Juggernaut

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Juggernaut
Juggernaut por Robert Atkins.jpg

Arte de Robert Atkins
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição X-Men #12 (1965)
Criado por Stan Lee
Jack Kirby
Características do personagem
Alter ego Cain Marko
Espécie Humano
Afiliações New Excalibur
Irmandade de Mutantes
X-Men
Exilados
Parceria Black Tom Cassidy
Parentesco Curt Marko (pai, falecido)
Charles Xavier (meio-irmão)
Cassandra Nova (meio-irmã)
Lilandra (ex-cunhada)
Zane Yama (J2, filho)
Inimigos X-Men, Vingadores, Quarteto Fantástico, Hulk e Thor
Situação presente Vivo e ativo
Habilidades Agilidade e Velocidade Sobre-Humanas,Força Física Super-Humana,Invulnerabilidade a Ataques Físicos,Regeneração Celular,Imortalidade
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Juggernaut (pronuncia: Iuguernat) (também conhecido como Fanático) é um personagem de quadrinhos da Marvel Comics, ligado principalmente às histórias dos X-Men. Seu nome real é Cain Marko. Fanático tem força nível Classe 100, é invulnerável e tem fator de cura (usado quando ferido por algo de natureza mística), tudo devido ao poder do cristal de Cyttorak. Cain é invulnerável a ataques psíquicos, sendo que o elmo de sua armadura o proteje desses ataques. Marko, na verdade, não é um mutante, e todo seu poder vem da magia do cristal que absorveu. Juggernaut é usado na língua ingles, especialmente nos Estados Undos, como sinônimo de  uma força literal ou metafórica impiedosamente destrutiva e imparável. Este uso se originou em meados do século XIX como uma referência alegórica ao carro Ratha Yatra de templos hindus, que apocrifamente tinham fama de esmagar devotos sob suas rodas. O sentido figurado da palavra é traduzível para o português brasileiro como "rolo compressor". No inglês britânico é também usado para descrever um caminhão pesado. A palavra é derivada do sânscrito Jagannātha (Devanagari जगन्नाथ) "mundo-senhor" - que é um dos nomes de Krishna encontrado nos épicos em sânscrito) - "um enorme vagão carrega uma imagem de um deus hindu", inspirado no templo de Jagannath em Puri, Odisha, que tem uma procissão anual de carruagens que levam os murtis (estátuas) de Jagannath, Subhadra e Balabhadra (irmão mais velho de Krishna).

Histórico[editar | editar código-fonte]

Infância[editar | editar código-fonte]

Cain teve uma infância complicada. Foi internado em uma escola para intelectuais superdotados, na qual não acompanhava a classe, era espancado por garotos maiores e era ridicularizado pelos professores, além de ser surrado e desprezado pelo pai. Fixou-se em sua mente a ideia de que o mundo é dos mais fortes. A vergonha era seu segredo.

O pai de Cain, Kurt Marko, foi o responsável por matar um companheiro de pesquisa cientifica, Brian Xavier, pai de Charles Xavier. Meses depois, casou-se com a viúva Sharon Xavier, que não suspeitava que Kurt era responsável pela morte do marido. Kurt estava interessado apenas na fortuna de Sharon. Marko levou Cain, seu filho do primeiro casamento, para morar com Sharon e o pequeno Charles. A convivência entre os dois meninos era insuportável, pelas constantes humilhações que Charles recebia de Cain.

Charles desconfiava que Marko teria provocado o acidente nuclear que matou seu pai.

Sharon recebia maus tratos de Kurt mas, mesmo assim, o amava. Morreu anos depois. O dinheiro da família Xavier passou a pertencer aos Marko. Certa vez, Cain discutiu com o pai e Charles ouviu tudo, descobrindo todos os planos dos dois. Então, os três começaram a discutir. Cain misturou acidentalmente o conteúdo de alguns tubos de ensaio e provocou uma explosão. O doutor Marko recebeu a maior parte da descarga, mas conseguiu levar os dois garotos para fora do laboratório. Antes de morrer, ele pediu perdão a Charles. Cain culpou Charles pela morte do pai. Charles vasculhou a mente de Cain, como uma defesa por maus tratos, e descobriu tudo. Cain odiava Charles por isso, por seu intelecto e por suas habilidades. Com a morte do pai o ódio só aumentou.

Poderes de Cyttorak[editar | editar código-fonte]

Mais tarde, ambos ingressaram no exército da Bolívia. Ao desertar de sua tropa na guerra da Coreia, Cain descobriu, em uma caverna no Camboja, o cristal do demônio Cyttorak. Charles foi atrás de Cain, mas não conseguiu impedi-lo. O cristal deu a ele os poderes das faixas escarlates de Cyttorak. Portanto seus poderes são místicos, ele não é um mutante.

Na verdade, o cristal queria atrair Charles Xavier e sua poderosa mente, e não Cain. A caverna desmorona em Cain, e Xavier não o resgata, achando que estava morto.

Em seu primeiro ataque aos X-men, Fanático mostrou todo seu poder. Só foi derrotado quando seu irmão o atacou mentalmente, deixando-o em coma. Passou a ser uma irrefreável ameaça, enfrentando diversas vezes não só os X-Men como o Homem-Aranha, Hulk e Thor.

Em uma prisão especial, conheceu Black Tom Cassidy. Eles se tornaram grandes amigos e parceiros no crime.

Depois de conseguir escapar de um bloco gigante de concreto que o imobilizava, quando enfrentava o Homem Aranha, ela vai para Monahan’s, seu bar favorito acompanhado de uma mulher, porém no bar, acaba arranjando confusão com Colossus que acidentalmente derramou cerveja nele, acabando com seu encontro. O que ele não soube é que esta mulher era Selene, disposta a sugar sua poderosa energia vital. A briga o salvou.

Fanático enfrenta os integrantes novatos dos X-Men nas ruas de Edimburgo, Escócia, sendo a prova de fogo dos iniciantes. São eles Vampira, Destrutor, Psylocke, Longshot e Cristal. Fanático é fã de Cristal que desmaia durante a batalha. Cain acha que tirou a vida de cantora que tanto gosta e, entristecido, a enterra. Cristal só sobrevive a ser enterrada viva graças aos seus poderes.

Cain aparece preso numa câmara de extase na prisão de segurança máxima Crossmorr, na Inglaterra e é solto por Vixen. Cain destrói toda a prisão, fazendo muitos prisioneiros fugirem. O Excalibur prende novamente os fugitivos, Fanático derrota na força o Capitão Britânia mas depois é facilmente tirado de batalha por um ataque telepatico de Rachel Summers.

Fanático enfraquecendo[editar | editar código-fonte]

Fanático é surrado por Massacre que o arremessa do Canadá até Nova Jersei, EUA, ao se reerguer mostra estar bem enfraquecido e com muito medo. Enfrenta os X-Men mas, por estar muito fraco, acaba entrando em coma. Os mutantes o acolhem e lhe dão cuidados médicos. Assim que se recupera do Coma, ele foge da mansão com medo de reencontrar com Massacre e se depara com Wolverine e Míssil que tentam segurá-lo.

Ultraverso / Exilados[editar | editar código-fonte]

Fanático acaba sendo levado para um outro Universo, o Ultraverso. E lá forma uma equipe chamada Exilados com alguns ultra-humanos e dois vilões mutantes que também foram parar nesse universo: Ceifador Mutante e Siena Blaze. Lá, se apaixona por uma colega de equipe Amber Hunt, a Termal. Sangra pela primeira vez desde que conseguiu os poderes ao ser atacado por um vilão. Ele, assim como todos que vieram do universo 616 para o Ultraverso, estão com os poderes mais enfraquecidos. Ouvindo rumores de que havia uma segunda jóia mística, Cain voltou para a Coréia até o templo de Cyttorak apenas para cair em uma armadilha do culto de Chejo-Do. Que sugaram o poder de Fanático. Black Tom pediu ajuda para os X-men que conseguiram recuperar a segunda jóia e os poderes de fanático voltaram, mas voltou muito mais forte. E o inconcebível ocorreu. Seu socos passaram a romper barreiras entre as dimensões rasgando o tecido do espaço-tempo.

X-Men[editar | editar código-fonte]

Xavier lhe concede uma chance de mostrar que é um novo homem e o instituto passou a ser seu lar. Rapidamente, o pequeno mutante Sammy se torna seu melhor amigo, se entendendo graças ao passado de abuso paterno que ambos sofreram na infância. Os pais de Sammy o obrigam a retornar a casa em Vancouver, Canadá Fanático resolve trazer seu amigo de volta para o Instuto Xavier contudo, ao fazer isso, ele infringe uma medida cautelar que o proíbe de se aproximar de Sammy, provocando a intervenção da Tropa Alfa deixando Sammy e sua família em risco, seus pais ficaram gravemente feridos. Cain vê a destruição que está causando e se rende, ele é preso. Sua advogada passou a ser Jennifer Walters, a Mulher-Hulk e acaba tendo um caso com ela ao mostrar que não é o monstro insensível que todos imaginam. Mostra que tem opinião sobre o mundo e que preza o bem estar infantil assim como defende os direitos femininos. Cain passa a mostrar uma nova faceta de sua personalidade. Fanático pede para ser professor de educação física dos alunos do Instituto, porém apesar de realmente se esforçar, seu temperamento explosivo faz com que Ciclope duvide de sua capacidade de lecionar e não o aprova. Mas em compensação, chegou a se destacar bastante ao lado dos X-Men liderado por Destrutor, em um período onde vários problemas pessoais dos X-Men estavam afetado a atuação da equipe. Fanático finge se integrar a uma nova formação da Irmandade de Mutantes liderada por Exodus onde um de seus integrantes é seu antigo aliado Black Tom. Nocturna também estava infiltrada na equipe e, ao ser descoberta, Fanático simulou ter matado Nocturna para enganar a Irmandade.

Seu amigo Sammy, que sempre viu Fanático como um grande herói, não sabia que era uma farsa e fica decepcionado com sua suposta traição. Mas o plano de Cain não dá certo: Sammy acaba sendo capturado pela irmandade e assassinado por Black Tom. Suas utilimas palavras nos braços de Fanático foi que o odiava.

Agora, Fanático precisa conviver com as lembranças da triste morte de seu amigo e com suas ultimas palavras, e com isto manter-se na linha.

Fanático e Noturna ajudaram os X-men a derrotarem a equipe de Exodus mas tanto a Irmandade quanto a dupla acabaram sendo sugadas pelo portal na cabeça de Xorn (II).

O portal enviou Nocturna e Fanático para o mundo de Mojo. No meio de um treinamento dos X-Men, Espiral e Fanático saltam de uma fenda interdimensional. Nocturna havia possuído Espiral, usando os dotes dela para fugir com o Fanático do Mundo de Mojo

Novo Excalibur[editar | editar código-fonte]

Foi junto com Nocturna para o Novo Excalibur criado por Peter Wisdom. Onde tenta com todas as forças trilhar o lado do bem. Lá passa a ter um maior contato com a Cristal, que ele era fã desde seu tempo de vilão e sua admiração pela artista se confunde com atração física.

Temendo fazer mal ao grupo, ele se afasta. Ele vai buscar ajuda com o velho parceiro do crime, mas a conversa com Black Tom na prisão não foi uma das mais estimuladoras. Tom lamenta a morte do garoto Sam, admite que estava fora de controle, mas sabe que nunca merecerá o perdão.

Sua grande amiga Nocturna sofre um AVC e perde parte dos movimentos além da memória.

É avisado telepaticamente pelas gêmeas Stepfords que seu irmão Xavier está sendo atacado por Hulk, um de seus mais perigosos arqui-inimigos. Através do cristal, Cain pede à Cyttorak – que está cada vez mais reduzindo o seu poder por não cumprir suas vontades – para transportá-lo até Hulk. O desejo de Cain é atendido mas ele é espancado pelo gigante verde. Cain descobre que não é Cyttorak quem limita seu poder e sim ele mesmo, ao negar a sua essência e agindo como um herói. Salvar seu irmão adotivo que sempre o desprezou não é um motivo digno para Cyttorak, Já medir forças com Hulk, sim. O Demônio diz que ele precisa fazer uma escolha e que não terá regresso. Cain escolhe o lado de Cyttorak e seus poderes retornam a força total.

A luta fica mais competitiva mas, mesmo assim, o Hulk -mais forte do que nunca- derrota Cain ao usar o poder irrefreável de Fanático contra ele. Fanático enfrenta mais uma missão com o Novo Excalibur contra Albion e seus Capitães Britanias Sombrios e depois se despede da equipe para cumprir a dívida com Cytorakk.

Fanático maligno[editar | editar código-fonte]

Para manter seus poderes sempre fortes, Fanático retornou a trilhar seu caminho maligno, atualmente Fanático não está se envolvendo em crimes grandiosos.

Homem-Aranha[editar | editar código-fonte]

O herói aracnideo sempre foi um personagem com uma vasta galeria de vilões, mas é um dos poucos personagens do mundo dos quadrinhos que tem em sua galeria, vilões de outros personagens que também o odeia! o Fanático é um grande exemplo disso.

Há muitos anos atrás, Black Tom Cassidy contratou Cain para assassinar a Madame Teia. Durante a tentativa, o Fanático destruiu tudo que cruzou o seu caminho. Como na ocasião, X-Men, os Vingadores e até mesmo o Quarteto Fantástico estavam fora de Nova York, o Homem-Aranha era o único herói disponível no momento para tentar deter a destruição do Fanático.

Durante todo o tempo, as investidas do aracnideo quase não surtiam efeito em Cain que o considevava apenas mais um inseto. Mas devido a persistência do Aranha, o Fanático começa a se sentir incomodado e decide destruir o herói! Por fim, depois de atirar contra o Fanático um enorme caminhão-tanque que explodiu, mas não causou efeito nenhum em Cain, o Aranha consegue deter o Fanático, que fica preso em toneladas de cimento de secagem rápida.

Cain leva dias para conseguir se livrar daquela prisão de cimento, mas após isso, tomado pelo orgulho de ter sido "derrotado" por alguém tão fraco quanto o Homem-Aranha, o toma como seu odiado adversário, visto que como considera outros heróis como meros insetos, tão como os X-Men, para Marko, o Aranha é uma pedra no seu sapato, e o ódio por ele é talvez maior do que pelos heróis mutantes.

Esta história foi publicada originalmente nas revistas The Amazing Spider-man # 229 & 230 com o nome "Nothing Can Stop The Juggernaut" (traduzido como "Nada Pode Deter o Fanático", termo que o deixou conhecido), e se tornou um clássico, sendo considerada ainda hoje, uma das 10 melhores histórias do Homem-Aranha e um dos maiores confrontos da Marvel. A história foi publicada no brasil pela Editora Abril, na revista O Homem-Aranha nº 37, em julho de 1986;

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Quando Cain Marko encontrou a gema da entidade mística Cyttorak, ele foi habilitado com poderes mágicos e transformado em um avatar imortal para a entidade. Como o Juggernaut, Marko possui força sobre-humana, sendo capaz de tremer montanhas, levantá-las, e utilizar as construções como armas, e possui extrema durabilidade. Sua durabilidade é amplificada por um campo de força místico que lhe concede invulnerabilidade adicional a qualquer ataque físico (no seu nível máximo). Mesmo quando o campo de força foi temporariamente absorvido pelo martelo de Thor, a durabilidade natural do Juggernaut ainda provou ser grande o suficiente para resistir aos golpes de Thor. O Juggernaut é descrito como fisicamente imparável, uma vez em movimento, não se cansa de atividade física e é capaz de sobreviver sem comida, água ou oxigênio. É possível para um adversário com força física ou mística suficiente para transformar o movimento imparável do Juggernaut contra ele próprio, redirecionando o seu movimento; então ele fica encalhado em uma posição na qual ele não tem nenhuma fuga, ambos Hulk e seu filho, Skaar , conseguiram este feito fisicamente, e Thor conseguiu esta façanha misticamente com Mjolnir. O único personagem que conseguiu ter parado Juggernaut, enquanto ele estava em movimento como um ato de pura força física foi o Hulk na Guerra , enquanto era um cavaleiro de Apocalipse. O personagem é vulnerável a ataques mentais, uma fraqueza que tem sido explorado através da remoção de seu capacete. O Juggernaut tem contornado essa fraqueza na ocasião, vestindo um solidéu de metal dentro de seu capacete principal. Se Juggernaut perde seu capacete ele pode recriá-lo tocando em certos materiais (desde que ele possuir todo o poder da gema)

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

No filme X-Men: O Confronto Final, o garoto mutante Jimmy tem o poder de anular mutações de quem se aproxime dele. Kitty Pride sabendo disso, faz Cain tentar atacá-los, e desvia, fazendo que ele ataque uma parede, assim ficando inconsciente. No filme o Fanático é um mutante e seu passado como meio-irmão de Charles não é citado.

Quando os X-Men foram publicados pela GEP (Grafica Editora Penteado), o Fanático recebeu o nome de Jaganata[1] [2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]