Elcione Barbalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o bairro, veja Elcione Barbalho (bairro de Santarém).
Elcione Barbalho
Elcione em 2014
Deputada Federal pelo Pará
Período 1 de fevereiro de 2007
até a atualidade

1 de fevereiro de 1995
até 1 de fevereiro de 2003

Dados pessoais
Nascimento 5 de outubro de 1944 (73 anos)
Belém, PA
Alma mater Universidade Federal do Pará
Casamento Jader Barbalho (div.)
Partido PMDB
Assinatura Assinatura de Elcione Barbalho
linkWP:PPO#Brasil

Elcione Therezinha Zahluth Barbalho (Belém, 5 de outubro de 1944) é uma política e pedagoga brasileira, filiada ao PMDB e atualmente deputada federal pelo Pará.[1]

Formou-se em pedagogia pela Universidade Federal do Pará (UFPA) em 1968 e concluiu especialização em administração escolar pela mesma universidade em 1971.[1]

Em Belém, foi secretária de departamento (1968) e inspetora de educação (1968-1969) da Secretaria de Educação, supervisora educacional da Johnson & Johnson do Brasil (1970), diretora de educação e cultura do SESI (1971-1975), diretora administrativa e financeira do jornal Diário do Pará (1987-1988), coordenadora estadual da LBA (1983-1987), diretora da Rede Brasil Amazônia de TV Ltda. (1990-1994) e presidente da Ação Social Integrada Governo Estadual (1983-1987 e 1991-1994).[1]

Presidente de honra do PMDB mulher,[2] foi casada com o político paraense Jader Barbalho, sendo primeira-dama do Estado nas duas vezes em que ele foi governador (1983-1987 e 1991-1994), e com quem teve dois filhos, Helder Barbalho e Jader Filho. Mesmo após a separação do casal, manteve o sobrenome Barbalho e tem participações nas empresas do ex-marido.[3]

Em sua primeira disputa eletiva ao cargo de deputada federal em 1994, foi a mais votada[4] com 153.860 votos pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), ao qual é filiada desde 1981. Disputou a prefeitura de Belém em 1996, obtendo o 3º lugar. Reeleita deputada federal em 1998, disputou uma vaga ao Senado Federal nas eleições de 2002, porém não obteve êxito.

Foi eleita vereadora de Belém em 2004 e novamente deputada federal em 2006, sendo reeleita em 2010, para 54.ª legislatura e 2014, para a 55.ª legislatura (2015-2019).

Em 17 de abril de 2016, Elcione Barbalho votou contra a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff.[5][6] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[6] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[6] [7] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[6][8]

Referências

  1. a b c «Deputada Elcione Barbalho». Câmara dos Deputados. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  2. «PMDB Mulher». Consultado em 28 de agosto de 2016 
  3. «Congresso em Foco». iG. Congressoemfoco.ig.com.br. 20 de agosto de 2006 
  4. «TSE». Tse.jus.br 
  5. «Deputados autorizam impeachment de Dilma, saiba quem votou a favor e contra». EBC. 17 de abril de 2016. Consultado em 5 de maio de 2016 
  6. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  7. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  8. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]