Qualidade (filosofia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Qualidade (do Latim qualitas [1] ) é um atributo ou uma propriedade. Os atributos são imputáveis por um sujeito enquanto as propriedades são inerentes [2] . Na filosofia conteporânea, a ideia de qualidade e especialmente como distinguir certos tipos de qualidade de outros permanece controversa. [2]

Background[editar | editar código-fonte]

Aristóteles analisou qualidades em em seu livro Categorias.

Concepções de qualidade[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Qualia

Filosofia e senso comum costumam conectar qualidades a sentimentos subjetivos ou a fatos objetivos. As qualidades de algo dependem de critérios aplicados com um ponto de vista neutro. Subjetivamente, algo pode ser bom por ser útil, por ser belo ou simplesmente por existir. Determinar ou encontrar qualidades envolve o entendimento do que é útil, do que é belo e do que existe. Comumente, qualidade pode significar um grau de excelência, como em "um produto de qualidade" ou "trabalho de qualidade média". Pode também se referir a uma propriedade de algo, como "uma qualidade viciante da nicotina"[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Morwood, J. (Ed.) (1995). The Pocket Oxford Latin Dictionary. Oxford
  2. a b Cargile, J. (1995). qualities. in Honderich, T. (Ed.) (2005). The Oxford Companion to Philosophy (2nd ed.). Oxford
  3. Reese, William L. (1996). Dictionary of Philosophy and Religion Prometheus Books [S.l.] ISBN 978-1-57392-621-8.