Polaris (Marvel Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Polaris
Polaris por Brandon Peterson.jpg

Arte de Brandon Peterson
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição The X-Men #49 (Out. de 1968)
Criado por Arnold Drake

Don Heck

Jim Steranko

Características do personagem
Alter ego Lorna Sally Dane
Espécie Humano Mutante
Terra natal Estados Unidos
Afiliações X-Men
X-Factor
Acólitos de Magneto
Os Cavaleiros do Apocalipse
Ocupação Geógrafa
Base de operações Instituto Xavier, Ilha Muir, QG do X-factor, Genosha, Nave Pirata Sideral, Planeta Impasse (Quartel General da Resistencia Shiar
Parentesco Relacionamentos Amorosos: Alex Summers / Destrutor

Robert Drake / Homem-de-Gelo


Parentes Conhecidos: Erik Magnus Lehnsherr / Magneto (pai) Suzanna (morta) Anya Lehnsherr (meia-irmã, morta) Pietro Maximoff / Mercúrio (meio-irmão) Wanda Django Maximoff / Feiticeira Escarlate (meia-irmã) Crystalia Amaquelin Maximoff / Crystalis (cunhada) Luna Maximoff (sobrinha) Zala Dane / Zaladane (irmã, morta) Senhor e senhora Dane (pais adotivos)

Situação presente Ativa
Codinomes conhecidos M-2, Malicia, Magnetrix, Peste, Polaris
Habilidades Eletrocinese
Magnetocinese
Vôo

Manipula energia magnética:

- Gera campos de força, levitando e manipulando materiais ferrosos.

- Absorve eletricidade para carregar seu campo eletromagnético.

-Combate desarmado

-Intelecto

Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Lorna Dane é personagem de histórias em quadrinhos da Marvel Comics. Polaris é uma mutante capaz de controlar campos magnéticos. Originalmente usava esses poderes principalmente para voar e mover objetos metálicos.

Origem e história[editar | editar código-fonte]

Polaris foi criado por Arnold Drake , Werner Roth , Jim Steranko e Don Heck e apareceu pela primeira vez em The X-Men # 49 (1968).

Ela é uma mutante, nascida de um caso entre sua mãe Susanna e Magneto. O marido de sua mãe, Arnold Dane soube deste caso e confrontou sua esposa enquanto ele estava voando com ela e Lorna em seu avião. Durante a discussão, Lorna ficou perturbada cujo desespero para fazer seus pais pararem de brigar causou uma manifestação precoce de suas habilidades magnéticas imensas, que causou um pulso magnético que destruiu o avião e matou seus pais, bem como dando-lhe ao seu cabelo a cor verde icônica. Lorna sobreviveu ao acidente e foi encontrada pelo seu verdadeiro pai Magneto, que havia sido atraído para o local pelo pulso magnético. Acreditando que ela não estava pronta para suas habilidades ou a vida que ele poderia lhe oferecer, ele pediu a Mestre Mental para usar seus poderes ilusórios para rescrever as memorias de Lorna sobre o acidente, fazendo ela acreditar que seus pais morreram em um acidente de avião quando ela era criança.

X-Men [editar | editar código-fonte]

Em sua primeira aparição em The X-Men 49( Out. de 1968) Lorna foi raptada por Mesmero, na época aliado de um falso Magneto (um andróide), teve seus poderes acionados por uma máquina dele e aliou-se aos vilões, pois achava ser filha de Magneto. Porém Lorna descobriu sobre sua adoção graças ao Homem-de-Gelo, que investigou seu passado, e a livrou do legado de ser filha de um terrorista ( mais tarde ela descobriu que era mesma filha de Magneto, em Uncanny X-Men 430)

Lorna estava em seu apartamento em Manhattan tentando aprender a usar seu poder quando é raptada novamente, dessa vez pelos Sentinelas de Larry Trask. Quando Homem de Gelo -que nutria um forte sentimento por Lorna- descobre que foi raptada, ele investiga o que houve e se deixa ser pego pelos Sentinelas sendo levado pro mesmo compartimento de Lorna. Foi lá que ela conheceu Destrutor que também tinha sido capturado. Ao serem resgatados pelos X-Men, Ela diz que não há mais lugar para ela a não ser ao lado dos X-Men.

Apesar do sentimento do Homem-de-Gelo por Lorna seu coração dela batia mais forte mesmo era por Alex Summers, o Destrutor, com quem tem um relacionamento bem duradouro. Lorna se dá o nome de Magnetrix, mas depois de ser caçoada por Alex, ela volta atrás.

Quando a segunda formação de X-Men é criada Lorna sai da equipe para ter uma vida normal com Alex Summers em uma casa simples e isolada.

Quando Lorna foi manipulada pelo Eric Escarlate, adotou o nome de Polaris. Nome que mantém até hoje.

Após se recuperar, Polaris volta a sua vida pacífica com Alex mas algumas vezes participava junto com seu namorado como reserva dos X-men onde podemos destacar a vez que o casal mais Banshee e Homem de Gelo salvaram os X-men que foram capturados por Arcade.

Carrascos / Ilha Muir[editar | editar código-fonte]

Caçada pelos Carrascos, Polaris teve seu corpo possuído por Malígna. 

Malícia usando o corpo de Polaris foi atacada por Arco Voltaico, Caçador de Escalpos e Dentes de Sabre porém Malícia derrotou os 3, e assim Malícia se tornou lider de campo da equipe.

O que a vilã não esperava é que ficaria presa permanentemente no corpo de Lorna.

Polaris foi capturada por Zaladane que queria roubar seu poderes, ao roubá-los foi se também o domínio de Malígna.

Zaladane era uma feiticeira da Terra Selvagem que diz ser sua irmã. Um estranho efeito colateral da perda de poderes de Polaris ficou ficar mais alta, forte e resistente.

Polaris foi com Banshee até a ilha Muir onde integrou uma improvisada equipe de x-men liderada por Moira Mactargert. Magneto mata Zaladane, portanto o poder de Polaris voltou para sua dona. Porém O Rei das Sombras controlava todos na Ilha Muir e Polaris estava entre eles.

X-Factor[editar | editar código-fonte]

Quando todos foram libertados e o vilão destruído foi convidada pela Dra. Val. Cooper a integrar a nova formação dos X-Factor, que na verdade substituiria a antiga Força Federal. Polaris aceitou e atuou por longos anos ao lado de Fortão, Lupina, Homem-Múltiplo, Mercúrio e seu amado Destrutor.

Quando Destrutor foi raptado e sofreu lavagem cerebral, retornando como líder de um grupo terrorista, Polaris terminou com ele mas permaneceu com o X-Factor.

O X-Factor terminou com a suposta morte de seu líder, Destrutor (já curado da lavagem cerebral), e todos os membros da equipe se afastaram. Polaris se isolou em um apartamento e acreditava que Destrutor estava vivo. Ela tinha duas evidências: a primeira, se Destrutor estivesse morto, o Monolíto Vivo retornaria, e o rubi do antigo uniforme de Destrutor (que controlava os poderes do mutante) brilhava; como o rubi só funcionava desta forma, por influência do poder do mutante. Destrutor estava realmente vivo, mas estava preso em outra dimensão.

Os Doze[editar | editar código-fonte]

Polaris descobriu que fazia parte dos Doze. Ela e Magneto simbolizavam pólos magnéticos distintos. Porém, algo estranho aconteceu com os dois durante a saga. Magneto, que estava fraco e quase sem poderes, só podia acessar o campo magnético da Terra através de Polaris.

Revelação[editar | editar código-fonte]

Com a derrota de Apocalipse, Polaris poderia finalmente retornar aos X-Men, mas preferiu ficar ao lado de Magneto e foi com ele para Genosha, já que Magneto era o Presidente. Polaris achava que podia controlar Magneto, afinal era ela que fornecia os poderes para ele. Ela queria evitar que Magneto travasse uma guerra contra a humanidade.

Mas Magneto conseguiu recuperar seus poderes. Como onde há fumaça há fogo, Lorna providenciou um exame de DNA, para confirmar de vez suas suspeitas, e descobriu que Magneto realmente é seu pai. Intrigada, Lorna também investiga sobre o acidente aéreo de seus supostos pais e descobre que tudo indicava ter sido um acidente provocado por Magneto (mais tarde foi revelado que Lorna causou o acidente aos seus pais).

Desequilibrada[editar | editar código-fonte]

Com a destruição de Genosha, Lorna presenciou a morte de 16 milhões de mutantes pelo campo Magnético produzido pela morte deles, o que a deixou desequilibrada.

Lorna volta para os X-Men e tem um curto namoro com Homem-de-Gelo, que se sentia atraído desde que a conheceu. Mas, quando ela finalmente reencontra Destrutor (recém saido de um coma) o pediu em casamento, enciumando Homem de gelo. Mas, no dia do casamento às pressas, no momento de aceitá-la como esposa, Alex diz “não” pois estava envolvido com a enfermeira que cuidou dele. Lorna enlouquece, e tenta matar todos.

Pós Dia M[editar | editar código-fonte]

Já um pouco recuperada de seus surtos psicóticos, foi uma dos muitos mutantes que perdeu os poderes. Lorna decidiu que deveria sair do Instituto e procurar pistas para recuperar seus poderes. Destrutor a seguiu. Em meio a muitos acontecimento, Lorna sumiu junto com a Rainha Leprosa e Alex voltou sem ela para o Instituto.

Num novo ataque de Apocalipse aos X-Men, Alex descobriu que não só Gambit e Solaris haviam se tornado cavaleiros do monstro. A Peste era, na verdade, Polaris, agora cheia de doenças terríveis e pronta pra acabar com a humanidade.

No confronto final com Apocalipse, Polaris foi atingida e Alex a salvou. No hospital do Instituto, Alex viu que Polaris tinha ganhado seus poderes de volta. Lorna apenas tenta compreender as mudanças que apocalipse fez nos seus poderes e em seu corpo.

Piratas Siderais[editar | editar código-fonte]

Por uma semana, Lorna foi perseguida por uma espécie de culto anti-Apocalipse existente no Egito até que Destrutor a encontra e a recoloca em uma nova equipe criada para resolver uma longa missão no espaço e lá volta a namorar Destrutor. A missão acaba mas com grandes consequências: Corsário é assassinado por Vulcano. Polaris, Destrutor e Rachel Grey entram nos Piratas Siderais para vingarem a morte de Corsario vagando pelo espaço atras de Vulcano.

Retorno ao X-factor[editar | editar código-fonte]

Ao retornar do espaço, Polaris e Destrutor se unem ao X-Factor o liderando depois da suposta morte de James Madrox (Homem-Múltiplo).

Foi nesse período que Lorna descobriu a verdadeira razão da morte de seus pais.

Alex e Lorna, finalmente tiveram uma conversa onde os dois resolveram se separar e serem bons amigos. Lorna continuou no X-factor enquanto Alex decidiu se juntar aos Vingadores.

All New X-Factor (Novíssimo X-Factor)[editar | editar código-fonte]

Enquanto estava presa Lorna recebeu a visita de Harrison Snow (CEO da Serval Indústrias) que ofereceu a ela a oportunidade de se juntar a sua nova equipe o X-factor. Lorna concordou e começou a recrutar sua nova equipe, composta por Gambit, Mercúrio, Cifra, Perigo, Warlock, alguns membros com Georgia Dakei e Luna Maximoff foram apresentadas depois, pois são muito jovens para integrar o X-Factor.

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

Poderes Mutantes: Manipula energia magnética – Gerando campos de força, levitando e manipulando materiais ferrosos. – Absorve eletricidade para carregar seu campo eletromagnetico.

Atualmente seus poderes foram alterados por Apocalipse

Outros Poderes:

Outros Poderes: Força e Invulnerabilidade

Esses poderes tinham como efeito colateral, deixar violentas as pessoas a sua volta.

Como a cavaleira do Apocalipse – Peste:

Absorver doenças, bactérias e vírus de diferentes tipos para criar uma doença mortal, a unica cura era o antídoto de Apocalipse. Ela também parecia ser imune as doenças mortais.

Equipamentos - nenhum

Habilidades: -Bloqueio psíquico leve (ensinado por Xavier à seus principais alunos.)

-Combate Desarmado

Características[editar | editar código-fonte]

- Desequilibrio mental

Características Físicas Cabelo verde naturalmente, cacheados

Em Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

Em X-Men: Animated Series, Polaris aparece como integrante do X-Factor[1] Polaris também aparece como filha de Magneto no presente e no futuro em Wolverine and the X-Men[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]