Fudêncio e Seus Amigos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Um editor detectou que este artigo ou partes de seu texto podem não ser de natureza enciclopédica.
Observações: A maior parte do texto está redigido por coisas relacionados ao artigo (ex: personagens, episódios).
Por favor consulte O que a Wikipédia não é e tente resolver estas objeções na página de discussão deste artigo.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2011). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde janeiro de 2014).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Fudêncio e Seus Amigos
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Género Sitcom (comédia de situação)
Duração 15 minutos (por episódio)
Criador(es) Thiago Martins
Marco Pavão
Flávia Boggio
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Thiago Martins
Marco Pavão
Produtor(es) Thiago Martins
Marco Pavão
Narrador(es) Narrador Fanho
Tema de abertura "The Tefón"
Localização São Paulo São Paulo, SP
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil MTV Brasil
Formato de exibição 480i (SDTV) (2005-2007)
1080i (HDTV) (2008-2011)
Transmissão original 23 de agosto de 2005 - 25 de agosto de 2011
N.º de temporadas 6
N.º de episódios 179 (lista de episódios)

Fudêncio e Seus Amigos foi uma série de desenho animado de caráter adulto da MTV Brasil. O desenho estreou em 23 de agosto de 2005, e já teve 6 temporadas.

No dia 5 de maio de 2008, estreou a 4ª Temporada, em formato digital e com uma nova dublagem para a personagem Conrado. A 5ª temporada estreou na madrugada de 10 para 11 de novembro de 2008. Já a 6ª estreou no dia 11 de maio de 2009. O desenho criado por Thiago Martins, Pavão e Flávia Boggio e produzido por Thiago Martins e Pavão, é o segundo projeto de sucesso com a MTV Brasil. A anterior, a Megaliga MTV de VJs Paladinos, rendeu cadernos e conteúdos de celular, ou seja, obteve grande êxito.

A serie mostra o dia-dia e as aventuras bizarras de um grupo de crianças estudantes comandados por Fudencio. O desenho se passa na escola fictícia E.E.S.G. José Mojica Marins, provavelmente situada em São Paulo.

A classificação é DJCTQ - 14.svg Recomendada para maiores de 14 anos.

Origem[editar | editar código-fonte]

Antes de virar personagem de desenho animado, Fudêncio era um boneco de borracha do programa interativo da MTV Brasil Garganta e Torcicolo, que foi ao ar em 1997 e 1998 que era estrelado pelo apresentador João Gordo. Constantemente Fudêncio era alvo das gozações de João Gordo, o qual lhe retirava a cabeça, o vestia com vestidos de boneca, enfiava facas em sua barriga e o arremessava para todos os lados.[1]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Principais[editar | editar código-fonte]

Fudêncio[editar | editar código-fonte]

Sarcástico, macabro, cínico, sem vergonha. Fudêncio está longe de ser um herói de desenho exemplar. Em qualquer escola normal, esse garotinho com tachinhas na cabeça estaria na sala da diretoria. Fudêncio adora rock. Fudêncio é aclamado como herói, mesmo com seu vocabulário resumido a "mimimi mimi" (que todos entendem perfeitamente, já que cada ritmo é uma palavra). Sempre se dando melhor que Conrado nas brincadeiras, Fudêncio já foi piloto, general do exercito, VJ da MTV, revolucionário político etc.

Conrado Caqui[editar | editar código-fonte]

Se "há males que vêm para bem", Conrado só conhece a primeira etapa desse provérbio. Ele pode ser resumido a "um completo ímã de todos os azares e infortúnios existentes". Tem 9 anos de idade e uma cabeça de caqui, frequentemente confundida com um tomate. Para piorar ainda mais sua pobre vida de estudante, Conrado ainda é o alvo predileto das maldades de Fudêncio e tremendamente apaixonado por "uma" coleguinha de sua classe, mas sem suspeitar de sua verdadeira sexualidade. Conrado é chamado de "maldito jovem do Reggae" pelo tenente Kevin Costa. Sempre acaba preso porque ninguém interpreta suas boas intenções da maneira correta. De todos os personagens do desenho, parece ser o único que tem algum juízo e bom senso na cabeça. Bordões: "Mas eu sou um caqui, pô!", "Ah, vai tomar no cu, meu!" e "Eu só me fodo nessa merda!".

Funérea[editar | editar código-fonte]

Funérea é uma pós-gótica que despreza a escola, os colegas, os pais, os seres humanos, o país, toda a galáxia, o vácuo que envolve a galáxia... até mesmo seu principal fã, Fudêncio, é desprezível para a mocinha. Aliás, se você estiver gostando de Funérea, pode desistir: ela também te despreza. Bordões: "Ai, que infortúnio!" e "Ninguém morre nessa merda!"

Safeno[editar | editar código-fonte]

O próprio nome já dá a dica. Safeno não tem uma saúde muito forte. No lugar da lancheira, ele anda para lá e para cá com seu inseparável soro. Mas o coração, fígado e intestino e todo o resto dos órgãos, sempre precários, não impedem esse simpático garotinho de fazer parte das aventuras de Fudêncio. Bordões: "Preciso de transfusão!", "Tenho que fazer minha Hemodialise, senão eu morro!", "Ai, não tô me aguentando mais!" e "Minha Hanseníase se agravou".

Peruíbe de Mongaguá[editar | editar código-fonte]

É uma versão mirim de Gérson, o brasileiro que quer levar vantagem em tudo. Adora planejar métodos para tirar vantagem dos problemas dos outros prometendo uma ajuda - em maior parte, seus colegas de escola - por sorte, não reconhecido como interferência no desenho. É apaixonado pela Malu Mongolhões, mas ela sempre o rejeita.Bordão: "Aí, se vai morrer, dá pra arrumar uns brinquedinhos novos pra mim?!".

Baltazar Barata[editar | editar código-fonte]

Embora seja o tutor do endiabrado Fudêncio, Baltazar Barata é um sujeito para lá de compreensivo e educado. Ele também é dotado de um charme irresistível e cavalheirismo, é talvez seja a única barata adorada pelas mulheres. Tanto que as reuniões de pais da escola são as mais populares entre as moças.

Yoshiro Shishiro "Neguinho" da Silva[editar | editar código-fonte]

Um garoto negro que se notabiliza por quase sempre ser alvo de algum preconceito racial. Sua voz é grave como de um cantor de música erudita. Na família do Neguinho, todos os seus parentes são japoneses, mas ele afirma que não é adotado e seus pais dizem o mesmo. Em um episódio em que foram apresentadas as famílias da turma, sua família aparece junto ao taxista que presta serviço a eles, que também é negro, o que leva todos a crer que seja o verdadeiro pai de Neguinho. Este é o personagem que menos fala palavrões na turma. Neguinho tem um irmão chamado Sensaku que não fala português.

Zé Maria[editar | editar código-fonte]

Com uma voz fortemente masculina, nunca esteve muito claro se Zé Maria é um menino que foi criado como menina. Mas tudo isso tem pouca importância no universo de Fudêncio, principalmente para o caqui Conrado, que ignora esse pequeno detalhe e nutre uma grande paixão pela pessoa de seu colega.

Popoto Conceição Massa Gordinho[editar | editar código-fonte]

Ninguém sabe ao certo a verdadeira idade de Popoto. O fato dele estar fazendo a 4ª série pela oitava vez ajuda a supor que esse gordinho é um pouco mais velho que seus amigos. Mas, se for depender de sua "rapidez" de raciocínio, vai fazer a 4ª série mais algumas vezes, talvez para sempre, e também, é questionável como ele chegou na 4ª série. Em um episódio, é revelado que possui 34 anos, em outro mostra que Popoto está vivo desde a pré-história e é imortal junto com Fudêncio. Popoto sempre veste uma camisa de Che Guevara e é um personagem que adora dar muitas risadas, sempre depois que fala alguma coisa, vive borrando as calças e ainda tem um tio magnata.

Professora Maria Cudi Ampola[editar | editar código-fonte]

Mais conhecida como Professora Cudi, é a professora primária da maioria das crianças, estudantes da José Mojica Marins. Sua principal paixão é distribuir pontos negativos durante as aulas. Mas Fudêncio sabe enganar essa professora tão bem que se tornou seu aluno predileto. Bordão: "Conrado! Ponto negativo pra você!".

Palhaço Picadinho[editar | editar código-fonte]

Picadinho é um palhaço que possui um humor um tanto quanto exótico. Sabe-se que Picadinho já foi (ou ainda é) casado com a Professora Cudi Ampola, possuindo inclusive um filho com a mesma. Outro fato revelado sobre Picadinho são suas tendências bissexuais.

Policiais[editar | editar código-fonte]

Os policiais da delegacia próxima à escola José Mojica Marins, chamados de "Os Hômi", são liderados pelo Tenente Kevin Costa. Essa equipe cuida da proteção da escola José Mojica Marins, dos ‘Malditos jovens do Reggae’. Esse esquadrão também criou o Disque Denúncia Cabeluda, totalmente confidencial. Aliás, Woody Allen e Athayde Patrezzi já ligaram lá. Bordões (do Tenente Kevin): "Malditos jovens do reggae!", "Teje preso!" e "Maq'Merda!"

Secundários[editar | editar código-fonte]

Repórter Xibiu[editar | editar código-fonte]

Personagem sempre mostrando os furos de reportagens e as notícias ocorrendo naquele instante.

Narrador Galvão Bueno[editar | editar código-fonte]

O narrador Fanho está sempre acompanhado de legendas, apesar de sua fala ser compreensível. Toda vez que ele fala um palavrão, a legenda mostra outra expressão, uma crítica ao sistema de filmes legendados no Brasil, que quase nunca mostra palavrões na tela.

Joey Ramone[editar | editar código-fonte]

Sátira de Joey Ramone, é músico, punk rocker e conselheiro espiritual do Fudêncio, ele aparece um pouco mais que os outros no desenho e sempre que vai falar de alguma coisa, se esquece.

Virilha[editar | editar código-fonte]

Seus pêlos da virílha emendam com os da barriga, que emendam com os do peito, que emendam com os da axila, que emendam com os do pescoço, que emendam com os da sobrancelha, e por aí vai.

Jacques Janine Costeaul[editar | editar código-fonte]

Guia de turismo e Piloto de Banana Boat. Quando se empolga muito, gasta tudo o que ganha pagando rodadas de permanente para seus amigos.

Silvio Sanchez[editar | editar código-fonte]

Parodia obvia de Silvio Santos. porem em uma versão Guerrilheiro Colombiano com um fuzil e uma bandeira da colombia abaixo dos olhos. onde apresenta o programa Domingo nas FARC.

Ninja Preto Canibal Do Piauí[editar | editar código-fonte]

Como o nome ja diz, um ninja nordestino serial killer e cannibal que ataca e devora qualquer um que apareça em sua frente, exceto fudencio.

Juca Esfirra Aberta[editar | editar código-fonte]

Um personagem tipícamente mau encarado cego de um olho, com cicatrizes, barba mal feita, touca e roupa chadrez, dando a entender ser um ex-presidiario. que normalmente aparece no desenho sendo procurado por algum crime.

Doutor Dráuzio Varíola[editar | editar código-fonte]

Paródia de Dráuzio Varella, é uma ameba que é médico, cientista e autor da célebre frase ‘não deixe para tomar hoje a pílula do dia seguinte’. Em uma de suas experiências genéticas, desenvolveu um ser de uma nova espécie, batizada de "Mas Que Porra é Isso Aqui".

Homem do Saco[editar | editar código-fonte]

Também pertence ao folclore brasileiro, mas na verdade tem um testículo grande.

Sr. Motorista[editar | editar código-fonte]

É um personagem que aparece pouco, fala muito e que também é meio compreensivo.

Pastor Escocês[editar | editar código-fonte]

Autor do incidente contra o maratonista baiano nas Olimpíadas de Sidney Sheldon.

Carecas do ABC[editar | editar código-fonte]

Com a decadência do nazismo, Fritz, Adolf e Divino começaram a fazer bicos para sobreviver. – como professores, doutores da Risada, comunistas etc. Até hoje Adolf e Fritz não aceitam o fato de Divino ser um nativo nordestino.

Mestre dos bofes & Vingativa[editar | editar código-fonte]

É o grande senhor de um mundo dominado por enormes drag-queens, a Caverna da Dragona. Já a Vingativa representa tudo "o que há de óóóóó nesse bafon". Bordão(vingativa): ...Bicha!

Capeta Mirim[editar | editar código-fonte]

Entidade do folclore brasileiro que realiza desejos, mas só apareceu pouquíssimas vezes.

Mallu Mongolhães[editar | editar código-fonte]

Sátira à cantora Mallu Magalhães, não gosta de dinheiro e nem de peru, por isso é considerada pelos outros personagens como "menina maluquinha". No episódio de mesmo nome já foi demonstrado que Peruíbe é apaixonado por ela. Ela também é hippie e adora história.

Outros personagems baseados em celebridades e Pessoas da Midía fazem aparições no desenho como Pelé, Maradona, Alexandre Frota, Roberto Justus, Luciano Huck, Mauricio Kubrusly, Suzane Von Richtofen, Indio Galdino, Ana Hickmann (Ana Legmann), Vampeta e varios outros.

Programas no desenho[editar | editar código-fonte]

Existem no desenho vários programas assistidos ou apresentados pela turma de Fudêncio (alguns deles se misturam com a vida real):

Infortúnio[editar | editar código-fonte]

Apresentado por Funérea, no qual ela entrevista pessoas.

Baltazar é um Barato[editar | editar código-fonte]

Apresentado por Baltazar Barata, onde vão pessoas para serem entrevistadas. Esse programa foi só apresentado uma vez, quando Cid Pantera, Fudêncio e Conrado foram entrevistados. A plateia se mistura com animação e pessoas reais, mas o cenário inteiro existe de verdade.

Quem sabe sabe, e Quem não sabe se Fode[editar | editar código-fonte]

O apresentador faz perguntas para os convidados de cada equipe, a cada acerto, ganham pontos. No final é realizada a "Prova Final", no qual é escolhido um jogador de cada equipe para participar, e quem ganhar vence o programa. Quando foi exibido esse programa, Conrado ganhou, mas não foi dado seu prêmio.

Só Peruíbe Salva[editar | editar código-fonte]

Apresentado por Peruíbe, o telespectador liga por telefone, e Peruíbe tenta dar conselhos para "salvá-lo" de algum problema. A partir da quarta temporada, sempre é exibido no final do desenho depois do episódio.

No Xibiu do Brasil[editar | editar código-fonte]

Um telejornal, em que o apresentador diz as últimas notícias, geralmente relacionadas ao roteiro do desenho.

Ponto Negativo[editar | editar código-fonte]

É um programa apresentado pela professora Cudi, onde as pessoas ligam e fazem perguntas sobre sexo e relacionados, só foi apresentado uma vez, quando ela deu aula sobre DST'S.

Lista de episódios[editar | editar código-fonte]

Até o fim de 2011, Fudêncio e Seus Amigos possui um total de 6 temporadas e 179 episódios.

DVDs[editar | editar código-fonte]

Os primeiros DVDs com os episódios da primeira temporada do desenho foram lançados no fim de 2008 pela Arsenal/Universal Music São dois DVDs. Cada um com um volume e 10 episódios. O primeiro anúncio veio através do blog de um dos criadores do desenho, o Pavão, no dia 3 de Agosto de 2008.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]