Maria-rapaz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Maria-rapaz (também chamado de Maria-homem, Maria-home ou Maria-tomba-homem) é uma menina que apresenta características e comportamentos considerados tipicamente masculinos,[1] por exemplo preferência por:

  • companhia de rapazes;
  • brincadeiras "de rapazes", ou seja que envolvam elevada competitividade ou força física tais como futebol, lutas, ou subir em árvores;[2]
  • roupas consideradas pouco femininas, como bermudas.

Ao contrário do equivalente masculino ("maricas"), a designação de maria-rapaz geralmente não possui conotações homossexuais, sendo bem vista (e muitas vezes encorajada, sobretudo nos países desenvolvidos) na infância, sobretudo pelo pai. Já durante a adolescência, uma "maria-rapaz" muitas vezes sofre pressão social para se encaixar no estereótipo feminino.[3]

Referências

  1. Publico.pt. A mascara do riso e da doçura". Página visitada em 13 de agosto de 2010.
  2. Record.pt. O exemplo de Georgete Duarte. Página visitada em 13 de Agosto de 2010.
  3. CienciaHoje.p. Alice Samara conta histórias de mulheres que lutaram pela sua emancipação. Página visitada em 13 de Agosto de 2010.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.