Polaris (Marvel Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Polaris
Polaris por Brandon Peterson.jpg

Arte de Brandon Peterson
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição The X-Men #49 (Out. de 1968)
Criado por Arnold Drake e Jim Steranko
Características do personagem
Alter ego Lorna Dane
Espécie Humano Mutante
Terra natal Estados Unidos
Afiliações X-Men
X-Factor
Acólitos de Magneto
Os Cavaleiros do Apocalipse
Ocupação Geógrafa
Base de operações Instituto Xavier, Ilha Muir, QG do X-factor, Genosha, Nave Pirata Sideral, Planeta Impasse (Quartel General da Resistencia Shiar
Parentesco Relacionamentos Amorosos: Alex Summers / Destrutor, Robert Drake / Homem-de-Gelo

Afiliações: X-Men, (Pertenceu ao Carrascos sobre controle mental), X-men da ilha Muir, X-Factor (2), Acólitos, Genosha, Os Doze, Cavaleiros do Apocalipse, Piratas Siderais

Parentes Conhecidos: Erik Magnus Lehnsherr / Magneto (pai) Mãe desconhecida (morta) Anya Lehnsherr (meia-irmã, morta) Pietro Maximoff / Mercúrio (meio-irmão) Wanda Django Maximoff / Feiticeira Escarlate (meia-irmã) Crystalia Amaquelin Maximoff / Crystalis (cunhada) Luna Maximoff (sobrinha) Zala Dane / Zaladane (irmã, morta) Senhor e senhora Dane (pais adotivos)

Situação presente Ativa
Codinomes conhecidos M-2, Malicia, Magnetrix, Peste, Polaris
Habilidades Eletrocinese
Magnetocinese
Vôo

Manipula energia magnética: - Gera campos de força, levitando e manipulando materiais ferrosos. - Absorve eletricidade para carregar seu campo eletromagnético.

Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Lorna Dane é personagem de histórias em quadrinhos da Marvel Comics. Polaris é uma mutante capaz de controlar campos magnéticos. Originalmente usava esses poderes principalmente para voar e mover objetos metálicos.

Origem e história[editar | editar código-fonte]

Seus pais morreram num desastre aéreo quando ainda era bebê, Lorna foi adotada por sua tia (irmã de seu pai) e o marido, os Dane, que não revelaram a verdade para não magoá-la. Por já ter nascido com os cabelos verdes, eles a aconselhavam a pintar seu cabelo de castanho, para viver com uma criança normal.

Lorna foi raptada por Mesmero, na época aliado de um falso Magneto (um andróide), teve seus poderes acionados por uma máquina dele e aliou-se aos vilões, pois achava ser filha de Magneto. Porém Lorna descobriu sobre sua adoção graças ao Homem-de-Gelo, que investigou seu passado, e a livrou do legado de ser filha de um terrorista.

X-Men [editar | editar código-fonte]

Lorna estava em seu apartamento em Manhattan tentando aprender a usar seu poder quando é raptada novamente, dessa vez pelos Sentinelas de Larry Trask. Quando Homem de Gelo -que nutria um forte sentimento por Lorna- descobre que foi raptada, ele investiga o que houve e se deixa ser pego pelos Sentinelas sendo levado pro mesmo compartimento de Lorna. Foi lá que ela conheceu Destrutor que também tinha sido capturado. Ao serem resgatados pelos X-Men, Ela diz que não há mais lugar para ela a não ser ao lado dos X-Men.

Apesar do sentimento do Homem-de-Gelo por Lorna seu coração dela batia mais forte mesmo era por Alex Summers, o Destrutor, com quem tem um relacionamento bem duradouro. Lorna se dá o nome de Magnetrix, mas depois de ser caçoada por Alex, ela volta atrás.

Quando a segunda formação de X-Men é criada Lorna sai da equipe para ter uma vida normal com Alex Summers em uma casa simples e isolada.

Quando Lorna foi manipulada pelo Eric Escarlate, adotou o nome de Polaris. Nome que mantém até hoje.

Após se recuperar, Polaris volta a sua vida pacífica com Alex mas algumas vezes participava junto com seu namorado como reserva dos X-men onde podemos destacar a vez que o casal mais Banshee e Homem de Gelo salvaram os X-men que foram capturados por Arcade.

Carrascos / Ilha Muir[editar | editar código-fonte]

Caçada pelos Carrascos, Polaris teve seu corpo possuído por Malígna. 

Malícia usando o corpo de Polaris foi atacada por Arco Voltaico, Caçador de Escalpos e Dentes de Sabre porém Malícia derrotou os 3, e assim Malícia se tornou lider de campo da equipe.

O que a vilã não esperava é que ficaria presa permanentemente no corpo de Lorna.

Polaris foi capturada por Zaladane que queria roubar seu poderes, ao roubá-los foi se também o domínio de Malígna.

Zaladane era uma feiticeira da Terra Selvagem que diz ser sua irmã. Um estranho efeito colateral da perda de poderes de Polaris ficou ficar mais alta, forte e resistente.

Polaris foi com Banshee até a ilha Muir onde integrou uma improvisada equipe de x-men liderada por Moira Mactargert. Magneto mata Zaladane, portanto o poder de Polaris voltou para sua dona. Porém O Rei das Sombras controlava todos na Ilha Muir e Polaris estava entre eles.

X-Factor[editar | editar código-fonte]

Quando todos foram libertados e o vilão destruído foi convidada pela Dra. Val. Cooper a integrar a nova formação dos X-Factor, que na verdade substituíria a antiga Força Federal. Polaris aceitou e atuou por longos anos ao lado de Fortão, Lupina, Homem-Múltiplo, Mercúrio e seu amado Destrutor.

Quando Destrutor foi raptado e sofreu lavagem cerebral, retornando como líder de um grupo terrorista, Polaris terminou com ele mas permaneceu com o X-Factor.

O X-Factor terminou com a suposta morte de seu líder, Destrutor (já curado da lavagem cerebral), e todos os membros da equipe se afastaram. Polaris se isolou em um apartamento e acreditava que Destrutor estava vivo. Ela tinha duas evidências: a primeira, se Destrutor estivesse morto, o Monolíto Vivo retornaria, e o rubi do antigo uniforme de Destrutor (que controlava os poderes do mutante) brilhava; como o rubi só funcionava desta forma, por influência do poder do mutante. Destrutor estava realmente vivo, mas estava preso em outra dimensão.

Os Doze[editar | editar código-fonte]

Polaris descobriu que fazia parte dos Doze. Ela e Magneto simbolizavam pólos magnéticos distintos. Porém, algo estranho aconteceu com os dois durante a saga. Magneto, que estava fraco e quase sem poderes, só podia acessar o campo magnético da Terra através de Polaris.

Revelação[editar | editar código-fonte]

Com a derrota de Apocalipse, Polaris poderia finalmente retornar aos X-Men, mas preferiu ficar ao lado de Magneto e foi com ele para Genosha, já que Magneto era o Presidente. Polaris achava que podia controlar Magneto, afinal era ela que fornecia os poderes para ele. Ela queria evitar que Magneto travasse uma guerra contra a humanidade.

Mas Magneto conseguiu recuperar seus poderes. Como onde há fumaça há fogo, Lorna providenciou um exame de DNA, para confirmar de vez suas suspeitas, e descobriu que Magneto realmente é seu pai. Intrigada, Lorna também investiga sobre o acidente aéreo de seus supostos pais e descobre que tudo indicava ter sido um acidente provocado por Magneto. Ao que parece, sua mãe teve um affair com Magnus.

Desequilibrada[editar | editar código-fonte]

Com a destruição de Genosha, Lorna presenciou a morte de 16 milhões de mutantes pelo campo Magnético produzido pela morte deles, o que a deixou desequilibrada.

Lorna volta para os X-Men e tem um curto namoro com Homem-de-Gelo, que se sentia atraído desde que a conheceu. Mas, quando ela finalmente reencontra Destrutor (recém saido de um coma) o pediu em casamento, enciumando Homem de gelo. Mas, no dia do casamento às pressas, no momento de aceitá-la como esposa, Alex diz “não” pois estava envolvido com a enfermeira que cuidou dele. Lorna enlouquece, e tenta matar todos.

Pós Dia M[editar | editar código-fonte]

Já um pouco recuperada de seus surtos psicóticos, foi uma dos muitos mutantes que perdeu os poderes. Lorna decidiu que deveria sair do Instituto e procurar pistas para recuperar seus poderes. Destrutor a seguiu. Em meio a muitos acontecimento, Lorna sumiu junto com a Rainha Leprosa e Alex voltou sem ela para o Instituto.

Num novo ataque de Apocalipse aos X-Men, Alex descobriu que não só Gambit e Solaris haviam se tornado cavaleiros do monstro. A Peste era, na verdade, Polaris, agora cheia de doenças terríveis e pronta pra acabar com a humanidade.

No confronto final com Apocalipse, Polaris foi atingida e Alex a salvou. No hospital do Instituto, Alex viu que Polaris tinha ganhado seus poderes de volta. Lorna apenas tenta compreender as mudanças que apocalipse fez nos seus poderes e em seu corpo.

Piratas Siderais[editar | editar código-fonte]

Por uma semana, Lorna foi perseguida por uma espécie de culto anti-Apocalipse existente no Egito até que Destrutor a encontra e a recoloca em uma nova equipe criada para resolver uma longa missão no espaço e lá volta a namorar Destrutor. A missão acaba mas com grandes consequências: Corsário é assassinado por Vulcano. Polaris, Destrutor e Rachel Grey entram nos Piratas Siderais para vingarem a morte de Corsario vagando pelo espaço atras de Vulcano. Polaris se incomoda com Destrutor que mesmo elaborando ótimas táticas militares de guerra espacial não acredita em seu potencial como líder.

Como a cavaleira do Apocalipse - Peste[editar | editar código-fonte]

Absorver doenças, bactérias e vírus de diferentes tipos para criar uma doença mortal, a unica cura era o antídoto de Apocalipse. Ela também parecia ser imune as doenças mortais.

Habilidades: 

- Bloqueio psíquico leve (ensinado por Xavier à seus principais alunos.)

Equipamentos: 

Não há

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

Lorna tem a habilidade de vôo, eletrocinese e magnetocinese, podendo controlar campos eletro-magnéticos e metais ferrosos. Seu poder lhe permite descarregar energia eletro-magnética por suas mãos. Ao contrário de Magneto, ela não tem a habilidade de levitar seres vivos (lembrando que isso só é possível quando tem ferro na corrente sanguínea). Mas ela pode gerar metal, podendo levitar pessoas.

Em Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

Em X-Men: Animated Series, Polaris aparece como integrante do X-Factor[1] Polaris também aparece como filha de Magneto no presente e no futuro em Wolverine and the X-Men[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]