Bill Russell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bill Russell
Bill Russell - 2005 NBA Legends Tour - 1-21-05.jpg
Informações pessoais
Nome completo William Fenton Russell
Data de nasc. 12 de fevereiro de 1934 (80 anos)
Local de nasc. West Monroe, Louisiana, EUA
Altura 2,08 m
Peso 100 kg
Informações no clube
Número 6
Posição Pivô
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1956-1969 Boston Celtics 963 (14,562)
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro 1956 Melbourne Estados Unidos

William Felton "Bill" Russell (West Monroe, 12 de fevereiro de 1934) é um ex-jogador de basquete, que atuava como pivô do Boston Celtics, com a camisa número 6. É lembrado como um dos maiores jogadores da história da NBA.

Jogou apenas no Boston Celtics, entre 1956 a 1969, somando um total de 963 partidas e 14.562 pontos.

Agraciado cinco vezes com o prêmio de MVP da NBA, e com doze convocações para o All-Star Game, Russell foi o protagonista da dinastia do Celtics que conquistou onze títulos da NBA durante sua carreira de treze anos. Junto com Henri Richard, do Montreal Canadiens da NHL, Russell detém o recorde de maior número de títulos conquistados por um atleta em uma liga esportiva da América do Norte. Antes de sua carreira profissional, Russell levou a Universidade de San Francisco ao bicampeonato da NCAA (1955 e 1956). Também foi medalhista de ouro nas Olimpíadas de 1956 como capitão da equipe masculina de basquetebol dos EUA.

Russell é majoritariamente considerado um dos melhores jogadores da história da NBA. Registrado com altura entre 2,06m e 2,08m, o sucesso do Celtics baseou-se em seus tocos e em sua marcação homem-a-homem. Ele também inspirava seus companheiros a aprimorarem suas próprias posturas defensivas, sendo notório e talvez maior bloqueador na história da liga, fato que passa desapercebido, devido a NBA só começar a contar os tocos em 1973. Russell ficou igualmente reconhecido por seu talento nos rebotes. Ele liderou a NBA nesse quesito quatro vezes e amealhou 21.620 rebotes em sua carreira. Só mais um jogador (Wilt Chamberlain), além dele, pegou mais de cinquenta rebotes em uma partida. Embora nunca tenha sido o principal nome ofensivo do Celtics, Russell também marcou 14.522 pontos na carreira e seus passes eram sempre eficientes.

Seguindo os passos de pioneiros como Earl Lloyd, Chuck Cooper e Sweetwater Clifton, Russell foi o primeiro jogador afroamericano a atingir status de superastro na NBA. Também foi, durante três temporadas (1966–69), jogador-treinador do Celtics, tornando-se o primeiro treinador afroamericano da NBA.

Lutas frequentes contra o racismo deixaram Russell por muito tempo com um desprezo por torcedores e jornalistas. Ao se aposentar, Russell deixou Boston com um comportamento de amargura, embora sua relação com a cidade tenha melhorado nos últimos anos. Devido às conquistas de Russel no âmbito dos Direitos Civis, dentro e fora da quadra, ele foi agraciado com a Medalha Presidencial da Liberdade por Barack Obama em 2011.

Russell integra o Salão da Fama do Basquetebol Naismith Memorial, assim como o brasileiro Oscar Schmidt, e também o Salão da Fama do Basquetebol Universitário.

Russell entrou na Seleção do 25º Aniversário da NBA, em 1971, na do 35º, em 1980 e entrou para a lista dos 50 Maiores Jogadores da História da NBA, em 1996. Somente ele e mais três outros jogadores entraram nessas três seleções. Em 2007, ele entrou para o Salão da Fama da FIBA. Em 2009, a NBA divulgou, em homenagem a Russell, que o troféu de MVP das Finais da NBA seria batizado com seu nome.

Basketball pictogram.svg Este artigo sobre um(a) basquetebolista, integrado ao Projeto Basquetebol, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.