Garota de Ipanema (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota de Ipanema
 Brasil
1967 •  cor •  99 min 
Direção Leon Hirszman
Produção Vinicius de Moraes
Luiz Carlos Pires Fernandes
Leon Hirszman
Produção executiva Marcos Farias
Roteiro Eduardo Coutinho
Vinicius de Moraes
Leon Hirszman
Elenco ver lista
Gênero Drama
Romance
Música Ary Barroso
Chico Buarque
Vinicius de Moraes
Antonio Carlos Jobim
Paulo Soledade
Supervisor técnico Riva Farias
Luiz Fernando Goulart
David Havt
Direção de arte Marcos Flaksman
Figurino Vera de Figueiredo
Marcos Flaksman
Cinematografia Ricardo Aronovich
Edição Nello Melli
Companhia(s) produtora(s) C.P.S. Produções Cinematográficas
Saga Filmes
Distribuição Difilm
Embrafilme
Lançamento 25 de dezembro de 1967
Idioma Português[1]
Página no IMDb (em inglês)

Garota de Ipanema é um filme brasileiro de 1967. O filme é inspirado na canção "Garota de Ipanema", de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, que se inspiraram na modelo, empresária e apresentadora Helô Pinheiro, que frequentava diretamente a Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Márcia é uma garota carioca. A jovem estuda na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, gosta de ouvir bossa nova e namora com um surfista. Depois de terminar seu relacionamento com Pedro Paulo, flerta com o compositor Chico Buarque e sucessivamente com um fotógrafo casado.

Vivendo só, ela busca angustiosamente a felicidade e por temer seu futuro, tenta entrar na classe média. Durante o carnaval, finalmente consegue resolver seus problemas e resgata sua personalidade.[3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Disponibilidade[editar | editar código-fonte]

O filme nunca esteve disponível em Home video devido ao fato de seu negativo original ter sido enviado por Leon Hirszman aos Estados Unidos para sua distribuição, e o distribuidor ter seu acervo com paradeiro desconhecido após sua morte. As únicas cópias disponíveis eram muito danificadas, não permitindo uma restauração à altura da qualidade técnica do filme.[5]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Garota de Ipanema
Trilha sonora de Garota de Ipanema
Lançamento 1967
Gênero(s)
Duração 30:20
Formato(s) Disco de vinil
Gravadora(s) Fontana Records
Produção Vinicius de Moraes
Arranjos Eumir Deodato
Cronologia de Garota de Ipanema
Vinicius: Poesia e Canção
(1966)
Vinicius
(1967)

A trilha sonora do filme foi lançado em formato de disco de vinil e conta com canções, em sua maioria, da dupla Tom Jobim e Vinicius de Moraes, além da participação de Chico Buarque.[6]

Lado A[7]
N.º Título Duração
1. "Noite dos mascarados" (Chico Buarque e Elis Regina) 3:10
2. "Lamento do Morro" (Nara Leão) 2:27
3. "Surf Board" (instrumental) 2:07
4. "Ela é Carioca" (Tamba trio) 2:58
5. "Poema dos Olhos da Amada" (Vinicius de Moraes) 2:42
6. "A Queda" (instrumental) 1:16
Lado B
N.º Título Duração
1. "Tema de abertura" (Jobim e Vinicius) 3:27
2. "Por você" (Ronnie Von) 2:22
3. "Chorinho" (Chico Buarque) 2:10
4. "Ária para se Morrer de Amor" (Baden Powell) 3:54
5. "Rancho das Namoradas" (de Ary Barroso, por MPB-4 e Quarteto em Cy) 2:20
6. "Tema da desilusão" (Jobim e Vinicius) 1:28
Duração total:
30:20

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Garota de Ipanema (1967)». e-Pipoca. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  2. «Garota de Ipanema - Filme 1967». AdoroCinema. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  3. «Garota de Ipanema - 1967». Filmow. 15 de outubro de 2011. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  4. «Cadê a "Garota de Ipanema"?». Revista de Cinema. 8 de agosto de 2014. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  5. «Garota de Ipanema, de Leon Hirszman, por Carlos Augusto Calil». Almanakito da Rosário. 23 de junho de 2014. Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  6. «Garota de Ipanema (Trilha sonora do filme)». Vinicius de Moraes. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  7. TV Brasil (5 de agosto de 2012). «Garota de Ipanema». EBC. Em cena em 21:00. Consultado em 28 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]