Macho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Abril de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Símbolo internacional dos homens, os machos da espécie humana

Em biologia, os machos são definidos como os indivíduos de uma espécie que produzem o gâmeta (ou gameta, a célula reprodutiva) menor e geralmente móvel - o espermatozóide, nos animais ou o anterozóide nas plantas.

O oposto do macho em biologia é a fêmea

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A palavra mas (genitivo: maris) era utilizada em latim para designar o sexo que gera filhos fertilizando óvulos do outro sexo. O diminutivo masculus aplicava-se aos cachorros do sexo masculino. Em latim vulgar, este diminutivo converteu-se em masclu, masculu, que tinha o sentido de pequeno macho ou machinho, no português de hoje. O processo completou-se com a transformação de masclu em macho e nos derivados másculo, masculino e outros.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

A existência de dois sexos parece ter sido escolhida de forma independente em diferentes linhagens evolutivas (ver convergência evolutiva). O padrão repetido é a reprodução sexual em espécies isógamas com dois ou mais tipos de acasalamento com gametas de forma e comportamento idêntico (mas diferentes no nível molecular) para espécies com anisogamias com gametas dos tipos masculino e feminino para espécies com oogamia em que o gâmeta feminino é muito maior do que a do sexo masculino e não tem capacidade de se mover. Não é um bom argumento de que esse padrão foi impulsionado pelas restrições físicas sobre os mecanismos pelos quais dois gametas se reúnem conforme o necessário para a reprodução sexual.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Macho
Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete Masculino.

Referências

  1. Dusenbery, David B. (2009). Living at Micro Scale, Chapter 20. Harvard University Press, Cambridge, Mass. ISBN 978-0-674-03116-6.
Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.