Krakoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Krakoa é um personagem das histórias em quadrinhos do Universo Marvel, publicadas pela Marvel Comics. Sendo literalmente uma "Ilha Viva", localizada no Oceano Pacífico, se trata de um ecossistema consciente, apto a comandar toda a matéria presente em sua estrutura, moldando-a como bem entender. Sua criação se deve a radiação emanada de testes atômicos na área, que alteraram o ecossistema da ilha tornando-o um ser composto da união de todo este ecossitema e, dotando-o de consciência e inteligência superior.[1] Seu nome foi baseado no real vulcão indonésio Krakatoa. Foi criada por Len Wein e Dave Cockrum

Apesar de ter aparecido no "universo principal" da Marvel apenas uma vez (em Giant-Size X-Men #1), a Ilha teve papel primordial, pois foi ela a responsável pela captura dos X-Men Originais, o que forçou Xavier a recrutar novos alunos (personagens como Wolverine, Colossus, Noturno e Tempestade, que se tornariam alguns dos personagens mais populares da Marvel Comics).

Histórico[editar | editar código-fonte]

Krakoa era originalmente uma pequena ilha localizada no Oceano Pacífico, quando foram realizados vários testes nucleares em suas localidades. A radiação resultante alterou o DNA do ecossistema, transformando-o em um ser único, consciente e inteligente, com fome de energia.

Em sua primeira aparição, ela foi detectada como um mutante pelo computador Cérebro, o que fez com que Charles Xavier enviasse os X-Men Originais (Ciclope, Fera, Homem de Gelo, Garota Marvel e Anjo) e mais Polaris ao seu encontro. Chegando lá, eles são facilmente capturados pela entidade, que passa a se alimentar de suas energias.

Tencionando capturar mais mutantes, a ilha liberta Ciclope que, desorientado volta à Mansão X. Xavier então, toma uma decisão drástica: entra em contato com uma nova geração internacional de mutantes (que ele já estudava a tempos), tencionando montar uma força tarefa que salvasse seus alunos originais. Foram eles: Colossus, Noturno, Tempestade, Solaris, Pássaro Trovejante, Banshee e Wolverine.

Apesar da falta de entrosamento da equipe, eles voltam à ilha sob a liderança de Ciclope e, com os poderes conjuntos da Garota Marvel, Polaris, Tempestade e Ciclope, eles conseguem isolar a ilha para o espaço sideral. Após essa batalha, a equipe sofreu forte reformulação (com a saída da maioria dos membros originais), assumindo sua popularidade crescente até os dias atuais. Quanto à Krakoa, ela foi aparentemente capturada pela entidade cósmica conhecida como Estranho, tendo sido avistada pelo herói Quasar quando este visitou um dos seus "planeta-laboratório".

X-Men: Gênese Mortal[editar | editar código-fonte]

No ano de 2006 foi revelado nos quadrinhos que a equipe de resgate que deu origem à segunda geração de X-Men (Noturno, Wolverine, Pássaro Trovejante, Tempestade e Colossus) não foram os primeiros a irem à Krakoa. Um outro grupo (alunos de Moira McTaggert) havia sido mandado anteriormente, compunham esta equipe: Vulcano, DarwinReprise e Petra. As ações do Professor levaram este grupo a morte de Reprise e Petra. Isso deu continuidade à tendência de mostrar que a maioria das ações e planos do Professor Xavier nunca foram totalmente revelados aos X-Men.

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

Em sua concepção original, Krakoa era uma criatura de considerável poder: tendo as dimensões de uma ilha, possuia enorme poder físico, sendo também capaz de manipular toda a flora e fauna presentes originalmente em sua área. Além disso possuía poderes psíquicos comparáveis ao do Professor X.

Referências

  1. Rodrigo Monteiro (28 de Abril de 2009). Wolverine - Uma breve história nos quadrinhos. Página visitada em 16/10/2013.