Louis Barthou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Louis Barthou
Louis Barthou
França Primeiro-ministro da França
Período 22 de Março de 1913

até 9 de Dezembro de 1913

Antecessor(a) Aristide Briand
Sucessor(a) Gaston Doumergue
Dados pessoais
Nascimento 25 de Agosto de 1862
Morte 9 de Outubro de 1934
linkWP:PPO#França

Jean Louis Barthou GCTEGCSE (Oloron-Sainte-Marie, 25 de agosto de 1862Marselha, 9 de outubro de 1934) foi um político francês. Ocupou o cargo de primeiro-ministro da França, entre 22 de março de 1913 e 9 de dezembro de 1913.

Ocupou uma enorme variedade de cargos ministeriais: ministro da Instrução Pública, ministro da Justiça, Ministro dos Negócios Estrangeiros, ministro das Obras Públicas, ministro de Estado, ministro do Interior e ministro da Guerra por variadas ocasiões entre 1894 e a data em que foi assassinado.

Ocupou a Cadeira 28 da Academia Francesa a partir de 1918.

A 29 de Maio de 1924 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada de Portugal e a 5 de Outubro de 1934 com a Grã-Cruz da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito de Portugal.[1]

Louis Barthou foi o principal responsável por um Pacto Franco-Soviético de Assistência Mútua, que acabou por ser assinado pelo seu sucessor Pierre Laval. Ocupava o cargo de Ministro dos Negócios Estrangeiros quando foi assassinado em Marselha em 1934 no atentado que vitimou o Rei Alexandre I da Jugoslávia cometido por Vlado Chernozemski.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Louis Barthou". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 16 de abril de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Aristide Briand
Primeiro-ministro da França
1913
Sucedido por
Gaston Doumergue