Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Among Us

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Among Us
Desenvolvedora(s) InnerSloth
Publicadora(s) InnerSloth
Designer(s) Marcus Bromander[a][2]
Programador(es) Forest Willard[b][2]
Artista(s) Marcus Bromander[a]
Amy Liu[2]
Compositor(es) Forest Willard[b]
Motor Unity
Plataforma(s)
Android
iOS
Microsoft Windows
Nintendo Switch
Xbox One
Xbox Series X/S
PlayStation 4
PlayStation 5
Lançamento Android, iOS
15 de junho de 2018[4]
Windows[2]
16 de novembro de 2018
Nintendo Switch
15 de dezembro de 2020
Xbox One, Xbox Series X/S, PlayStation 4 e PlayStation 5
2021
Género(s) Jogo em grupo
Sobrevivência
Modos de jogo Multijogador

Among Us[c] é um jogo eletrônico online, dos gêneros jogo em grupo e sobrevivência, desenvolvido e publicado pelo estúdio de jogos estadunidense InnerSloth. Foi lançado em 15 de junho de 2018 para Android e iOS e em 17 de agosto de 2018 para Microsoft Windows. O jogo também foi lançado para Nintendo Switch no dia 15 de dezembro de 2020, e está programado para ser lançado para Xbox One, Xbox Series X/S, PlayStation 4 e PlayStation 5 em 2021.

O jogo se passa em um cenário de tema espacial, onde cada jogador desempenha um de dois papéis, sendo a maioria tripulantes e um número predeterminado sendo impostores.[d] O objetivo dos tripulantes é identificar os impostores e/ou completar as tarefas ao redor do mapa, enquanto o objetivo dos impostores é eliminar os tripulantes. Os jogadores suspeitos são eliminados através de uma votação, que é iniciada quando uma reunião de emergência é chamada ou quando um cadáver é reportado. Os tripulantes vencem caso todos os Impostores sejam eliminados ou se todas as tarefas forem completadas. Já os impostores vencem caso estejam em número igualitário ao dos tripulantes, ou caso uma sabotagem crítica não seja resolvida.

Embora inicialmente lançado com pouca atenção popular, ele recebeu uma grande taxa de popularidade em 2020 devido a muitos streamers da Twitch e YouTubers jogarem-no. Em resposta à popularidade do jogo, uma sequência, Among Us 2, chegou a ser anunciada em agosto de 2020. Todavia, foi posteriormente cancelada em 23 de setembro de 2020, quando a equipe mudou o foco para o jogo original. Em geral, Among Us foi bem recebido por sites de jogos eletrônicos. O preço baixo e a diversão foram elogiados, mas a jogabilidade como tripulante recebeu críticas. A versão para dispositivos móveis, apesar de gratuita, recebeu críticas em relação à estabilidade e propagandas.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O respectivo impostor (branco) mata o tripulante (azul), com outro jogador (rosa) tendo testemunhado a morte. Qualquer um dos dois jogadores vivos pode reportar o cadáver.

Among Us é um jogo multijogador de quatro a dez jogadores. Um a três desses jogadores são aleatoriamente escolhidos para serem impostores, enquanto os outros são tripulantes. O jogo pode ocorrer em um dos três mapas: The Skeld, que se passa em uma nave, Mira HQ, que se passa em um edifício-sede, Polus, que se passa em uma base planetária,[1][12] ou The Airship, que se passa em uma aeronave da série Henry Stickmin.[13][14]

Os tripulantes recebem tarefas para completar no mapa na forma de minigames, consistindo em trabalho de manutenção em sistemas vitais, como religação elétrica e abastecimento de motores. Os impostores recebem uma lista falsa de tarefas para se misturar aos companheiros de tripulação e têm a capacidade de sabotar os sistemas do mapa, atravessar aberturas, identificar quaisquer outros impostores e matar os companheiros de tripulação. Se um jogador morre, ele se torna um fantasma; fantasmas têm a capacidade de atravessar paredes, mas só podem interagir com o mundo de maneiras limitadas e são invisíveis para todos, exceto para outros fantasmas.[15][16] Todos os jogadores, exceto fantasmas,[17] têm um cone de visão limitado, que permite aos jogadores se esconderem da visão de outros jogadores, apesar da perspectiva de cima para baixo do jogo.[18]

Os tripulantes vencem completando todas as tarefas antes de serem mortos ou encontrando e eliminando todos os impostores. Para que os impostores ganhem, eles devem matar um número suficiente de membros da tripulação de forma que o número de impostor(es) seja igual ao número de companheiros da tripulação ou ter uma contagem regressiva de sabotagem esgotada; o objetivo dos fantasmas é ajudar seus companheiros vivos, completando tarefas, caso seja um tripulante morto, ou realizando sabotagens, caso seja um impostor morto. Quando um impostor executa uma sabotagem, há uma consequência imediata (como todas as luzes sendo desligadas) ou uma contagem regressiva começa, e a sabotagem deve ser resolvida antes de terminar, ou então todos os membros da tripulação morrerão. As sabotagens podem ser resolvidas pelos jogadores de várias maneiras, dependendo de qual sabotagem for feita.[15][16][12] A partida também pode acabar caso os jogadores saiam da partida e caso fazer isso, pode determinar condições de vitória para ambos os grupos.[19][20]

Se um jogador encontrar um cadáver, ele pode denunciá-lo (ação esta, conhecida no jogo como "reportar"), o que levará a uma reunião do grupo onde o jogo é interrompido e os jogadores discutem quem eles acreditam que um impostor é, baseado nas evidências em torno da morte.[15][16] Para ajudar a determinar a identidade dos Impostores, existem vários sistemas de rastreamento em cada mapa, como um sistema de câmeras de segurança no The Skeld,[21] um registro de portas em Mira HQ,[22] e um indicador de sinais vitais no Polus.[12] Se a maioria simples for alcançada, a pessoa escolhida é ejetada do mapa e vira um fantasma, sendo imediatamente desclassificada do jogo.[15][16] Os jogadores também podem convocar uma "reunião de emergência" pressionando um botão no mapa a qualquer momento.[23][24][16] O jogo é jogado em um chat via texto,[15] em que os jogadores só podem se comunicar durante as reuniões e apenas se estiverem vivos, embora os fantasmas possam falar uns com os outros.[16][18][12] Embora o jogo não tenha um sistema de bate-papo de voz embutido, é comum que os jogadores usem programas externos como o Discord durante o jogo.[25][26][27] Várias opções de personalização para aspectos do jogo, como alcance de visão e reuniões de emergência, estão disponíveis no lobby de cada jogo.[28][18] Existem também muitas opções de cosméticos, incluindo cores de trajes espaciais, skins, chapéus e animais de estimação,[29][30] alguns dos quais são DLCs pagos.[18][3][8][e]

Desenvolvimento e lançamento[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento inicial[editar | editar código-fonte]

Among Us foi inspirado no jogo em grupo da vida real Mafia,[3][31] e no filme de ficção científica The Thing,[32] cuja ideia para o conceito foi dada por Marcus Bromander, já que ele jogava Mafia desde a sua infância. No jogo original, as cartas de função eram distribuídas e os jogadores vagavam pela casa, sem rumo, enquanto outra pessoa secretamente matava os jogadores, passando um dedo em volta de seu pescoço. A maior parte de suas mecânicas ainda estavam presentes em Among Us, mas a equipe queria "aliviar a necessidade de criar um modelo de casa interessante e ter alguém vagando em um ambiente chato". Então, eles decidiram que o jogo teria uma temática espacial e também adicionaram tarefas, que, de acordo com Forest Willard, programador da Innersloth, "mudaram várias vezes durante o desenvolvimento".[32][33]

O desenvolvimento começou em novembro de 2017.[33] Foi inicialmente planejado para ser um jogo apenas para dispositivos móveis, com multijogador local e um único mapa.[2][3] Bromander pausou o desenvolvimento de outro jogo da Innersloth, The Henry Stickmin Collection, para desenvolver o primeiro mapa de Among Us, intitulado "The Skeld".[34] Os desenvolvedores originalmente queriam que a nave estivesse em crise o tempo inteiro e que os Impostores pudessem fazer tarefas para se misturarem com o resto dos tripulantes, no entanto, eles consideraram que isso seria muito estressante para os jogadores e que iria drasticamente afetar as discussões.[33] No design dos mapas, Bromander e a artista Amy Liu usaram imagens do Google para determinar quais detalhes as salas deveriam ter.[34] O time testou o jogo com 8 de seus amigos, mas nunca chegaram a testar com 9 ou 10 jogadores. Willard descreveu o teste de jogo como doloroso e frustrante, pois o jogo quebrava durante as sessões, forçando-o a enviar aos testadores de jogo novas compilações do Google Play.[34] O jogo foi feito usando o motor Unity.[35]

Em junho de 2018, o jogo foi lançado para Android e iOS; pouco tempo depois, Among Us tinha uma contagem média de 30 a 50 jogadores simultaneamente.[28] O programador Forest Willard considerou que o lançamento "não foi muito bom", o que o designer Marcus Bromander acreditava ser porque o estúdio InnerSloth "[é] muito ruim em marketing".[2] A equipe pretendia "[desistir] várias vezes", mas continuou a trabalhar nele devido a uma "base de jogadores pequena, mas vocal",[36] primeiro adicionando multijogador online, novas tarefas, opções de personalização,[36] e mais tarde naquele ano, um lançamento na Steam.[2] Originalmente, o jogo não tinha efeitos sonoros para evitar que informações sobre os jogadores fossem reveladas em um ambiente local, e Willard misturou sons de vários pacotes de sons durante o lançamento do jogo na Steam.[f][34] Suporte multi-plataforma ficou disponível no lançamento da versão para PC.[37][38]

Em 8 de agosto de 2019, a InnerSloth lançou um novo mapa, Mira HQ,[39][40] cujo desenvolvimento foi anunciado após a incrementação de filtros de mapa na primeira atualização de 2019.[41] Um terceiro mapa, Polus, foi adicionado em 12 de novembro de 2019.[39][42] Ambos os mapas exigiam inicialmente um pagamento adicional de quatro dólares, mas seus preços foram reduzidos para dois dólares em 6 de janeiro de 2020 e, posteriormente, ficaram de graça em 11 de junho de 2020;[43] embora os mapas ainda estejam disponíveis para compra em todas as plataformas, eles não fornecem mais acesso aos mapas; em vez disso, apenas fornecem ao jogador as skins que vinham juntas com os mapas.[44] Um quarto mapa, intitulado "The Airship", foi lançado no dia 31 de março de 2021 e é baseado em um local da série Henry Stickmin.[13][14]

De acordo com Willard, a equipe manteve o jogo "por muito mais tempo do que provavelmente deveríamos ter do ponto de vista puramente comercial", colocando atualizações regulares do jogo uma vez por semana. Isso levou a um aumento constante de jogadores, criando um efeito bola de neve em relação à base de jogadores. Bromander afirmou que sua capacidade de fazer isso se deve ao fato de eles terem economias suficientes, o que lhes permite continuar trabalhando no jogo mesmo quando ele não está vendendo muito bem.[2]

Popularidade[editar | editar código-fonte]

Explosão inicial em popularidade[editar | editar código-fonte]

YouTubers e streamers como PewDiePie, o maior canal independente do YouTube,[45] jogam Among Us.

Em 2020, uma onda de popularidade feita por criadores de conteúdo online teve início na Coreia do Sul e no Brasil e acabou chegando ao mundo de língua inglesa. Bromander afirmou que México, Brasil e Coreia do Sul são locais ainda mais populares para o jogo do que os Estados Unidos.[2][3] De acordo com Willard, Chance "Sodapoppin" Morris, streamer da Twitch, tornou o jogo popular no site em julho de 2020.[2] A pandemia de COVID-19 foi frequentemente citada como um motivo da popularidade de Among Us, já que promoveu socialização apesar das medidas de distanciamento social.[2][16][46][47][48] Emma Kent, da Eurogamer, acredita que o lançamento de The Henry Stickmin Collection, da InnerSloth, também contribuiu para a popularidade de Among Us,[49] e Wes Fenlon, da PC Gamer, disse que o streamer SR_Kaif "preparou [o jogo] para seu grande momento".[31]

Depois disso, muitos outros streamers da Twitch e YouTubers começaram a jogar Among Us, como CallMeCarson, xQc, Pokimane, Shroud, Ninja, e PewDiePie.[31][49][50][51] A partir de então, a contagem de jogadores consecutivos subiu rapidamente, chegando a 1,5 milhão[52][1] e, em setembro de 2020, recebeu mais 100 milhões de downloads.[31] Em referência à popularidade do jogo entre streamers, Evelyn Lau, da The National, declarou que "Observar as reações das pessoas tentando adivinhar quem é o impostor (e às vezes errando muito) ou mentindo terrivelmente sobre não ser o impostor é tudo muito divertido."[16] De acordo com a revista Wired, Among Us, junto com Fall Guys e Jackbox Party Packs, foi considerado como um dos jogos que forneceram uma experiência de narrativa livre para evitar o "trauma cultural" da pandemia.[53]

Popularidade seguinte[editar | editar código-fonte]

A popularidade do jogo continuou nos meses seguintes. O YouTube relatou que vídeos sobre o jogo foram vistos 4 bilhões de vezes em setembro de 2020,[54] e os vídeos do TikTok relacionados á Among Us tiveram mais de 13 bilhões de visualizações em outubro de 2020.[55][56] O súbito aumento de jogadores do jogo sobrecarregou seu servidor, que, segundo Willard, era "na época ... um servidor Amazon totalmente gratuito, e era terrível", o que o obrigou a trabalhar sob tempo de crise para corrigir os erros.[36]

Durante esse tempo, a InnerSloth também abriu uma loja de produtos temáticos de Among Us.[28] A popularidade também inspirou diversas fanarts e memes,[36][23] levando também à criação de personas do jogo, denominadas "crewsonas" (uma junção de crewmate e persona).[57] Willard disse que o conteúdo criado por fans "realmente é a melhor parte" de fazer Among Us, com Bromander chamando-o de "minha coisa favorita de ver".[36] O jogo também popularizou a gíria "sus", que significa "suspeito(a)".[56][58][59][60]

Among Us foi jogado de forma controversa pelo time de esports do exército estadunidense, em que os jogadores na transmissão usaram nomes dentro do jogo fazendo referência à "palavra N" e o bombardeamento de Nagasaki, considerado "ofensivo" e "intolerável" por alguns telespectadores.[61] Duas congressistas dos Estados Unidos, Alexandria Ocasio-Cortez e Ilhan Omar, transmitiram o jogo em outubro de 2020 ao lado de vários outros streamers proeminentes, como Pokimane e Hasan Piker, como uma forma de incentivar as pessoas a votarem, o que atraiu quase setecentos mil espectadores simultâneos na Twitch.[62][63][64][65]

No Brasil, o futebolista Neymar e o youtuber Alanzoka também fizeram transmissões ao vivo de Among Us, atingindo mais de cem mil telespectadores.[66] Também no país, em uma prova realizada pela FUVEST em 10 de janeiro de 2021, um meme de Among Us apareceu na questão 81. Nesta questão de química, o participante deveria encontrar o "elemento impostor" conforme suas características.[67][68][69]

Sequência cancelada e atualizações recentes[editar | editar código-fonte]

Seguindo a popularidade do jogo, a equipe havia mudado o foco para uma sequência, Among Us 2,[10][9][8][7] dizendo que a base de código de Among Us estava "desatualizada e não construída para suportar a adição de tantos novos conteúdos."[70] Durante este tempo, Willard e Amy Liu continuaram a atualizá-lo, aumentando a base de jogadores máxima, adicionando quatro servidores, três regiões,[71] e códigos de jogo maiores para permitir que mais jogos simultâneos fossem suportados.[72] No entanto, em setembro de 2020, a equipe cancelou a sequência, optando por dar suporte ao jogo original e adicionar todo o conteúdo pretendido para a sequência, devido ao aumento do sucesso do jogo original, o qual alcançou a marca de 85 milhões de downloads no mundo.[73]

Em uma postagem no site da desenvolvedora em relação ao futuro do jogo, a equipe afirmou que "esta é provavelmente a escolha mais difícil, porque significa ir fundo no código central do jogo e retrabalhar várias partes dele".[74][70] A ideia é retrabalhar o código principal do jogo para permitir o novo conteúdo. Neste ínterim, foram anunciados planos para corrigir os problemas do servidor do jogo; além disso, adicionar suporte a daltonismo, sistema de amigos e um novo mapa baseado na série Henry Stickmin, do qual Bromander é o criador.[75][70]

A equipe anunciou seus planos para consertar diversos erros de servidor do jogo e para banir hackers e jogadores tóxicos.[76][77][78][79] Na versão beta do Among Us na Steam, foram adicionados símbolos na tarefa de arrumar a fiação como um suporte para daltônicos.[80][81] Outros planos também incluem melhoras na jogabilidade para fantasmas,[82] e a adição de mais opções customizáveis.[83] Logo depois foi anunciado uma remasterização total no estilo de arte do jogo, partidas com suporte a até 15 jogadores, seis novas cores, e uma nova tela de reunião.[14][84][85]

No The Game Awards 2020, um novo mapa, intitulado "The Airship", foi revelado, e foi lançado no dia 31 de março de 2021.[13][14] Ele é ambientado na aeronave do Toppat Clan da série Henry Stickmin, contendo novas salas e novas tarefas.[86][87] A Innersloth também anunciou que o mapa seria gratuito para todos os jogadores.[88] Também foi lançado junto com um pacote de cosméticos que pode ser comprado na Steam.[14] Também foi incrementado, junto com o mapa, o sistema de contas, que permite que os jogadores reportem hackers e jogadores tóxicos para que o jogo seja um local mais seguro.[89][90]

Em 5 de março de 2021, foi adicionado o chat rápido (quickchat). A nova função permite que os jogadores se comuniquem de forma rápida, através de uma roda de diálogo, que traz opções de conversa constantemente usadas, como declarações e acusações a outros membros da equipe. Inicialmente, com a adição da nova ferramenta, os jogadores menores de 18 anos passaram a ser limitados a usar apenas o chat rápido para comunicação, diferentemente dos jogadores maiores de 18 anos, que podem usar tanto o chat rápido como o chat livre. Todavia, os desenvolvedores anunciaram que pretendem reduzir a restrição para maiores de 13 anos.[91][92]

Lançamento para consoles[editar | editar código-fonte]

Durante a popularidade do jogo, a equipe planejou lançar o jogo para consoles como PlayStation 4 e Xbox One, mas encontrou um problema na implementação da comunicação do jogador, pois o chat padrão baseado em texto ou voz parecia inutilizável. Eles consideraram um sistema semelhante ao sistema de comunicação rápida de Rocket League, bem como a possibilidade de desenvolver um sistema de comunicação totalmente novo para o jogo.[25][26]

Apesar dessas complicações, o jogo foi lançado para Nintendo Switch em 15 de dezembro de 2020, sendo anunciado na conferência da Indie World da Nintendo Direct no mesmo dia.[93][94] Essa versão foi publicada pela PlayEveryWare.[95] O porte também teve um erro que permitia que os jogadores pudessem acessar uma versão não finalizada do mapa "The Airship".[96] No entanto, dois dias depois após o lançamento, o erro foi resolvido.[97][98] Atualmente, os conteúdos adicionais do jogo estão indisponíveis para serem comprados na versão do Switch, onde a Innersloth falou que iria adicioná-los em algum momento no futuro.[99]

No dia 10 de dezembro de 2020, o Xbox Wire anunciou que o Among Us estaria disponível para Xbox Game Pass de PC.[100] O jogo será lançado para Xbox One e Xbox Series X/S em 2021.[100][101] Durante o Xbox Indie Showcase, foi anunciado que a versão para Xbox irá incluir o novo mapa "The Airship".[102] A Innersloth falou que, como eles estão planejar o jogo para outros consoles, eles teriam que passar por vários processos de aprovação.[95] Logo depois, foi anunciado no mês de abril que o jogo seria lançado para PlayStation 4 e PlayStation 5 ainda em 2021, que terá suporte á plataforma cruzada com as outras versões. A versão também incluirá uma skin exclusiva da franquia Rachet & Clank. A nova versão também será publicada pela PlayEveryWare.[103]

Hacks de Outubro de 2020/Janeiro de 2021[editar | editar código-fonte]

No meio de outubro de 2020, um hacker conhecido como "Eris Loris" começou a afetar principalmente servidores norte americanos. Diversos jogadores reportaram no Twitter que o hacker invadia suas partidas e cometia spam nas partidas promovendo o seu canal do YouTube, seu servidor do Discord, e mensagens políticas controversas,[104] ameaçando hackear o dispositivo dos jogadores caso eles recusassem a oferta.[105] Foi revelado que o servidor do Discord contém grande quantidade de conteúdo NSFW, como linguagem racista, pornografia, e imagens contendo abusos de animais.[105]

Uma reportagem da Eurogamer mostrou uma entrevista com o suposto hacker, contatado através de alguns dos links do servidor do Discord fornecido em uma das partidas. Foi revelado que Loris conseguiu desenvolver o bot responsável pelos ataques em apenas seis horas, e que contou com 50 voluntários para formar uma botnet para assim propagar os ataques para outras partidas. Ele também abordou que os ataques também serviam como uma campanha publicitária para incentivar os jogadores á votarem para Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2020, pelo fato do mesmo apoiar Trump.[105] No total, os ataques afetaram 5 milhões de jogadores e 1,5 milhões de partidas no mundo todo.[105][106]

A Innersloth estatou no Twitter que eles estavam "super cientes" do problema e estavam planejando uma atualização emergencial para conterem os hacks, além de encorajarem todos os jogadores a jogarem somente em partidas privadas.[105][106][107] O erro foi resolvido, no entanto, em janeiro de 2021, diversos jogadores reportaram o possível retorno de Eris Loris, que está promovendo hacks e cheats para o jogo.[108]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
4Players 68/100[109]
Game Informer 8/10[110]
IGN 9/10[111]
Jeuxvideo 14/20[112]
Nintendo Life 8/10[113]
TechTudo 7.8/10 (mobile)[114]
TheGamer 4 de 5 estrelas.[18]
Bonus Stage 8/10[115]
Pontuação global
Publicação Nota média
Metacritic PC: 85/100[116]
Switch: 79/100[117]

Among Us, em geral, foi bem recebido. No site agregador de pontuação global Metacritic, a versão para PC recebeu uma nota de 85 do 100, baseada em 9 análises críticas, enquanto a versão para Nintendo Switch recebeu uma nota de 79 do 100, baseada em 8 análises críticas, com ambas indicando "análises geralmente favoráveis".[116][117] Foi considerado pelo Metacritic como um dos "Melhores Jogos de PC de 2018", estando em 17º lugar, e como o 38º Jogo Mais Discutido de 2020".[118][119] Desde dezembro de 2020, a IGN o considerou como um dos jogos mais analisados do ano.[120]

Andrew Penney, da TheGamer, elogiou o baixo custo do jogo dizendo que "Among Us custa 5$. Com um preço tão baixo, a insinuação é que você terá uma experiência curta ou nada assombrosa. No entanto, [...] o jogo é divertido, funciona perfeitamente, apresenta cosméticos malucos e tem toneladas de opções de personalização." Ele disse que o maior problema do jogo são os servidores, e também acha que ter apenas três mapas é um ponto negativo.[18] Elliot Osange, da Bonus Stage, disse que o jogo é uma "diversão boba", e adicionou que é mais divertido ser o impostor.[115] Craig Pearson, da Rock, Paper, Shotgun, compartilha de uma opinião parecida, declarando que jogar como impostor é "muito mais divertido" do que jogar como tripulante, que ele chamou de "cansativo".[15] Alice O'Conner, do mesmo website, descreveu-o como "Werewolf ou Mafia, no espaço, com minijogos".[121] Em sua resenha ao TechTudo, Felipe Vinha disse que, apesar de simples, "aprender o jogo não é exatamente uma tarefa fácil", mas acrescentou que "depois que se aprende, é possível se divertir sem limites, principalmente por se tratar de um game com bastante interação."[114]

Em sua resenha ao IGN, Leana Hafer disse que "[não tem] nenhuma suspeita de que este será o último jogo de sua raça a fazer barulho, já que estamos vendo sua influência até mesmo em mega-jogos como Fortnite " Como ponto negativo, ela apontou alguns problemas técnicos, como a dificuldade de encontrar salas que ainda não estejam lotadas ou que estejam longe de chegar lá. Ela também lamentou a falta de "mecanismo para punir jogadores que saem do jogo quando não conseguem jogar como impostores, ou são pegos mortos no meio de um assassinato".[111] L'avis de Tiraxa do Jeuxvideo.com foi mais crítica ao jogo, que lamentou a falta de um chat de voz incrementado no jogo, os bugs do servidor, que “[impedem] alguns de entrarem na festa, de forma totalmente inexplicável”, os servidores públicos com estranhos, por considerá-lo "menos divertido" do que servidores privados com amigos, e o grande progresso de desenvolvimento, considerando que o jogo ainda tem um "caminho a percorrer antes de atingir seu potencial máximo".[112]

A versão mobile do jogo, apesar de gratuita,[115] recebeu algumas críticas. Osange disse que "A versão para PC é bastante estável, mas a versão para Android é muito mais uma situação de dispositivo por dispositivo". Apesar disso, ele elogiou "o fato de que você pode ter alguém em um equipamento de PC enorme em todo o mundo jogando contra alguém com um Amazon Fire 2015 quebrado e eles estão tendo quase a mesma experiência é loucura, e eu adoro isso."[115] Vinha escreveu que "propagandas chatas" é um ponto negativo do jogo, mas "nada que atrapalhe a experiência".[114]

A versão para Nintendo Switch, apesar de ter recebido análises extremamente positivas,[117] também recebeu críticas. William Antonieli do website Insider considerou que os controles portáteis do console dá á "muitas tarefas uma resposta de satisfação ao jogo", mas que não funcionavam muito bem com os controles de gamepad do console.[122] Também afirmou que o sistema de comunicação é "frustrante", visto que usar o joystick para selecionar as letras é "lento", e disse que o fato do jogo ter suporte á plataforma cruzada coloca os jogadores de Switch "[em uma] desvantagem imediata".[122] PJ'O Reilly do Nintendo Life também abordou que outro ponto negativo do jogo foi a falta da maioria dos cosméticos e conteúdos adicionais que estão originalmente disponíveis nas outras versões, na qual ele considerou uma "vergonha".[113] Chris White do website God is a Geek diz que embora o porte tenha "problemas com a comunicação de voz, é tão bom quanto todas as outras plataformas em que aparece". Porém, em relação à falta de cosméticos, ele afirmou que “seria bom ter mais diversidade na aparência do seu personagem”.[123]

Among Us tem sido frequentemente comparado com Fall Guys, já que ambos se tornaram populares jogos party durante a pandemia de COVID-19,[2][27] e também pelo fato de ambos os desenvolvedores dos dois jogos terem se entendido no Twitter.[124][125] Também foram feitas comparações com os avatares de ambos os jogos, onde muitos acharam que pareciam balas de goma.[126][127] Também foram feitas comparações com The Thing,[23][128] Town of Salem,[31][128] Werewolves Within,[31] e Secret Hitler.[31]

Vendas[editar | editar código-fonte]

O Steam Spy calculou que, desde setembro de 2020, o jogo foi baixado por 10 milhões de pessoas na Steam.[129] Em outubro de 2020, o jogo, de acordo com o Associated Press, se tornou o mais baixado na App Store de IOS.[130] De acordo com o SuperData Research, o jogo atingiu 500 milhões de jogadores no mundo inteiro a partir de novembro de 2020, sendo que 97% compõem a versão gratuita para celulares, apesar de que 64% do crescimento em popularidade do jogo foi gerada pela versão para PC.[131] Among Us foi considerado como um dos jogos mais vendidos na Steam, sendo listado na categoria dos "Top 100 do Ano".[132] A versão para Nintendo Switch vendeu mais de 3.2 milhões de cópias desde o seu lançamento, tornando-se um dos jogos mais vendidos do Nintendo Switch.[133][134]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2020 Golden Joystick 2020 Prêmio Revelação Venceu [135]
The Game Awards 2020 Melhor Jogo Mobile Venceu [136]
Melhor Jogo Multijogador Venceu
Steam Awards 2020 Feito com Amor Indicado [137][138]
2021 Nickelodeon Kids' Choice Awards Video Game Favorito Venceu [139]

Notas

  1. a b Mais conhecido como "Puffballs United".[1]
  2. a b Mais conhecido como "ForteBass".[3]
  3. Estilizado como Among Us! na iOS App Store[5] e chamado de Space Mafia na URL do Google Play.[3][6] Ao discutir sua sequência, o jogo recebeu o retrônimo de Among Us 1 pelos desenvolvedores do jogo, bem como por vários veículos de notícias.[7][8][9][10]
  4. Apesar de que, na versão inglesa, é utilizada o termo Impostor, Imposter também é um termo correto.[11]
  5. Tanto a versão móvel gratuita de Among Us e a versão paga para PC têm DLC pago. Para a versão de PC, no entanto, parte do DLC da versão móvel está incluído no jogo de forma independente.[3]
  6. Por exemplo, o som de um Impostor matando um Tripulante poderia revelar a sua identidade.

Referências

  1. a b c Lugris, Mark (9 de setembro de 2020). «InnerSloth's Party Game Among Us Reaches 1.5 Million Simultaneous Players». TheGamer (em inglês). Consultado em 9 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  2. a b c d e f g h i j k l Grayson, Nathan (8 de setembro de 2020). «Among Us' Improbable Rise To The Top Of Twitch». Kotaku Australia (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  3. a b c d e f g Carless, Simon (10 de setembro de 2020). «Behind the dizzying ride to the top for Among Us». Gamasutra (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  4. «PC and Online Released! - Among Us by Innersloth». Itch.io (em inglês). 17 de agosto de 2018. Consultado em 11 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  5. «Among Us!». App Store (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  6. «Among Us - Apps on Google Play». Google Play (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  7. a b «Among Us 2 - Among Us by Innersloth». Itch.io (em inglês). 18 de agosto de 2020. Consultado em 9 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  8. a b c Brian, Renadette (19 de agosto de 2020). «Among Us 2 Announced Following First Game's Huge Surge In Popularity». Game Rant (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  9. a b Perrault, Patrick (18 de agosto de 2020). «Among Us 2 Announced». TechRaptor (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  10. a b Manson, Leonard (4 de setembro de 2020). «Among Us 2 confirmed for PC and mobile; first details». Somag News (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 4 de setembro de 2020 
  11. «Imposter vs. impostor». Grammarist. Consultado em 20 de março de 2021 
  12. a b c d Matthews, Emma (15 de setembro de 2020). «Deceive your friends with these sneaky Among Us tips». PC Gamer (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  13. a b c Chalk, Andy (31 de março de 2021). «The newest Among Us map, The Airship, is now live». PC Gamer. Consultado em 4 de abril de 2021 
  14. a b c d e Innersloth (31 de março de 2021). «LET'S GO AIRSHIP 🎉 New update out now! - Among Us by Innersloth». Itch.io. Consultado em 4 de abril de 2021 
  15. a b c d e f Pearson, Craig (27 de agosto de 2020). «Among Us has made a lying murderer out of me». Rock, Paper, Shotgun (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  16. a b c d e f g h Lau, Evelyn (8 de setembro de 2020). «'Among Us': what to know about the online survival game that's all about deceit». The National (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  17. Paez, Danny (16 de setembro de 2020). «3 'Among Us' ghost tips to help your team win from beyond the grave». Inverse (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  18. a b c d e f Penney, Andrew (16 de setembro de 2020). «Among Us Review: A Perfect Way To Ruin Your Friendships». TheGamer (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  19. Duckworth, Joshua (16 de outubro de 2020). «Among Us: 5 Quality of Life Improvements The Game Needs». Game Rant. Consultado em 24 de março de 2021 
  20. Mc, Chris (2 de outubro de 2020). «How to Find the Impostor in Among Us». Game Spew. Consultado em 24 de março de 2021 
  21. Marshall, Cass (21 de setembro de 2020). «Among Us fans are calling everything 'pretty sus,' and it keeps working». Polygon (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  22. Stella, Marloes (25 de setembro de 2020). «Among Us Guide: tips to winning as Crewmates». PCGamesN (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  23. a b c Marshall, Cass (11 de setembro de 2020). «Why Among Us' Emergency Meeting is the big social media mood». Polygon (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  24. Marshall, Cass (18 de setembro de 2020). «New Among Us players keep accidentally outing themselves as aliens». Polygon (em inglês). Consultado em 19 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  25. a b Winslow, Jeremy (18 de setembro de 2020). «Among Us PS4, Xbox One Port More Complicated Than You Think». GameSpot (em inglês). Consultado em 19 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  26. a b Paez, Danny (17 de setembro de 2020). «'Among Us' dev offers disappointing update on progress for Xbox, PS4 ports». Inverse (em inglês). Consultado em 19 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  27. a b Matthews, Emma (25 de agosto de 2020). «Why Among Us is the best game to watch on Twitch right now». PC Gamer (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  28. a b c Joseph, Funké (4 de setembro de 2020). «Why Among Us Became One of the Biggest Games on Twitch Two Years After Release». Paste (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  29. Hou, Philip (2 de setembro de 2020). «Among Us: There's More to Cosmetics Than You Think». CBR (em inglês). Consultado em 22 de setembro de 2020 
  30. Çakır, Gökhan (20 de setembro de 2020). «Fan makes adorable concept for League x Among Us crossover». Dot Esports (em inglês). Consultado em 22 de setembro de 2020 
  31. a b c d e f g Fenlon, Wes (24 de setembro de 2020). «How Among Us became so wildly popular». PC Gamer (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2020 
  32. a b Fischer, Tyler (9 de janeiro de 2021). «Original Among Us Was a Much Different and More Stressful Game». Comicbook. Consultado em 15 de março de 2021 
  33. a b c «Among Us dev recounts how the game took flight, including early game ideas». Nintendo. 12 de janeiro de 2021. Consultado em 15 de março de 2021 
  34. a b c d «#27 - Innersloth». Newgrounds. Consultado em 15 de março de 2021 
  35. «Among Us by Innersloth». Itch.io. Consultado em 20 de março de 2021 
  36. a b c d e Campbell, Amy (22 de setembro de 2020). «Among Us Devs Have Created a Gaming Phenomenon, Albeit Two Years After It Launched». Escapist Magazine (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2020 
  37. Power, Tom (16 de setembro de 2020). «Is there crossplay in Among Us?». Gamepur (em inglês). Consultado em 21 de setembro de 2020 
  38. Matthews, Emma (10 de setembro de 2020). «How crossplay works in Among Us». PC Gamer (em inglês). Consultado em 15 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  39. a b Coto, Adrian (21 de setembro de 2020). «Among Us Surpasses PUBG With Almost 400,000 Concurrent Steam Players». ScreenRant (em inglês). Consultado em 21 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2020 
  40. «MIRA HQ Launched! - Among Us by Innersloth». Itch.io (em inglês). 8 de agosto de 2019. Consultado em 16 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  41. Innersloth (25 de janeiro de 2019). «First 2019 Update! - Among Us by Innersloth». Itch.io. Consultado em 15 de março de 2021 
  42. «Polus Map Launched! - Among Us by Innersloth». Itch.io (em inglês). 12 de novembro de 2019. Consultado em 16 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  43. «Among Us and Innersloth in 2020 - Among Us by Innersloth». itch.io (em inglês). Consultado em 27 de setembro de 2020 
  44. «Among Us - All Maps Free and Among Us Merch! - Steam News». store.steampowered.com (em inglês). 11 de junho de 2020. Consultado em 27 de setembro de 2020 
  45. Leskin, Paige. «These are the 31 most popular YouTube stars in the world, from PewDiePie to Ryan Kaji». Business Insider. Consultado em 24 de setembro de 2020 
  46. Epstein, Adam. «How an obscure 2018 computer game became a global phenomenon overnight». Quartzurl-status=live. Consultado em 24 de março de 2021 
  47. Stuart, Keith (29 de setembro de 2020). «Among Us is the ultimate party game of the Covid era». The Guardian (em inglês). Consultado em 24 de março de 2021 
  48. Sands, Sean (23 de agosto de 2020). «'Among Us' Is Not Just the Game of 2020, It's '2020: The Game'». Vice. Consultado em 24 de março de 2021 
  49. a b Kent, Emma (24 de setembro de 2020). «Among Us 2 cancelled as devs focus on original title». Eurogamer. Consultado em 24 de setembro de 2020 
  50. Zheng, Jenny (21 de setembro de 2020). «Among Us Is Even More Popular Than You Think Right Now». GameSpot (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2020 
  51. World, Republic. «Among Us 2 gets cancelled: Here's why PuffBallsUnited cancelled the sequel». Republic World. Consultado em 24 de setembro de 2020. Pewdiepie has also been streaming a lot while playing this game with his friends. 
  52. * Macgregor, Jody (9 de setembro de 2020). «Multiplayer space mystery Among Us hits 1.5 million simultaneous players». PC Gamer (em inglês). Consultado em 12 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  53. Lewis, M.J. (4 de dezembro de 2020). «Among Us and a Resurgence of Narrative-Free Games». Wired. Consultado em 20 de março de 2021 
  54. «"Among Us" Surged in September - "Among Us" videos topped 4 billion views in September», YouTube Culture and Trends, 14 de outubro de 2020, consultado em 14 de outubro de 2020 
  55. Lorenz, Taylor (14 de outubro de 2020), «With Nowhere to Go, Teens Flock to Among Us - YouTubers, influencers and streamers popularized the multiplayer game. Then their fans started playing too.», The New York Times, consultado em 14 de outubro de 2020, When an indie game company created Among Us in 2018, it was greeted with little fanfare. The multiplayer game remained under the radar as many games do — until the summer of the pandemic. Eager to keep viewers entertained during quarantine, Chance Morris, known online as Sodapoppin, began streaming the game, created by InnerSloth, to his 2.8 million followers on Twitch in July. By mid-September, Among Us caught on like wildfire. Suddenly major YouTube stars, TikTok influencers, and streamers were playing it. PewDiePie, James Charles, and Dr. Lupo have all played the game for millions. 
  56. a b Rodriguez, Salvador (14 de outubro de 2020), «How Amazon's Twitch turned an obscure game called Among Us into a pandemic mega-hit», CNBC, consultado em 14 de outubro de 2020 
  57. Marshall, Cass (25 de setembro de 2020). «Among Us fans are creating their own crewsonas and sweet impostors». Polygon (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2020 
  58. Marshall, Cass (21 de setembro de 2020). «Among Us fans are calling everything 'pretty sus,' and it keeps working». Polygon. Consultado em 20 de março de 2021 
  59. Schuhart, Jonah (13 de outubro de 2020). «Among Us Slang & Commonly Used Words Explained». Screen Rant. Consultado em 20 de março de 2021 
  60. Kim, Alina (5 de outubro de 2020). «Red Is Lowkey Sus: A Political Reflection on "Among Us"». The Chicago Maroon. Consultado em 20 de março de 2021 
  61. * Lemon, Jacon (13 de setembro de 2020). «US Navy's Twitch account criticized for streaming games with offensive player names». Newsweek (em inglês). Consultado em 15 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  62. Stephen, Bijan (20 de outubro de 2020). «Watch AOC play Among Us live on Twitch with HasanAbi and Pokimane». The Verge (em inglês). Consultado em 21 de outubro de 2020 
  63. Brown, Abram (20 de outubro de 2020). «Almost 700,000 People Flock To Twitch To Watch Alexandria Ocasio-Cortez Play Hit Video Game 'Among Us'». Forbes (em inglês). Consultado em 21 de outubro de 2020 
  64. Ziady, Hanna (21 de outubro de 2020). «Alexandria Ocasio-Cortez just played a video game on Twitch to encourage voting». CNN. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  65. «Alexandria Ocasio-Cortez Streams On Twitch With Hasan Piker And Pokimane, Draws Over 430,000 Viewers». Kotaku (em inglês). Consultado em 21 de outubro de 2020 
  66. Albuquerque, Karoline (1 de outubro de 2020). «Neymar alcança 100 mil espectadores em live de CS:GO e Among Us». Blog do Torcedor. Consultado em 15 de novembro de 2020 
  67. «Among Us aparece na Fuvest em questão de química; veja pergunta e gabarito». ge. Consultado em 18 de janeiro de 2021 
  68. Silva, Victor Hugo (11 de janeiro de 2021). «Among Us e TikTok viram assunto em prova da Fuvest 2021 | Educação». Tecnoblog. Consultado em 18 de janeiro de 2021 
  69. «1ª fase da Fuvest 2021 tem questões sobre TikTok e game Among Us - 10/01/2021 - UOL Educação». educacao.uol.com.br. Consultado em 18 de janeiro de 2021 
  70. a b c «The Future of Among Us». InnerSloth. 23 de setembro de 2020. Consultado em 23 de setembro de 2020 
  71. Willard, Forest (1 de setembro de 2020). «Among Us Beta 2020.9.1 :: Among Us General Discussions». Steam Community (em inglês). Consultado em 18 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  72. Willard, Forest (10 de setembro de 2020). «Servers Update (2020.9.9 beta) :: Among Us General Discussions». Steam Community (em inglês). Consultado em 18 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  73. «Among Us 2 é cancelado para focar em melhorias para o primeiro game». TechTudo. Consultado em 25 de setembro de 2020 
  74. Romer, Rafael (24 de setembro de 2020). «Among Us 2 é cancelado e produtores focarão em melhorias para jogo original». The Enemy. Consultado em 25 de setembro de 2020 
  75. *Tinner, Phillip (24 de setembro de 2020). «Among Us 2 Canceled To Focus On Current Game's Popularity Explosion». ScreenRant (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2020 
  76. Grayson, Nathan (2 de outubro de 2020). «Among Us Has A Cheating Problem». Kotaku. Consultado em 20 de março de 2021 
  77. Marshall, Cass (8 de outubro de 2020). «Among Us with randoms is rough». Polygon. Consultado em 20 de março de 2021 
  78. Wilde, Tyler (5 de outubro de 2020). «Of course there are already Among Us cheaters». PC Gamer. Consultado em 20 de março de 2021 
  79. Turney, Alexandria (9 de outubro de 2020). «Everything Among Us Desperately Needs To Add». Screen Rant. Consultado em 20 de março de 2021 
  80. Kent, Emma (12 de outubro de 2020). «Among Us beta adds new ways to spice up investigations». Eurogamer. Consultado em 16 de março de 2021 
  81. Wheelock, Kyle (12 de outubro de 2020). «Among Us Beta Updates Make Both Impostors' & Crewmates' Jobs Easier». Screen Rant. Consultado em 16 de março de 2021 
  82. Paez, Danny (5 de outubro de 2020). «Among Us Developers Promise To Fix The Most Broing Part Of The Game». Inverse. Consultado em 24 de março de 2021 
  83. Liao, Shannon (26 de setembro de 2020). «Among Us, a murder mystery set in space, is the latest multimillion dollar craze in video games». Consultado em 24 de março de 2021 
  84. Etra, Alden (20 de abril de 2021). «Among Us' Next Update Will Add New Crewmate Colors & More». Screen Rant. Consultado em 24 de abril de 2021 
  85. Innersloth (27 de abril de 2021). «Clever and interesting dev log title - Among Us by Innersloth». Itch.io. Consultado em 3 de maio de 2021 
  86. MGH Team (11 de dezembro de 2020). «Among Us 'The Airship' Map: Release Date, Leaks, Costumes and More». Mobile Gaming Hub. Consultado em 16 de março de 2021 
  87. Romer, Rafael (10 de dezembro de 2020). «The Airship é o novo mapa de Among Us». The Enemy. Consultado em 14 de março de 2021 
  88. Innersloth (3 de novembro de 2020). «Small Patch and Small Roadmap - Among Us by Innersloth». Itch.io. Consultado em 20 de março de 2021 
  89. Holt, Kris (24 de março de 2021). «The upcoming 'Among Us' account system is mostly about making the game safer». Engadget. Consultado em 25 de março de 2021 
  90. Innersloth (24 de março de 2021). «Info on Accounts - Among Us by Innersloth». Itch.io. Consultado em 25 de março de 2021 
  91. Gerblick, Jordan (5 de março de 2021). «Among Us gets quickchat wheel on all platforms». Gamesradar (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  92. Ferreira, Victor (6 de março de 2021). «Among Us ganha função de chat rápido para facilitar conversas em texto». The Enemy. Consultado em 9 de março de 2021 
  93. Hall, Charlie (15 de dezembro de 2020). «Among Us goes live on Nintendo Switch today». Polygon (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  94. «'Among us' é lançado para Nintendo Switch». G1. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  95. a b Innersloth (18 de março de 2021). «March 31 - The Airship Releases!». Itch.io. Consultado em 20 de março de 2021 
  96. Lee, Julia (16 de dezembro de 2020). «Among Us fans are playing the airship map early on Switch». Polygon. Consultado em 16 de março de 2021 
  97. rawmeatcowboy (20 de dezembro de 2020). «Among Us Airship map glitch fixed». Go Nintendo. Consultado em 20 de março de 2021 
  98. «List of Nintendo Switch game patches/updates». benoitren.be. 21 de dezembro de 2020. Consultado em 20 de março de 2021. Cópia arquivada em 23 de dezembro de 2020 
  99. Innersloth (19 de janeiro de 2021). «The upcoming Airship map, consoles, and what's next 🎈». Itch.io. Consultado em 30 de abril de 2021 
  100. a b Turtle, Will (10 de dezembro de 2020). «Update: Among Us Available Now with Xbox Game Pass for PC, Coming 2021 to Xbox Game Pass for Console». Xbox Wire. Consultado em 20 de março de 2021 
  101. «Among Us anuncia versão para Xbox One, Xbox Series X/S no Game Pass». TechTudo. 18 de dezembro de 2020. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  102. Tran, Victoria (26 de março de 2021). «Find the Impostor When Among Us Comes to Xbox Series X|S and Xbox One in 2021». Xbox Wire (em inglês). Consultado em 30 de abril de 2021 
  103. «Among Us é anunciado para PlayStation 4 e PlayStation 5». meuplaystation. Consultado em 21 de abril de 2029  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  104. Muckerjee, Arnas (24 de outubro de 2020). «Among Us Hacker: Who is Eris Loris & how to respond to his Among Us hack /spam attack – guide». The Sports Rush. Consultado em 20 de março de 2021 
  105. a b c d e Kent, Emma (23 de outubro de 2020). «Among Us is dealing with a huge spam attack». Eurogamer. Consultado em 20 de março de 2021 
  106. a b De Souza, Ramon (25 de outubro de 2020). «Hacker misterioso "Eris Loris" está arruinando milhares de partidas de Among Us». Canal Tech. Consultado em 20 de março de 2021 
  107. @InnerslothDevs (23 de outubro de 2020). «Hello everyone, We're are super duper aware of the current hacking issue and we're looking into it. We will be pushing out an emergency server update so people who are in game will get kicked from games. Please play private games or with people that you trust!!! Bare with us!!». Twitter. Consultado em 20 de março de 2021 
  108. Khan, Aqdas (30 de janeiro de 2021). «Eris Loris Among Us : "Another hack wave?", Players ask questions as Eris Loris hack is reportedly back». The Sports Rush. Consultado em 20 de março de 2021 
  109. Krosta, Michael (3 de fevereiro de 2021). «Test: Among Us». 4Players. Consultado em 12 de abril de 2021 
  110. Ruppert, Liana (29 de setembro de 2020). «Among Us Review – Better Late Than Never». Game Informer. Consultado em 29 de outubro de 2020 
  111. a b Hafer, Leana (22 de dezembro de 2020). «Among Us Review». IGN (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  112. a b «Among Us : Que vaut vraiment le party game du confinement ?». Jeuxvideo.com. 23 de novembro de 2020. Consultado em 15 de março de 2021 
  113. a b «Among Us Review (Switch eShop)». Nintendo Life. 21 de dezembro de 2020. Consultado em 15 de março de 2021 
  114. a b c Em sua análise, Felipe Vinha escreveu que "O título, por ser de graça, traz apenas algumas limitações de conteúdo e propagandas [...]". Como o título é de graça e contém propagandas apenas na versão mobile (cf. Osange 2020), o revisor se refere à versão mobile do jogo. Vinha, Felipe (13 de dezembro de 2019). «Among Us | Jogos | Download». TechTudo. Consultado em 25 de setembro de 2020 
  115. a b c d Osange, Elliott (23 de setembro de 2020). «Among Us Review». Bonus Stage - Over 5300 Video Game Reviews (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2020 
  116. a b «Among Us for PC Reviews». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em 12 de fevereiro de 2021 
  117. a b c «Among Us for Switch Reviews». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em 12 de fevereiro de 2021 
  118. «Best PC Games for 2018». Metacritic. Consultado em 12 de abril de 2021 
  119. «Best PC Video Games». Metacritic. Consultado em 12 de abril de 2021 
  120. Sirani, Jordan (25 de setembro de 2020). «The Best Reviewed Games of 2020». IGN (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2021 
  121. O'Conner, Alice (8 de setembro de 2020). «Among Us had 1.5 million people playing at the same time this weekend». Rock, Paper, Shotgun. Consultado em 8 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2020 
  122. a b Antonielli, William (23 de dezembro de 2020). «'Among Us' is the biggest game of 2020, but don't play it on the Nintendo Switch». Insider. Consultado em 15 de março de 2021 
  123. White, Chris (24 de março de 2021). «Among Us review». God is a Geek. Consultado em 6 de maio de 2021 
  124. @FallGuysGame (22 de setembro de 2020). «This is actually true We love Among Us». Twitter. Consultado em 20 de março de 2021 
  125. @forte_bass (23 de setembro de 2020). «This is horrifying. I love it.». Twitter. Consultado em 20 de março de 2021 
  126. Fairfax, Zackerie (27 de setembro de 2020). «A Fall Guys X Among Us Crossover Could Happen (& It Just Makes Sense)». Screen Rant. Consultado em 20 de março de 2021 
  127. Harris, Iain (1 de outubro de 2020). «Someone has modded Among Us's Red into Left 4 Dead 2, naturally». PCGamesN. Consultado em 20 de março de 2021 
  128. a b *Rothery, Jen (26 de agosto de 2020). «The best games like Among Us: seven of the top social deduction and imposter games». PCGamesN (em inglês). Consultado em 14 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2020 
  129. Peters, Jay (23 de setembro de 2020). «Among Us is so popular that its developers just canceled the sequel». The Verge. Consultado em 16 de março de 2021 
  130. «The top iPhone and iPad apps on Apple App Store». The Washyngton Post. 13 de outubro de 2020. Consultado em 16 de março de 2021 
  131. «Worldwide digital games market: November 2020». SuperData Research. 18 de dezembro de 2020. Consultado em 16 de março de 2021 
  132. Blake, Vicky (28 de dezembro de 2020). «Steam reveals 2020's most-played and best-selling PC games». GamesRadar+. Consultado em 16 de março de 2021 
  133. «Worldwide digital games market: December 2020». SuperData Research. 22 de janeiro de 2021. Consultado em 16 de março de 2021 
  134. Pastro, Max (25 de janeiro de 2021). «Among Us Nintendo Switch Version Sold Over 3 Million Units». Screen Rant. Consultado em 16 de março de 2021 
  135. Tyrer, Ben (24 de novembro de 2020). «Among Us developer wins this year's Breakthrough Award at the Golden Joysticks». gamesradar (em inglês). Consultado em 11 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 28 de novembro de 2020 
  136. Lima, Diego (11 de dezembro de 2020). «Os vencedores do The Game Awards 2020». IGN Brasil. Consultado em 11 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 11 de dezembro de 2020 
  137. «Steam Awards 2020 nominees revealed». Sportskeeda. 20 de dezembro de 2020. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  138. «Steam Awards 2020 tem vencedores revelados». Oficina da Net. Consultado em 7 de janeiro de 2021 
  139. Calvario, Liz (13 de março de 2021). «2021 Kids' Choice Awards: The Complete Winners List». Entertaiment Tonight. Consultado em 16 de março de 2021 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]