Pierre Pflimlin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pierre Pflimlin
Pierre Pflimlin
Primeiro-ministro da França
Período 13 de Maio de 1958

até 1 de Junho de 1958

Antecessor(a) Félix Gaillard
Sucessor(a) Charles de Gaulle
Dados pessoais
Nascimento 5 de Fevereiro de 1907
Morte 27 de Junho de 2000
Roubaix

Pierre Pflimlin (n. 5 de Fevereiro de 1907 - f. 27 de Junho de 2000, Roubaix) foi um político francês.[1] Foi ministro da agricultura, do comércio, das finanças, do ultramar e da cooperação. Ocupou o cargo de primeiro-ministro da França durante 15 dias, entre 13 de Maio de 1958 a 1 de Junho de 1958,[2] antes do regresso de Charles de Gaulle. Foi o último primeiro-ministro da Quarta República Francesa.

Foi Presidente do Parlamento Europeu de 1984 a 1987.[3]

Primeiro Ministro da França[editar | editar código-fonte]

Em 13 de maio de 1958, a Assembleia Nacional Francesa aprovou sua nomeação como primeiro-ministro. Mas no mesmo dia, tumultos ocorreram em Argel. Os generais franceses na Argélia temiam que ele conseguisse uma solução negociada com os nacionalistas argelinos, dando-lhes o controle da Argélia. Eles se recusaram a reconhecer seu gabinete. Nesse ponto, os principais políticos o abandonaram, incluindo Guy Mollet, Vincent Auriol e Antoine Pinay. A crise culminou em um golpe de Estado em Argel que foi resolvido com sua renúncia, facilitando assim a ascensão de Charles de Gaulle ao cargo de primeiro-ministro em 1º de junho.[4]

Governo (14 de maio - 1 de junho de 1958)[editar | editar código-fonte]

  • Pierre Pflimlin – Presidente do Conselho
  • Guy Mollet - Vice-presidente do Conselho
  • René Pleven - Ministro das Relações Exteriores
  • Maurice Faure - Ministro do Interior
  • Pierre de Chevigné - Ministro das Forças Armadas
  • Edgar Faure – Ministro das Finanças, Assuntos Econômicos e Planejamento
  • Paul Ribeyre – Ministro do Comércio e Indústria
  • Paul Bacon – Ministro do Trabalho e da Segurança Social
  • Robert Lecourt - Ministro da Justiça
  • Jacques Bordeneuve – Ministro da Educação Nacional
  • Vincent Badie - Ministro dos Veteranos e Vítimas de Guerra
  • Roland Boscary-Monsservin - Ministro da Agricultura
  • André Colin - Ministro do Ultramar França
  • Édouard Bonnefous – Ministro das Obras Públicas, Transportes e Turismo
  • André Maroselli – Ministro da Saúde Pública e População
  • Pierre Garet – Ministro da Reconstrução e Habitação
  • Edouard Corniglion-Molinier - Ministro do Saara
  • Félix Houphouët-Boigny – Minister of State

Alterações:

  • 17 de maio de 1958 – Maurice Faure torna-se Ministro das Instituições Europeias. Jules Moch sucede Faure como Ministro do Interior. Albert Gazier entra no ministério como Ministro da Informação. Max Lejeune sucede Houphouët-Boigny como Ministro de Estado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Nouvelles universitaires européennes (em inglês). Paris: Bureau d'information des Communautés européennes. 1997. p. 79 
  2. Graca, John V. Da (1985). Heads of State and Government (em inglês). Berlim: Springer. p. 73 
  3. Carvalho, Pascoal Mentezuma de (1989). A magia da idade: reflexão médico-sociológica sobre o envelhecimento. [S.l.]: Edição do autor. p. 193 
  4. Robert Gildea, France since 1945 (1996) p 44
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Félix Gaillard
Primeiro-ministro da França
1958
Sucedido por
Charles de Gaulle
Precedido por
Piet Dankert
Presidente do Parlamento Europeu
1984 - 1987
Sucedido por
Lord Plumb