Gossamer Albatross

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Gossamer Albatross é com o Daedalus o único ciclo-avião, ou aeronave de propulsão humana, que efetuou um voo prolongado. A bordo ia o ciclista Bryan Allen que fez o Canal da Mancha em 12 de junho de 1979 em 2 horas e 49 minutos para os 36 km do percurso, ou seja, a uma velocidade média de 13.67 km/h.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Concebido por Paul MacCready e Peter Lissaman, depois do Gossamer Condor que tinha ganho o prémio Kremer dois anos antes ao realizar um circuito em «8», o Gossamer Albatross ao atravessar a Mancha permitiu a MacCready o segundo prémio Kremer, de 100 000 £.

Características[editar | editar código-fonte]

O motor pesava 31,75 kg para uma envergadura de 29,3 m e uma superfície de asa de 77,6 m2 , isto é uma carga de 1,2 kg/m2  com o piloto de 55 kg (a comparar a 30 kg/m2 para os planadores e a 600-700 kg/m2 para os aviões comerciais em carga). O comprimento era de 10 m, e a altura de 5 m. A hélice bipala tinha dum diâmetro de 360 cm tornando à média de 120 vezes/minuto. A estrutura era feita de tubos em fibra de carbono, numa película de Mylar (de 2,5 a 5 micrometros) e poliestireno.

Ver ainda[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. MacCready "Gossamer Albatross" Smithsonian National Air and Space Museum. (acedido em 20/09/2015)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • J.D. Burke, The Gossamer Condor and Albatross: a case study in aircraft design, AIAA Professional Study Series, 1980
  • Morton Grosser, Gossamer Odyssey: The Triumph of Human-Powered Flight, MBI Press, 2004; Dover Publications, Inc., 1991; Houghton Mifflin Co., 1981
  • Richard L. Taylor,The First Human-Powered Flight, Franklin Watts, 1995
  • Paul Ciotti, More with Less, Paul MacCready and the dream of efficient flight, Encounter Books, 2002