Vítor Constâncio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vítor Constâncio
Ministro(a) de Portugal Portugal
Mandato II Governo Constitucional de Portugal
  • Ministro das Finanças e do Plano
Vida
Nascimento 12 de Outubro de 1943 (71 anos)
Lisboa
Dados pessoais
Profissão Economista

Vítor Manuel Ribeiro Constâncio GC CGC IH (Lisboa, 12 de Outubro de 1943) é um economista e político português.

Licenciado em Economia, pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras, foi secretário-geral do Partido Socialista, de 1986 a 1989, e candidato derrotado a primeiro-ministro, em 1987. Foi secretário de Estado do Planeamento, nos I e II Governos Provisórios, entre 1974 e 1975; do Orçamento e do Plano, no VI Governo Provisório, em 1976. Em 1976 foi eleito deputado à Assembleia da República, sendo nomeado presidente da Comissão Parlamentar para a Integração Europeia, em 1977 e 1979. Em 1978 foi ministro das Finanças e do Plano, no II Governo Constitucional.

Constâncio é professor catedrático convidado do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa, desde 1989, apesar de nunca ter concluído o doutoramento.[1]

Governador do Banco de Portugal entre 1985 e 1986 e, novamente, de 2000 a 2010, foi director de Estatística e Estudos Económicos, em 1975, e vice-governador, de 1981 a 1984. No sector privado foi, entre 1995 e 2000, vogal do Conselho de Administração do BPI e da EDP.

Em 2010, ano em que foi acusado pela oposição de errar nas previsões macroeconómicas e de falhar na regulação bancária, por alegadamente ter actuado tardiamente no casos BPN e BPP, que custaram aos contribuintes portugueses um montante superior a 9.500 milhões de euros,[2] [3] [4] viu todavia reconhecidos os seus méritos na União Europeia, sendo nomeado vice-presidente do Banco Central Europeu, num mandato que durará oito anos e onde é responsável pela supervisão bancária.

Referências

  1. Instituto Superior de Economia e Gestão aquila2.iseg.utl.pt. Visitado em 07 de Agosto de 2009.
  2. Diário Económico (31-12-2010). 2010 ou o que mais nos irá acontecer.
  3. cdspp (07-01-2011). BPN: Governo sem Estratégia.
  4. Jornal Negócios (26-09-2003). [http://www.jornaldenegocios.pt/archivos/2011_01/noticiabpnjornal.pdf Deloitte castiga BPN na auditoria às contas de 2002].


Precedido por
Almeida Santos
Secretário-Geral do PS
1986 - 1989
Sucedido por
Jorge Sampaio