Canção Patriótica do Império Coreano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"대한 제국 애국가"
"大韓 帝國 愛國歌"
"Daehan Jeguk Aegukga"
"Canção Patriótica do Império Coreano"
O selo imperial do Império Coreano
Hino de Flag of Korea (1882-1910).svg Império Coreano
Letra Min Young Hwan, 1902[1]
Composição Franz Eckert, 1902
Adotado 1902
Até 1910

A Canção Patriótica do Império Coreano (대한제국 애국가(大韓帝國 愛國歌)) era o hino nacional do Império Coreano, usado no início do século XX. Foi o primeiro hino nacional de um Estado coreano unificado.

História[editar | editar código-fonte]

O hino foi encomendado pela primeira vez pelo imperador Gojong em 1901 e apresentado ao tribunal coreano em 1 de Julho de 1902, pelo compositor alemão Franz Eckert, que passou a ser o diretor da banda militar do Império Coreano, na época.[2] Foi publicado na Alemanha em cinco idiomas diferentes (coreano, alemão, inglês, chinês e francês) e foi apresentada pela primeira vez em 9 de setembro de 1902, durante a cerimônia de aniversário do Imperador Gojong.[3]

O desaparecimento breve da independência do império coreano, no entanto, fez com que o hino não se torna-se amplamente disponível. Com a assinatura do Tratado de Eulsa em 1905, o império coreano estava já estava a caminho da sua anexação pelo Império do Japão.

Alteração da letra[editar | editar código-fonte]

Embora a chamada versão "oficial" do hino nacional do império coreano tenha sido disponibilizada pelas forças japonesas de ocupação, a letra original do hino não foram redescobertas até depois do fim do período do governo japonês.[2] (Veja também: Ocupação japonesa da Coreia).

Letra[editar | editar código-fonte]

Hanja Coreano Moderno Coreano antigo

上帝保佑皇帝聖上.
聖壽無疆.
海屋籌山.
威權瀛廣.
于千萬歲福祿無窮.
上帝保佑皇帝聖上.

주여, 우리 황제를 지켜 주옵소서.
성스러운 수명이 무궁하사.
해옥주를 산같이 쌓게 하소서.
위세와 권력을 바다에 떨치사.
오천만 대까지 복이 무궁케 하소서.
주여, 우리 황제를 지켜 주옵소서.

상뎨(上帝)는 우리 황뎨를 도으
셩슈무강(聖壽無疆)
옥듀(海屋籌)를 산(山)갓치 으시고
위권(威權)이 환영(寰瀛)에 치사
오쳔만셰(於千萬歲)에 복녹(福祿)이 일신(日新)케 소셔
상뎨(上帝)는 우리 황뎨(皇帝)를 도우소셔

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências