Nador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde janeiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Marrocos Nador
الناظور ; ⴰⵏⴰⴹⵓⵔ
Ennaḍur
 
—  Município  —
Minarete da Mesquita de Nador
Minarete da Mesquita de Nador
Nador está localizado em: Marrocos
Nador
Localização de Nador em Marrocos
35° 10' N 2° 56' O
Região Oriental (Marrocos)
Província Nador
Administração
 - Prefeito Yahya Tarik (2011, USFP)
Altitude 60 m (197 pés)
Altitude mínima 0 m (0 pés)
População (2004)[1] [2]
 - Total 124 915
 - Estimativa (2010) 152 341
Gentílico: nadorianos/as; nadori/nadoriya; fr: nadorien/nne
Código postal 62000
Sítio www.nador.fr

Nador (em árabe: الناظور; em tifinagh: ⴰⵏⴰⴹⵓⵔ; Ennaḍur) é uma cidade portuária do nordeste de Marrocos, capital da província homónima, que faz parte da região Oriental. Em 2004 tinha 124 915 habitantes[1] e estimava-se que em 2010 tivesse 152 341.[2]

A cidade encontra-se na costa do Mar Mediterrâneo, a sul do Cabo das Três Forcas e a 15 km da cidade autónoma espanhola de Melilla, junto à lagoa de Nador (em espanhol: Mar Chica, "mar pequeno"), também designada localmente Sebkha Bou Areg, Bḥar Ameẓẓyan ou Sebkha Rbhar Amzian, na orla da cordilheira do Rif. Integra a chamada área metropolitana do Nordeste, constituído por Nador e pelos seus arredores, que conta com mais de um milhão de habitantes.

Apresentação[editar | editar código-fonte]

A zona urbana de Nador está rodeada pelos territórios da tribo rifenha de Kebdana (Ichabdanane), da confederação berbere zenetas, a leste (a região próxima da fronteira da Argélia), e dos Ayt Said a oeste (em direção a Al Hoceima). A economia local é baseada principalmente na pesca e ao comérico de todo o tipo, a que os rifianos chamam "trabando" (combustíveis, alimentos, etc.) com o enclave espanhol de Melilla e com a Argélia. O trânsito de marroquinos emigrados no estrangeiro pelo porto de Beni Ansar também anima a economia local. A língua mais usada pela maioria dos habitantes é o amazigh tarifit,[3] também chamado rifiya ou zenatiya, seguindo-se o espanhol, apesar do francês ser mais falado na generalidade do Rif oriental.

A etnia da maioria dos habitantes de Nador é rifenha de Ikerayane (de que a cidade é capital), mas também os há das etnias Ayt Said, Ayt Oulichk, Izenayane (ou Gzennaya), Ichabdanane (Kebdana), Ayt-Snassen, Ayt Boyh (Ayt boyahyé), Ayt Stoute, Temsamane e Ayt Tuzin (Aït Touzine), estes últimos com fama de ser uma das tribos mais guerreiras do Rif.

História[editar | editar código-fonte]

Nador fez parte das civilizações da Antiguidade dos berberes (tamazight), fenícios, cartagineses e romanos.[3] Há duas hipóteses quanto à origem do nome da cidade: um diminutivo de Aït Nador, um dos douars (aldeias) situados próximos da lagoa; ou derivado do termo árabe "nadar", que significa "a vista" (Nador seria um ponto de observação estratégico). Nador pode ainda significar "farol".

Em 858 a cidade foi pilhada pelo viking Hasting. No século XVIII Nador foi o local escolhido pelo sultão Mohammed ben Abdallah para concentrar as tropas que cercaram Melilla.[4] Mohammed Ibn Abderrahmane residiu durante muito tempo no casbá da cidade vizinha de Selouane, na qualidade de representanto do sultão seu pai. Os sultões Moulay Ismail(r. 1672-1727), Moulay Slimane (r. 1792-1822) e Hassan I (r. 1873-1894) dotaram a região de várias fortificações.

Os nadoris participaram ativamente na Guerra do Rif da década de 1920, sob a liderança de Abdelkrim El Khattabi, nomeadamente na Batalha de Annual, travada no verão de 1921 contra as tropas espanholas.[3]

Economia e infraestruturas[editar | editar código-fonte]

Nador é o centro de uma rica região agrícola, que nos últimos anos tem conhecido um desenvolvimento notável. A nível de infraestruturas, a cidade é servida pelo Aeroporto Internacional de Nador Al-Aroui (IATA: NDR, ICAO: GMMW), situado em Al Aroui, o sétimo mais importante de Marrocos, pelo porto porto de passageiros, comercial e industrial de Beni Ansar, situado 12 km a norte de Nador e pela importante estrada costeira do norte de Marrocos.

Nador é a segunda cidade de Marrocos com mais depósitos de capitais. Na região estão localizadas diversas zonas industriais, das quais se destaca o polo industrial Beni Ansar e Nador e uma fábrica de cimento do grupo suíço Holcim. A região é o principal polo metalúrgico e um dos principais centros mineiros, nomeadamente a cidade vizinha de Selouane, onde se encontra o maior complexo siderúrgico de Marrocos.[4]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Recensement général de la population et de l'habitat 2004 (em francês). www.hcp.ma. Royaume du Maroc - Haut-Comissariat au Plan. Página visitada em 3 de janeiro de 2012.
  2. a b Maroc: Les villes les plus grandes avec des statistiques de la population (em francês). gazetteer.de. World Gazeteer. Página visitada em 3 de janeiro de 2012.
  3. a b c Nador (em francês). www.topbladi.com. Página visitada em 14 de março de 2012.
  4. a b La ville de Nador. www.nador.fr. Página visitada em 14 de março de 2012.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nador
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Marrocos, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.