Clorito de sódio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Clorito de sódio
Alerta sobre risco à saúde
Nome IUPAC Sodium chlorite
Outros nomes Clorato (III) de sódio
Identificadores
Número CAS 7758-19-2
Número RTECS VZ4800000
Propriedades
Fórmula molecular NaClO2
Massa molar 90.44 g/mol
Aparência sólido branco
Densidade 2.5 g/cm3, sólido
Ponto de fusão

180–200 °C decomp.

Solubilidade em água 39 g/100 ml (17 °C)
Riscos associados
Classificação UE not listed
NFPA 704
NFPA 704.svg
0
1
1
OX
Ponto de fulgor não inflamável
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Cloreto de sódio
Hipoclorito de sódio
Clorato de sódio
Perclorato de sódio
Outros catiões/cátions Clorito de potássio
Clorito de bário
Compostos relacionados Dióxido de cloro
Ácido cloroso
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O clorito de sódio é um composto químico de fórmula química NaClO2.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

É usado na fabricação de papel, no branqueamento de fibras.

A principal aplicação do clorito de sódio é a geração de dióxido de cloro para branqueamento e descascar de fibras têxteis, polpa de celulose e papel. É também usado para desinfecção de algumas instalações públicas de água após a conversão a dióxido de cloro. Uma vantagem nesta aplicação, em comparação a mais usual pelo cloro, é que trihalometanos não são produzidos dos contaminantes orgânicos. Clorito de sódio, também encontra aplicação como um componente em rinses terapêuticos, anti-sépticos bucais, cremes e géis dentais, sprays e pastilhas bucais, gomas de mascar "cloradas", e também em soluções para a limpeza de lentes de contato sob a nome comercial de purite. Sob a marca de Oxine é usado para a sanitização de dutos de ar e sistemas HVAC/R e áreas de confinamento de animais (paredes, pisos e outras superfícies).

Em síntese orgânica, clorito de sódio é frequentemente usado para a oxidação de aldeídos a ácidos carboxílicos. A reação é usualmente realizada na presença de um removedor do cloro.

Clorito de sódio, como muitos agentes oxidantes, deve ser protegido de contaminações acidentais por compostos orgânicos, evitando a formação de misturas explosivas.

Recentemente, clorito de sódio tem sido usado como um agente oxidante para converter alquil furanos aos correspondentes ácidos 4-oxo-2-alquenóicos em síntese de um simples passo.[1]

Obtenção[editar | editar código-fonte]

O ácido livre, ácido cloroso, HClO2, é somente estável em baixas concentrações. Desde que não pode ser concentrado, ele não é um produto comercial. Entretanto, o correspondente sal de sódio, que é o clorito de sódio, NaClO2 é estável e barato o bastante para ser comercialmente viável.

O clorito de sódio é derivado indiretamente do clorato de sódio, NaClO3. É obtido, primeiramente, pela obtenção do explosivamente instável gás dióxido de cloro, ClO2 que é produzido pela redução de clorato de sódio em um ácido forte com um agente redutor apropriado (por exemplo, cloreto de sódio, dióxido de enxofre, ou ácido clorídrico). O dióxido de cloro é então absorvido com uma solução alcalina, de hidróxido de sódio, tendo também como produto esta reação, o clorato de sódio (NaClO3):

2 ClO2 + 2 NaOH NaClO2 + NaClO3 + H2O

Também pode ser obtido com a reação dos mesmos reagentes da reação anterior, com o acréscimo do peróxido de hidrogênio (H2O2) como agente redutor:[2]

2 ClO2 + 2 NaOH + H2O2 2 NaClO2 + O2 + H2O

Observação: Os correspondentes sais de metais pesados (Ag+, Hg+, Tl+, Pb2+, e também Cu2+ e NH4+) decompõe-se explosivamente com calor ou choque.

Referências

  1. Annangudi SP, Sun M, Salomon RG ,“An efficient synthesis of 4-oxo-2-alkenoic acids from 2-alkyl furans”, Synlett, 9, 1468,2005.
  2. Holleman, Wiberg, Lehrbuch der Anorganischen Chemie, deGruyter Verlag, 101. Auflage, S. 477 (em alemão)
Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.