Super Mario 64 DS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Super Mario 64 DS
Desenvolvedora Nintendo EAD Comprehensive Group
Publicadora(s) Nintendo
Diretor Shinichi Ikematsu
Produtor Shigeru Miyamoto
Compositor(es) Koji Kondo
Kenta Nagata
Plataforma(s) Nintendo DS
Série Super Mario
Data(s) de lançamento
  • AN 21 de novembro de 2004
  • JP 2 de dezembro de 2004
  • EU 11 de março de 2005
  • AU 24 de fevereiro de 2005
Gênero(s) Plataforma
Modos de jogo Um jogador, Multijogador
Classificação Permitido para todas as idades i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 6 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 8 anos i OFLCA (Austrália)
Inadequado para menores de 3 anos i PEGI (Europa)
Mídia Nintendo DS Game Card

Super Mario 64 DS (スーパーマリオ64DS, Sūpā Mario Rokujūyon Dī Esu?) é um jogo da Nintendo para seu console portátil, o DS. É um remake do jogo Super Mario 64 que revolucionou o seu gênero quando foi lançado para a plataforma Nintendo 64.

Flashback e surpresa[editar | editar código-fonte]

Logo no início muitas mudanças são perceptíveis. Mario não chega sozinho para comer o bolo no castelo da princesa Peach: ele está acompanhado de Luigi e Wario. E o jogador não começa controlando nenhum deles, mas Yoshi, que está dormindo sobre o castelo. Desta vez, a porta de entrada está trancada, e o jogador precisa encontrar uma chave e neste momento o jogo oferece um breve tutorial da função de mapa que é exibido na tela inferior do DS.

Mas as diferenças vão mais longe. O game ganhou algumas fases pequenas e inéditas, 30 estrelas novas e algumas mudanças em sua estrutura. Cada um dos personagens conta com habilidades diferentes, exigindo o uso dos quatro para conseguir todas as estrelas. Mesmo quem conhecia o original de cabeça vai ter alguns momentos com surpresas.

64 X DS[editar | editar código-fonte]

Super Mario 64 DS oferece três opções diferentes de controle, em contraste com o analógico do 64, mas elas compartilham muito em comum. Primeiro, a função de correr foi mapeada para um dos botões, imitando um controle mais tradicional dos jogos 2D de Mario. Usar o direcional para esquerda e direita faz o personagem andar para o lado, mas com uma rotação mais pronunciada. Finalmente, a tela sensível ao toque do aparelho pode ser usada como um direcional analógico virtual, que é melhor aproveitada usando o "thumb wrist" (aquela luvinha de dedo) que acompanha o portátil, ou a caneta (também chamada de "stylus") acoplada ao game.

A mistura dessas mudanças acaba atrapalhando os jogadores no começo, mas com um pouco de treino acaba recuperando quase toda a jogabilidade do original.

Visualmente, o game traz gráficos melhores em alguns aspectos e piores em outros, os personagens e objetos são mais bem desenhados(mais polígonos), mas em alguns pisos e paredes pode-se notar uns quadriculados na textura(compressão) diferente do Super Mario 64, apesar de ser difícil perceber isso sem uma comparação direta. Ajuda, é claro, o fato da tela do Nintendo DS ser bem menor do que a de uma TV convencional. Apesar de não se equiparar aos visuais dos jogos 3D atuais para consoles, "Super Mario 64 DS" tem uma estética sólida e funcional. A configuração do castelo está diferente. A parte exterior recebeu mais coisas, e o interior ficou mais bonito, além de algumas criaturas terem sido mudadas.

Outra coisa notada é os coelhos que podem ser encontrados em vários locais do castelo, além do Basement. Existem 8 estrelas em cada mundo 7 padrões, e mais 1, como sempre 100 moedas.

Elenco de vozes[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublador
Yoshi Kazumi Totaka
Mario Charles Martinet
Peach Leslie Swan
Luigi Charles Martinet
Wario Charles Martinet
Toad Jen Taylor

Minijogos[editar | editar código-fonte]

Escondidos pelo castelo estão diversos coelhos que guardam chaves para um gaveteiro de minigames. Cada um desses muitos passatempos usa a tela sensível do DS de uma maneira diferente. Além disso, "Super Mario 64 DS" oferece uma modalidade multiplayer para quatro pessoas, colocando jogadores à caça de estrelas. A opção só exige um cartão do game e é vagamente divertida, mas um dos aspectos mais fáceis de ignorar do pacote.

"Super Mario 64 DS" é mais do que um remake, mas provavelmente menos do que os fãs poderiam desejar de um novo jogo do herói bigodudo. Quem nunca jogou o original e não tem medo de aprender esse novo método de controle não deve deixar esse clássico passar em branco. Mas apesar das dificuldades, ele é um dos jogos obrigatórios para quem quer uma introdução e apresentação ao DS.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]