Perífrase

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Em termos gerais, perífrase designa qualquer sintagma ou expressão idiomática mais desenvolvida (e mais ou menos óbvia ou direta) que substitui outra. Pode-se entender que Perífrase consiste, portanto em especificar determinadas características, mais ou menos objetivas, do objeto que se quer nomear indiretamente. O termo é mais utilizado para identificar uma Figura de linguagem ou figura de estilo retórico que também substitui uma expressão curta e direta por outra mais extensa e carregada de maior ou menor simbolismo, estando, neste caso, intimamente relacionada com a antonomásia.

Seu uso pode justificar-se por diversas razões, como a não repetição da mesma palavra ou em frases próximas ou na mesma frase; para engrandecer o assunto tratado (neste caso, ligada à hipérbole) ou, pelo contrário, para lhe não darmos demasiado importância ("uma pessoa menos favorecida pela beleza" por "pessoa feia" - e, neste caso, ligada a eufemismo).

Exemplos[editar | editar código-fonte]

A última flor do Lácio, termo empregado por Olavo Bilac utiliza este recurso estilístico para referir-se à Língua portuguesa.

"O cavaleiro da esperança faleceu em 1990" (O cavaleiro da esperança refere-se a Luís Carlos Prestes).

"O país do futebol acredita em seus filhos." (a expressão país do futebol expressa o termo Brasil)

"A dama do teatro brasileiro foi indicada ao Oscar." (a dama do teatro brasileiro expressa o termo Fernanda Montenegro)

"O autor de Quincas Borba é conhecido como o Bruxo do Cosme Velho." (o autor de Quincas Borba representa Machado de Assis)

"Portadores do mal-de-lázaro são brutalmente discriminados por quase todo mundo." (o mal-de-lázaro representa Lepra)