Shibuya-kei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shibuya-kei
Origens estilísticas J-popSynthpopjazzbossa novaiê-iê-iêpop barrocolounge music
Contexto cultural 1960s1990s, em Shibuya, Japão
Instrumentos típicos VozGuitarra elétricaBaixo elétricoBateriaSintetizador
Popularidade Contínua em todo mundo desde seu surgimento
Subgêneros
Picopop

Shibuya-kei (渋谷系?) é um subgênero da música pop Japonesa, que foi originado em Shibuya, Tóquio. É melhor descrito como uma mistura entre jazz, pop e synthpop.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Shibuya-kei ganhou popularidade graças às seções direcionadas à música Japonesa em filiais de cadeias de músicas internacionais em Shibuya (TOWER RECORDS, HMV[1]) no começo da década de 1990 e se espalhou pelo Japão rapidamente.

O termo foi aplicado a bandas fortemente influenciadas por uma mistura de artistas notáveis ​​e autores de estúdio da década de 1960, que inclui o iê-iê-iê Francês de Serge Gainsbourg (particularmente "Yume Miru Shanson Ningyō", a versão Japonesa do grande hit de France Gall, "Poupée de cire, poupée de son"), cantores/escritores de bossa nova Brasileiros Astrud & João Gilberto, as produções de Phil Spector, e o estilo pop barroco inovador de Brian Wilson.

Artistas típicos são Flipper's Guitar, Pizzicato Five, e Original Love. Como sua popularidade aumentou no final da década de 1990, o termo começou a ser aplicado a muitas bandas cujo estilo musical refletia uma sensibilidade mais mainstream. Embora alguns artistas rejeitavam ou resistiam à ser categorizados como shibuya-kei, o nome pegou e o estilo foi favorecido empresas locais, incluindo a HMV Shibuya, que vende lançamentos de shibuya-kei em sua tradicional seção de música Japonesa. Cada vez mais, músicos de fora do Japão, como o britânico Momo, o francês Dimitri from Paris, e os artistas Natural Calamity e Fhofo, dos Estados Unidos, são descritos como shibuya-kei.

Terminologia[editar | editar código-fonte]

O termo "Shibuya-kei" vem de Shibuya (渋谷?), um dos 23 bairros especiais de Tóquio, conhecido por suas lojas de moda, movimento noturno, e por ser um epicentro da cultura pop Japonesa; e a palavra Japonesa kei (?), o que significa literalmente "sistema"[2] ou, nesse contexto, "estilo".[3] Então, Shibuya-kei é traduzido como "estilo de Shibuya".

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. HMV abriu sua primeira loja em Shibuya, Japão, em 16 de novembro de 1990.
  2. 系の英訳|英辞郎 on the WEB:アルク
  3. W. David Marx. Shibuya-kei vs. Akiba-kei

Ligações externas[editar | editar código-fonte]