Ortovanadato de sódio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ortovanadato de sódio
Alerta sobre risco à saúde
Nome IUPAC Vanadato(V) de sódio
Outros nomes Vanadato(V) de sódio,
Óxido de sódio e vanádio
Identificadores
Número CAS 13721-39-6
PubChem 61671
Número RTECS YW1120000
SMILES
InChI
1S/3Na.4O.V/q3*+1;;3*-1;
Propriedades
Fórmula molecular Na3VO4
Massa molar 183.908 g/mol
Aparência white powder
Densidade 2.16 g/cm³, solid
Ponto de fusão

858 °C, 1131 K, 1576 °F

Solubilidade em água 22.17 g/100 mL
Solubilidade insoluble in ethanol
Estrutura
Estrutura cristalina cubic
Termoquímica
Entalpia padrão
de formação
ΔfHo298
-1757 kJ/mol
Entropia molar
padrão
So298
190 J/mol K
Capacidade calorífica
molar
Cp 298
164.8 J/mol K
Riscos associados
Principais riscos
associados
Harmful.
NFPA 704
NFPA 704.svg
1
2
0
 
Ponto de fulgor Non-flammable
LD50 330 mg/kg (oral, rat)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Ortovanadato de sódio é um composto inorgânico de fórmula química Na3VO4 , onde o vanadato, VO43−, exibe a geometria tetraédrica.[1] É um inibidor das proteínas tirosina fostatase, fostatases alcalinas e  uma parte das ATPases, mais precisamente nas que agem como as análogas ao fostato. O íon VO43− se liga reversívelmente aos sítios ativos da maioria das tirosina fosfatases.

Muitas vezes, é adicionado às soluções tampão que são utilizadas na análise de proteínas em biologia molecular . O objetivo é o de preservar a fosforilação de proteínas de interesse através da inibição fosfatases endógenas presentes na mistura de células lisadas.

Síntese[editar | editar código-fonte]

Ortovanadato de sódio é produzido através da dissolução de óxido de vanádio(V) em uma solução de hidróxido de sódio.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Verevkin, A.; Pearlman, A.; Slstrokysz, W.; Zhang, J.; Currie, M.; Korneev, A.; Chulkova, G.; Okunev, O.; Kouminov, P.; Smirnov, K.; Voronov, B.; N. Gol'tsman, G.; Sobolewski, Roman (2004). "Ultrafast superconducting single-photon detectors for near-infrared-wavelength quantum communications". Journal of Modern Optics 51 (12): 1447–1458. doi:10.1080/09500340410001670866.
Swarup, G. et al. Biochem. Biophys. Res. Comm. 107: 1104-1109 (1982).
Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.