6ª Cúpula das Américas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
6ª Cúpula das Américas
6th Summit of the Americas
VI Cumbre de las Américas
Anfitrião  Colômbia
Sede Cartagena
Data 14 e 15 de abril de 2012
Cronologia
Último
Último
Trinidad e Tobago 2009
Panamá 2015
Próximo
Próximo

A 6ª Cúpula das Américas foi a reunião de cúpula entre os líderes do continente americano que ocorreu entre os dias 14 e 15 de abril de 2012, em Cartagena, Colômbia. Os temas discutidos envolvem a exclusão de Cuba, a legalização de drogas como forma de combater o narcotráfico e a questão da soberania da Argentina sobre as Ilhas Malvinas. Foi um dos mais polêmicos encontros da Cúpula das Américas, contando ainda com a ausência justificada de alguns chefes de Estado.[1]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Líderes americanos assistem à apresentação de Shakira na abertura da cimeira.

O presidente do Equador Rafael Correa declarou antecipadamente, por meio de carta aberta ao anfitrião Juan Manuel Santos, seu desinteresse em participar da Cúpula por rejeição a Cuba por países dominantes (Estados Unidos e Canadá). Daniel Ortega (presidente da Nicarágua) e Mauricio Funes (presidente de El Salvador) também não participaram em protesto à rejeição de Cuba. O haitiano Michel Martelly não compareceu por "questões médicas", mas enviou o ministro Laurent Lamothe.

Precedido por
5ª Cúpula das Américas
Cúpula das Américas
Cartagena 2012
Sucedido por
-


Referências