Menir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alinhamento de menir em Carnac na França

Menir, também denominado perafita, é um monumento pré-histórico de pedra, cravado verticalmente no solo (ortóstato), às vezes de tamanho bem elevado (megálito denominado menir).

Nome[editar | editar código-fonte]

A palavra menir foi adotada, através do francês, pelos arqueólogos do século XIX, com base nas palavras do Bretão, significando men = pedra e hir = longa (comparar com o Gaélico: maen hir = pedra longa). No Bretão moderno usa-se a palavra peulvan. Em português também se denomina perafita, do latim "petra ficta" ("pedra fixa/fincada").

História[editar | editar código-fonte]

Para erigir seus monumentos, os homens da época pré-histórica provavelmente começaram por levantar uma coluna, em honra de um deus ou de um acontecimento importante, embora a maioria dos historiadores relacionem o seu aparecimento com:

Esses monumentos pré-históricos eram pedras, cravadas verticalmente no solo, às vezes bastante grandes (megalito, denominado menir). Pelo peso dessas pedras, algumas de mais de três toneladas, acredita-se que não poderiam ter sido transportadas sem o conhecimento da alavanca.

Estas pedras (os menires) deram origem às colunas. Mais tarde percebeu-se que, usando três elementos, era possível construir. Assim nasceu o dólmen (Bretão dol = mesa, men = pedra), em forma de mesa, ou o trilito (três pedras), formado por duas colunas que apoiavam uma arquitrave. Uma série de trilitos compõem a colunata menhir.

Tipos de Menires[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Menir