Golfinho-do-rio-da-prata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaGolfinho-do-rio-da-prata
Comparação de tamanho com um ser humano

Comparação de tamanho com um ser humano
Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata]
Classe: Mammalia
Ordem: Cetacea
Subordem: Odontoceti
Família: Pontoporiidae
Género: Pontoporia
Gray, 1846
Espécie: P. blainvillei
Nome binomial
Pontoporia blainvillei
(Gervais & d'Orbigny, 1844)
Distribuição geográfica
Mapa de distribuição do golfinho-do-rio-da-prata
Mapa de distribuição do golfinho-do-rio-da-prata

O golfinho-do-rio-da-prata (nome científico: Pontoporia blainvillei) é uma espécie de cetáceo da família Pontoporiidae e a única de seu gênero, o Pontoporia. Também conhecido como boto-amarelo, boto-cachimbo, franciscana ou toninha, pode ser encontrado nas águas costeiras do Brasil (do Espírito Santo à Região Sul) e Argentina, podendo, no entanto, ser encontrado em alguns rios. A espécie adulta vive de 15 à 20 anos, pesa entre 36 kg e 50 kg possui cerca de 1,8 metro de comprimento, bico longo e fino, nadadeiras peitorais curtas e largas e nadadeira dorsal pequena e triangular. Costuma ser confundido com o boto-cinza, devido ao tamanho e aos hábitos tímidos.

Distribuição geográfica e habitat[editar | editar código-fonte]

Vive no litoral da América do Sul, entre a península Valdés, na Argentina, e São Paulo. O golfinho-do-rio-da-prata é a única espécie do grupo dos golfinhos de rio que habita o mar, embora ele penetre distâncias curtas nos rios de sua área de distribuição.

Comportamento e ecologia[editar | editar código-fonte]

O golfinho-fransiscana é um cetáceo solitário, no máximo estão em duplas, mas às vezes são avistados grupos de 5 indivíduos.

Dieta e hábitos alimentares[editar | editar código-fonte]

Gosta de pequenos peixes, lulas e adora camarão. Seu bico longo, com 210 a 242 dentes, é perfeitamente adequado à sua dieta.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Quando estão com 2 ou 3 anos, já estão aptos à acasalar. Os machos também podem se reproduzir ao atingirem 1,3m e as fêmeas com 1,4m.

A gestação dura em torno de 10 meses. Quando chega o período outubro-maio, nasce apenas um filhote que pesa de 7 a 9 kg, medindo em torno de 70 cm.

Conservação[editar | editar código-fonte]

É uma espécie ameaçada, e é calculado que só nas redes de pescadores são mortos aproximadamente 1,500 golfinhos cada ano. Por viverem perto da costa, é comum eles caírem nessas redes. Estima-se que existe uma população de 40,000 golfinhos vivendo entre as costas do Uruguai e Brasil.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies