Afloramento (oceanografia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O afloramento ou ressurgência (ou exsurgência ou surgência) é um fenômeno oceanográfico que consiste na subida de águas profundas, muitas vezes ricas em nutrientes, para regiões menos profundas do oceano.[1]

O vento empurra a camada superior
Com a maré baixa, a camada inferior se aproxima da superfície
As aguas profundas chegam a superfície

A forma mais espectacular de afloramentos ocorre quando ventos persistentes ao longo da costa deslocam a água superficial em direção ao oceano, isso ocorre devido a rotação da Terra (Força de Coriolis). A diferença de pressão hidrostática provoca a ascensão de águas profundas da plataforma continental para a superfície. Os nutrientes existentes nestas águas profundas, agora na zona eufótica promovem o desenvolvimento do fitoplâncton que, por sua vez, constitui a base da cadeia alimentar no oceano, fornecendo alimento a peixes e outros organismos marinhos que também se desenvolvem em grandes quantidades, favorecendo a pesca.

As regiões de afloramento mais importantes do mundo situam-se tipicamente nas costas ocidentais dos continentes: ao largo da Mauritânia e da Namíbia no Oceano Atlântico e na Califórnia e ao largo do Chile e Peru no Oceano Pacífico. Também ocorre no sudeste brasileiro, mais precisamente em Arraial do Cabo.[2]

Outros afloramentos menos espectaculares, mas com importância local, ocorrem em regiões de divergência de correntes marinhas, ou devido à existência de vórtices e de montes submarinos.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Oceanografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.