Joint Special Operations Command

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão da JSOC

A Joint Special Operations Command (Comando de Operações Especiais Conjuntas), ou JSOC, é uma unidade militar estadunidense de comando pertencente ao United States Special Operations Command, e é encarregada de estudar requerimentos e técnicas de operações especiais para assegurar a interoperabilidade e a padronização de equipamento, planejamento e conduta em operações especiais. A unidade foi criada em 1980 seguindo uma recomendação do Cel. Charles Alvin Beckwith, logo após a falha da Operação Garra de Águia durante a Crise do Irã. Sua base localiza-se no estado da Carolina do Norte.[1]

A JSOC foi creditada pela morte de Osama bin Laden em 1 de maio de 2011, numa operação autorizada pelo então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama com apoio da CIA.

Referências

  1. Emerson, Steven (1988). Secret Warriors: Inside the Covert Military Operations of the Reagan Era. Nova York: G. P. Putnam's Sons. pág. 256. ISBN 0-399-13360-7
Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço relacionado ao Projeto América do Norte. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.