Breitenbach 336
III (Ost) Feuersbach 392
III (Ost) Siegen-Ost (total, exceto Alt-Siegen) 6 276
IV (Mitte) Alt-Siegen 37 666
IV (Mitte) Siegen-Mitte (total) 37 666
V (West) Seelbach 2 204
V (West) Trupbach 1 851
V (West) Alt-Siegen (Wellersberg) Cf. Distrito municipal IV
V (West) Alt-Siegen (Fischbacherberg) Cf. Distrito municipal IV
V (West) Alt-Siegen (Achenbach) Cf. Distrito municipal IV
V (West) Alt-Siegen (Rothenberg) Cf. Distrito municipal IV
V (West) Siegen-West (total, exceto Alt-Siegen) 4 055
VI (Süd) Oberschelden 1 164
VI (Süd) Niederschelden 5 270
VI (Süd) Eiserfeld 8 067
VI (Süd) Eisern 2 343
VI (Süd) Gosenbach 2 366
VI (Süd) Siegen-Süd (total) 19 210
Stadt Siegen 101 871

Fonte: prefeitura da cidade de Siegen.

Além dos distritos municipais (Bezierke) e bairros (Stadtteile), certas localidades da cidade recebem também denominações especiais, embora tais não tenham validade oficial, nem fronteiras e características claramente definidas. Alguns exemplos são: Unterstadt (“cidade baixa”, que designa a parte menos elevada do centro), Oberstadt (“cidade alta”, que designa a parte mais elevada do centro, onde fica a Altstadt, a “cidade antiga”), Hammerhütte, Lindenberg, Charlottental, Haardter Berg (onde se localiza a universidade) e Dreisbach. Estas localidades podem abranger parte da área de diversos bairros oficiais da cidade. Um exemplo é a localidade de Sieghütte, que abrange parte do bairro Siegen-Mitte (o centro da cidade) e parte do bairro Weidenau. Estas divisões não têm qualquer relevância estatística ou administrativa, mas apenas cultural e histórica. Os nomes de tais localidades são usados em alguns mapas e placas de orientação. Além disso, dão o nome a certos pontos de ônibus.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima da cidade é bastante afetado por sua elevada altitude. A precipitação média anual é de 1 024 milímetros por ano. Dezembro, com uma média de 119 mm, é o mês mais chuvoso. O mês menos chuvoso é abril, com uma média de 61 mm. A temperatura média anual é de 8,5 °C. O mês mais quente é julho, com uma média de 17,1 °C. O mês mais frio, com uma média de 0,6 °C, é janeiro.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O nome Siegen remonta possivelmente ao nome celta do rio Sieg. Uma relação com o nome do povo Sugambrer, de origem celto-germânica, que habitou parte da região da Renânia do Norte-Vestfália antes de Cristo, é incerta. A primeira menção documentada de um lugar de nome Sigena data do ano de 1079.

Escavações comprovaram que a extração de minério já era realizada na região entre 500 a. C. e 100 d. C. Alguns dos lugares onde tais escavações foram realizadas encontram-se na área hoje pertencente à cidade de Siegen. Um exemplo disto são as fornalhas em Engsbach-Seifen, em Achenbach. Elas pertencem ao que há de mais antigo em toda a região de Siegerland. A antiga prática de extração de minério de ferro sofreu uma interrupção de alguns séculos até ser retomada na Alta Idade Média, por volta do século X ou XI. As práticas de extração e fundição de ferro na região continuaram até poucas décadas atrás.

Uma moeda do ano de 1175 é o primeiro documento histórico conhecido em que Siegen é chamada civitas (cidade). Em um documento em latim de nove linhas, datado de 1224, Siegen é mencionada como uma cidade recentemente construída ou reconstruída (as palavras exatas em latim são: “oppidi Sige de novo constructi”) cuja posse o então arcebispo de Colônia, Engelbert I, decidiu partilhar com o conde de Nassau, Henrique, o Rico. A provável área urbana original, que se localizaria em Weißtal, teria sido transferida para o esporão em que atualmente se encontra a cidade antiga (Altstadt). É historicamente comprovado que o Oberes Schloss já fora construído à esta época. A cidade recebeu o estatuto jurídico de cidade (Soester Stadtrecht) em 19 de outubro de 1303. A primeira menção da corte de Winterbach à direita do vale Leimbach data de 21 de agosto de 1345. Até o ano de 1381 a cidade continuou a ser regida por dois senhores. Apenas então passou inteiramente às mãos da família de Nassau. O mais antigo selo data de 25 de março de 1309.

Cultura e Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Auto-retrato (1625) de Peter Paul Rubens, parte do acervo do Siegerlandmuseum für Kunst und Geschichte.

Com a abertura do Apollo-Theater, contruído no lugar do antigo cinema Apollo-Kinocenter, em 1° de setembro de 2007, a cidade ganhou seu primeiro teatro. Nele são apresentados espetáculos de dança, concertos e peças teatrais.

Desde 1992, a casa de cultura Lÿz oferece espetáculos de cabaré, música e peças teatrais de pequena proporção.

Os eventos culturais de grande porte são realizados no Siegerlandhalle (1 800 m² de extensão e 2 300 lugares) e no Bismarckhalle. Além disso, são promovidos ocasionalmente concertos na praça do castelo Unteres Schloss ou nos jardins do castelo Oberes Schloss.

Museus[editar | editar código-fonte]

Retrato de João Maurício de Nassau (1637) exposto no Siegerlandmuseum für Kunst und Geschichte. É provavelmente obra de V. Mierefeld.

Em 1996 foi inaugurado o Aktives Museum Südwestfalen, que oferece vasta documentação sobre a história da região de Vestfália do Sul (Südwestfalen). Ele funciona no lugar da antiga sinagoga, que foi incendiada em 10 de novembro 1938 por membros da SS e da SA. Por este motivo, o museu é também um memorial às vítimas do nazismo na região de Siegen-Wittgenstein. Com 200 m² de extensão, ele abriga uma mostra permanente, cujo tema principal é a história da minoria judaica na região. Além disso, são abordados, por meio de diversos exemplos da história regional, os crimes contra outros grupos perseguidos: ciganos, deficientes, testemunhas de Jeová, estrangeiros e presos políticos. Na exposição é narrada, por exemplo, a trajetória de vida do deputado estadual comunista Walter Krämer, que recebeu postumamente, no ano de 2000, a mais alta condecoração do Estado de Israel, o título de justo entre as nações. Ademais são organizados ocasionalmente no local eventos e exposições especiais sobre os mais variados temas. O museu é administrado por uma entidade privada.

Museum für Gegenwartskunst (Museu de arte contemporânea)

O Siegerlandmuseum für Kunst und Geschichte (Museu de arte e história) foi construído a partir do museu escolar Realgymnasium e, desde 1905, funciona no castelo Oberes Schloss. A coleção do museu abrange pinturas e desenhos de Peter Paul Rubens, um retrato do príncipe de Nassau-Oranien, mostras sobre a história da região de Siegerland (da pré-história aos dias de hoje), sobre a história da indústria mineradora, da economia e da extração de ferro – incluindo uma mina montada artificialmente para a exposição, no subsolo do museu – e sobre a história do estilo de vida na região no século XIX. Em uma filial do museu, o Austellungsforum, que funciona na Haus Oranienstraße, são oferecidas ainda exposições temporárias sobre temas variados. O museu é administrado pelo governo municipal de Siegen.

O Museum für Gegenwartskunst (museu de arte contemporânea) oferece mostras de pintura, fotografia e vídeo, e instalações. Grande parte do programa é fruto do trabalho dos artistas Bernd e Hilla Becher. Ademais, com a coleção Lambrecht-Schadeberg, o museu expõe, em uma mostra permanente, obras dos vencedores do prêmio Rubens de pintura (Rubenspreis), entre eles, Francis Bacon, Antoni Tàpies e Lucian Freud.

No bairro de Geisweid localiza-se o museu Beatles, administrado por Harold Krämer. De acordo com o livro Guinness-Record de 2000, este é o menor museu do mundo dedicado aos quatro músicos de Liverpool, com apenas 27 m². A coleção abrange mais de 17.000 gravações, objetos, cartazes de filmes e autógrafos.

No bairro de Eiserfeld encontra-se o Bergwerkmuseum Reinhold Forster Erbstollen (Museu da mineração). Ele consiste da galeria de mineração Reinhold Forster, que esteve em atividade entre os anos de 1805 e 1902. Os visitantes podem transitar por uma área de 470m².

Desde 1997 funciona, em alguns edifícios antigos da companhia ferroviária Deutsche Bundesbahn, o Eisenbahnmuseum (Museu do trem). Além de exposição de fotos da companhia de trem, de um modelo de ferrovia e do arquivo da associação de amigos do trem da cidade de Betzdorf, que se encontram em antigos prédios administrativos, uma rotunda ferroviária abriga uma exposição que contém mais de dez locomotivas (entre outras, dos modelos DR-Baureihe 52.80 e DB-Baureihe V 100)[4] .

Cinema[editar | editar código-fonte]

Há apenas um cinema na cidade de Siegen, o Cinestar-Multiplex-Kino, que se localiza na Reichwalds Ecke, próximo à estação ferroviária principal. A grande maioria dos filmes estrangeiros é exibida exclusivamente em versão dublada em alemão. Filmes de grande sucesso, no entanto, são ocasionalmente apresentados também em sua versão original (OV), geralmente em uma única seção semanal[5] .

Durante o período letivo é promovida uma vez por semana uma seção especial de cinema (Panoptikum[6] ) em um auditório da universidade de Siegen. Os filmes exibidos são geralmente de caráter alternativo, embora ocasionalmente também sejam escolhidos grandes sucessos de bilheteria. Também aqui a grande maioria dos filmes estrangeiros é exibida em versão dublada. Nas proximidades de Siegen (a cerca de 20 Km de distancia), na cidade de Dahlbruch, encontra-se ainda o cinema Viktoria-Kino.

A cidade contou no passado com vários outros cinemas, por exemplo, o Apollo-Kino (fundado em 8 de novembro de 1935[7] ), no prédio em que atualmente funciona o Apollo-Theater, e o Central-Theater (aberto em 31 de janeiro de 1913[7] ).

Música[editar | editar código-fonte]

Em Siegen encontram-se as sedes dos seguintes coros e orquestras:

  • Kantorei Siegen
  • Bach-Chor Siegen
  • Kinder- und Jugendchor Siegen Süd
  • Sängerkreis Siegerland
  • Siegener Blasorchester
  • Siegerländer Bergknappenkapelle Niederschelden
  • Original Siegener Stadtmusikanten
  • Collegium Musicum Siegen
  • Blechbläserensemble Pro musica sacra
  • VEB Chor Siegen
  • Ensemble Cantemus Siegen e. V.
  • Uni Big Band Siegen
  • Siegener Salonorchester
  • Siegener Salonsolisten
  • Universitätsorchester
  • Siegener Gamelanorchester
    Oberes Schloss

No município vizinho de Hilchenbach localiza-se ainda a sede da orquestra filarmônica Philharmonie Südwestfalen, que promove regularmente concertos em Siegen e em outras cidades e municípios da região.

Centro cultural[editar | editar código-fonte]

Em frente à praça do mercado (Markplatz), no coração da cidade, funciona o centro de cultura KrönchenCenter. Nele encontram-se a Universidade popular (Volkshochschule), o arquivo e a biblioteca municipais, assim como o monumento aos irmãos Busch.

Unteres Schloss (à direita, a torre apelidada "Dicker Turm")

Monumentos[editar | editar código-fonte]

Embora 80% da cidade tenha sido destruído no ataque aéreo do dia 16 de dezembro de 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, alguns monumentos históricos foram preservados, entre outros, os dois castelos da cidade, o Oberes Schloss e o Unteres Schloss, assim como várias igrejas de significado histórico e o prédio do banco Reichsbank, construído em 1909.

Oberes Schloss[editar | editar código-fonte]

O castelo, que se localiza no topo da montanha Siegberg, é mencionado pela primeira vez em 1259 e foi, durante a Idade Média, a sede da família da casa de Nassau. O edifício abriga, desde 1905, o Siegerlandmuseum[8]

Martinikirche, a mais antiga igreja da cidade

 

Unteres Schloss[editar | editar código-fonte]

No século XVII, devido a disputas confessionais entre católicos e protestantes da casa de Nassau, o antigo mosteiro franciscano de Siegen foi transformado em um castelo para abrigar a parte protestante da família, enquanto a parte católica continuou a residir no Oberes Schloss. O castelo, de planta retangular, conta com uma bela torre, conhecida como Dicker Turm (“torre gorda”), a qual contém um tradicional Glockenspiel. No ano de 1959 foi erigido no "Dicker Turm" um memorial às vítimas da guerra e da tirania. No interior do castelo encontra-se também o túmulo da parte protestante dos príncipes da casa de Nassau, inclusive o de João Maurício de Nassau.

Nikolaikirche. No topo, a "pequena coroa" (Krönchen), símbolo de Siegen.

O prédio pertence atualmente à universidade de Siegen e passa (ao menos até o primeiro semestre de 2016) por uma longa reforma, ao final da qual deverá abrigar uma parte do campus Unteres Schloss[9] . Antes do início da reforma, eram realizados regularmente – principalmente no verão – eventos culturais na praça do castelo. Durante a Copa do Mundo de Futebol de 2006, por exemplo, os jogos foram transmitidos ao vivo em uma grande tela montada na praça e chegaram a reunir um número de 10 000 espectadores.

Marienkirche

Igrejas[editar | editar código-fonte]

Duas igrejas luteranas destacam-se no centro de Siegen: a Martinikirche (possivelmente do século XI, mas a forma atual data do século XVI), próxima ao Unteres Schloss, e a Nikolaikirche (século XIII, mas diversas vezes reestruturada), com sua planta hexagonal – a única ao norte dos Alpes -, que se localiza na praça do mercado. A pequena coroa (Krönchen) no topo da Nikolaikirche, um presente do príncipe João Maurício de Nassau para a cidade, tornou-se o principal símbolo de Siegen. Por conta dela, Siegen é também conhecida como Krönchenstadt (“cidade da pequena coroa”).

Christuskirche, exemplo da arquitetura brutalista dos anos 60

Outra igreja de destaque no centro histórico é a Marienkirche, erigida pelos jesuítas entre 1702 e 1729, que foi, no entanto, quase inteiramente destruída pelos bombardeios de 16 de dezembro de 1944 e, posteriormente, reconstruída.

No monte Giersberg encontra-se a Christuskirche (consagrada em 1967), um exemplo da arquitetura brutalista dos anos 60 e 70. Ela tem uma planta pentagonal e é constituída de concreto exposto, o que é típico do estilo arquitetônico. Sua torre é formada por duas altas estelas, que descrevem um ângulo agudo. Este formato fez com que ela ganhasse a alcunha de “rampa de lançamento de almas" (Seelenabschussrampe).

Na parte alta do centro da cidade (Oberstadt) encontram-se mais cinco comunidades religiosas. Na parte baixa do centro (Unterstadt), próxima ao Siegerlandhalle, encontra-se ainda a igreja católica St. Peter und Paul-Kirche (consagrada em 1937). Além disso, há diversas outras igrejas, de diferentes confissões, nos demais bairros da cidade.

Gasômetro[editar | editar código-fonte]

A sudoeste do centro, na base do monte Ziegenberg, localiza-se um gasômetro de forma esférica protegido pelo património histórico. Trata-se de um dos mais antigos gasômetros de forma esférica do mundo. Uma particularidade é seu revestimento rebitado. Deste tipo são conhecidos apenas outros quatro gasómetros em todo o mundo (em Schwerte, Offenburg, Lörrach e Bielefeld).

O gasômetro esférico de Siegen

Cemitérios[editar | editar código-fonte]

No município de Siegen encontram-se um total de 36 cemitérios comunais (dez deles atualmente fechados). Os cemitérios somam uma extensão de 730 000 m² e aproximadamente 65 000 tumbas. Um elemento peculiar é a sua forma de parque e a sua localização, geralmente em uma encosta. O maior cemitério de Siegen é o Lindenbergfriedhof, fundado em 1857, próximo ao qual encontra-se um crematório. O segundo maior é o Hermelsbacher Friedhof. Nele, assim com no Haardter Friedhof, foram enterradas as vítimas da guerra que moravam na cidade. No entorno do Geisweider Friedhof encontra-se um local dedicado à memória das vítimas da Primeira e da Segunda Guerras Mundiais.

Especialidades culinárias de Siegen e da região de Siegerland[editar | editar código-fonte]

Pratos típicos[editar | editar código-fonte]
  • Sejerlänner riewekooche (Siegerländer Reibekuchen, em alemão padrão) – pão de batata regional.
  • Schandenbrot - pão de centeio regional.
  • Krebbelcher (Krüppelchen, em alemão padrão) – bolacha de queijo Quark.
  • Siegerländer Krüstschen – filé de porco à milanesa, servido sobre uma fatia de pão de centeio e coberto com um ovo estrelado.
  • Grinnchesbroare (Kaninchenbraten, em alemão padrão) – assado de coelho temperado com cravos e folhas de louro.
  • SchampeRúmen de boi cozido.
Cervejas[editar | editar código-fonte]

A cidade de Kreuztal, vizinha a Siegen, abriga, no pequeno bairro Krombach, a famosa cervejaria Krombacher, uma das maiores da Alemanha. Krombacher é a marca mais vendida de cerveja do tipo Pilsen do país[10] . Além disso, a cervejaria produz também cervejas dos tipos Hell, Dark, Dunkel (escura), Keller, Radler (com limão e laranja), Radler sem álcool, Weizen (de trigo), Weizen sem álcool, Weizen dunkel (escura de trigo), Weizen-Radler, Weizen-Radler sem álcool e Pilsen sem álcool[10] . A visita guiada pela cervejaria atrai todos os anos um grande número de curiosos. Também em Kreuztal, no bairro de Steinfurt, é produzida a cerveja da marca Eichener, recentemente comprada pela Krombacher, após o fechamento da antiga cervejaria Eichener. No bairro de Littfeld funciona ainda a cervejaria Ilsen Bräu.

Outra grande cervejaria da região é a Erzquell, cuja sede se encontra na localidade de Bielstein. Em Siegen, no bairro de Kaan-Marienborn, encontra-se a sede da cervejaria Irle, fundada no século XVII.

Esporte[editar | editar código-fonte]

A associação esportiva de Siegen abrange 160 agremiações, com cerca de 37 000 membros. A equipe de futebol masculino local, o Sportfreunde Siegen, fundada em 1899, disputou em 2006 a segunda divisão da Bundesliga, mas atualmente disputa a Oberliga Westfalen (a quarta divisão). Ela conta com um estádio próprio, o Leimbachstadion, com capacidade de 19 400 espectadores. A equipe de futebol feminino Frauenfußballmannschaft des TV Siegen foi seis vezes campeã nacional e teve seu auge nos anos 90. Outra equipe de futebol local, que recebeu atenção especial durante os anos 70, é a VfL Klafeld-Geisweid. O maior clube de ginástica da cidade é o TV Jahn Siegen, fundado em 1879, que conta com 13 departamentos. A agremiação TG Friesen Klafeld-Geisweid revelou atletas de grande sucesso, especialmente em dois esportes tipicamente alemães: Prellball e Rhönrad. Na modalidade de atletismo destaca-se a LAG Siegen, que já treinou atletas que disputaram os Jogos Olímpicos. Outra agremiação que já revelou diversos atletas que competiram nos Jogos Olímpicos, além de campões nacionais, é a Schwimmvereinigung Neptun Siegerland, fundada em 1913. A RTG-Weidenau é uma das mais importantes agremiações alemãs de Ring-Tennis (tennikoit ou tenniquoit, em inglês) e já conquistou onze vezes o campeonato nacional de jovens atletas da modalidade, além de disputar a primeira divisão do campeonato nacional regular. Também a agremiação de bilhar BC Siegtal 89 disputa atualmente a primeira divisão do campeonato nacional. A ela pertencem, entre outros campeões nacionais, Ina e Jöm Kaplan.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Eventos regulares[editar | editar código-fonte]
  • Primavera: Exposição Siegerlandausstellung (SILA), a cada dois anos.
  • De março a novembro, sempre no primeiro sábado do mês: Mercado da pulgas (Flohmarkt), no bairro de Geisweid.
  • De junho a agosto: “Mittwochs in” – às quartas-feiras apresentam-se diversas bandas musicais na praça do castelo Unteres Schloss (evento suspenso há alguns anos devido às obras no castelo).
  • Junho: Johannimarkt, Kirmes (feira típica alemã, geralmente montada de forma semelhante à de um pequeno parque de diversão), que é promovida anualmente desde o século XVII.
  • Junho/julho: Siegener Sommerfestival (“festival de verão de Siegen”), com encenações teatrais, cabaré, música, cinema e a “Noite das 1 000 luzes” (Nacht der 1 000 Lichter, noite em que parte do centro histórico da cidade é iluminada por 1 000 lâmpadas).
  • Julho: Siegtal pur – durante um domingo do mês, a rodovia Hüttentalstraße fica fechada para automóveis e pode ser utilizada livremente por pedestres e ciclistas.
  • Julho: Rubensfest, festa realizada em todos os anos terminados em número ímpar.
  • Agosto: Siegener Open-Air-Kino na praça do Unteres Schloss (nos últimos anos, devido às obras no Unterer Schloss, este evento foi realizado nos jardins do Oberer Schloss).
  • Verão: Siegerländer Firmenlauf (corrida das firmas da região de Siegerland), uma mais maiores corridas do gênero no estado da Renânia do Norte-Vestfália, com mais de 8000 competidores.
  • Agosto: Christopher Street Day (CSD), desde 2000.
  • Verão: Festa de rua no Mercado Kornmarkt.
  • Outubro: Festa municipal de Geisweid, no segundo domingo do mês.
  • Novembro: Mercado do advento, em Geisweid, desde 1985.
  • Dezembro: Mercado de Natal, desde 1980.
Eventos extraordinários[editar | editar código-fonte]
  • No dia 14 de março de 1968 a primeira edição do programa musical Starparade foi transmitida ao vivo da região de Siegerland para toda a Alemanha. A Starparade foi um programa musical transmitido ao longo de doze anos - entre 14 de março de 1968 e 5 de junho de 1980 - pela emissora de televisão Zweites Deutsches Fernsehen (ZDF), de diferentes cidades da Alemanha. James Last fez a sua estreia televisiva em Siegen.
  • Em 28 de agosto de 1968 os Jogos sem Fronteiras foram relizados no estádio Leimbach, em Siegen, e transmitidos para diversos países da Europa.
  • De 5 a 27 de setembro de 1970 foi realizada em Sigen a décima nona edição da Olimpíada de xadrez, da qual participaram, entre outros, Bobby Fischer e Boris Spassky, posteriormente campeões mundiais.
  • Entre 17 e 19 de setembro de 2010 o dia NRW (Renânia do Norte-Vestfália), que comemorou a fundação do estado, foi celebrado em Siegen.
  • Em 5 de maio de 2012 foi realizada a primeira corrida de bolas Siegener Bälle-Rennen. 10 000 bolas rolaram pela Kölner Straße.

Lendas[editar | editar código-fonte]

O Dilldapp é uma antiga personagem folclórica da região de Siegerland. Ele viveria principalmente na montanha Hauberg e teria uma aparência terrível. Segunda a lenda, Dilldapp se alimentaria apenas das batatas (Duffeln, no dialeto da região) que furta dos camponeses. No início dos anos 80, foi publicado o primeiro calendário dedicado à personagem, elaborado pelo cartunista e escritor Matthias Kringe, no dialeto da região (o Siegerländer Platt). Com ele, a palavra Dilldapp adquiriu um novo significado: passou a referir-se também aos habitantes da cidade vizinha de Dillenburg, no estado de Hesse. Muitos deles trabalharam na indústria metalúrgica de Siegen entre os anos 60 e 80 e eram vistos pelos moradores da cidade como pessoas desajeitadas, embora amáveis.

Prêmio Rubens[editar | editar código-fonte]

O Prêmio Rubens (Rubenspreis) da cidade de Siegen foi entregue pela primeira em 1957 e, desde então, a cada cinco anos, homenageia um pintor ou desenhista que tenha se destacado ao longo de sua vida no meio artístico europeu. A honraria recorda o pintor e diplomata Peter Paul Rubens, que por toda a sua vida defendeu a união das nações europeias, muito antes que tal projeto começasse a ser concretizado, na segunda metade do século XX. Rubens nasceu em Siegen, cresceu em Colônia e Antuérpia, desenvolveu sua técnica pictórica na Itália, ganhou fama na França e trabalhou como diplomata na Espanha e na Inglaterra. Assim, como mestre do barroco europeu, estabeleceu precisamente os elementos artísticos e europeus a que por meio da concessão do prêmio se pretende exaltar.

Vencedores:

Moradores ilustres[editar | editar código-fonte]

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Siegen conta com a parceria de seis cidades-irmãs:

Referências

  1. "Bevölkerungszahlen auf Basis des Zensus vom 9. Mai 2011" (em alemão). Landesbetrieb Information und Technik Nordrhein-Westfalen (IT.NRW). 
  2. "Statistisches Bundesamt – Gemeinden in Deutschland nach Bevölkerung am 31.12.2011 auf Grundlage des Zensus 2011 und früherer Zählungen" (em alemão). Einwohnerzahlen auf Grundlage des Zensus 2011. 
  3. http://www.siegen.de/fileadmin/cms/olsformulare/Klima_und_Luft_07_2012f.pdf
  4. "Startseite". www.sem-siegen.de. Consult. 2015-12-10. 
  5. KG, Greater Union Filmpalast GmbH, Neue Filmpalast GmbH & Co. "Siegen CineStar - Kinoprogramm und Veranstaltungen in Siegen". www.cinestar.de (em alemão). Consult. 2015-12-10. 
  6. "Panoptikum". www.panoptikum.uni-siegen.de. Consult. 2015-12-10. 
  7. a b "Geschichte des Apollo-Kinos « Fakten « Haus « APOLLO-Theater Siegen". www.apollosiegen.de. Consult. 2015-12-10. 
  8. "LWL-GeodatenKultur". www.lwl.org. Consult. 2015-12-10. 
  9. "Daten und Fakten zum Campus Unteres Schloss | Universität Siegen". www.uni-siegen.de. Consult. 2015-12-10. 
  10. a b "Krombacher". www.krombacher.de. Consult. 2015-12-11. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Siegen