Neguinho da Beija-Flor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Neguinho da Beija-Flor
Farid.jpg
Neguinho com o ex-prefeito de Nilópolis e atual presidente da escola, Farid Abrão David
Informação geral
Nome completo Luiz Antônio Feliciano Marcondes[1]
Também conhecido(a) como Neguinho da Beija-Flor
Nascimento 29 de junho de 1949 (65 anos)
Origem Nova Iguaçu, RJ
País  Brasil
Gênero(s) Samba, Samba-enredo
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1974 - atualmente

Neguinho da Beija-Flor, nome artístico de Luiz Antônio Feliciano Marcondes[1] (Nova Iguaçu, 29 de junho de 1949), é um sambista, cantor e compositor brasileiro. É, desde de 1976, o intérprete oficial da Beija-Flor.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de um músico, ganhou um concurso aos dez anos de idade puxando um samba de Jamelão. Dono de voz potente e afinada, estreou como puxador de samba no bloco Leão de Iguaçu, em 1970, transferindo-se para a Beija-Flor de Nilópolis em 1975. Lá criou o bordão "Olha a Beija-Flor aí, gente!", e continua no cargo até hoje.

Lançou o primeiro disco em 1980, ao qual seguiram-se outros, com sucessos como os sambas-enredo "Os Cinco Bailes da História do Rio" (Silas de Oliveira / Dona Ivone Lara / Bacalhau), "Aquarela Brasileira" (Silas de Oliveira), "Sonhar com Rei Da Leão" (de sua autoria) ou sambas-canção, como "Nervos de Aço" (Lupicínio Rodrigues). Outros êxitos são "Ângela" (Serginho Meriti / Alexandre), "Divina" (Alexandre), "Magali", "Esmeralda" e "O Campeão", sua composição de maior sucesso, cantada em estádios de futebol ("Domingo eu vou ao Maracanã / Vou torcer pro time que sou fã").

Ganhou o prêmio Sharp de 1991 na categoria "melhor cantor de samba". É considerado um dos mais carismáticos intérpretes do Carnaval carioca.

Em 2005 lançou seu primeiro DVD , na Cidade do Samba, contando com a presença de Sandra de Sá e dos puxadores das escolas de samba.

Neguinho lutou contra um câncer do intestino em 2008. Casou-se com Elaine Reis no dia 23 de fevereiro de 2009 no Sambódromo da Marquês de Sapucaí[2] , poucos minutos antes de cantar no carnaval. O casamento foi transmitido pela rede globo na cobertura do carnaval.

Em 2009, Neguinho gravou a música "Mulher, Mulher, Mulher (Ideia Fixa)"[3] , originalmente composta em 1974. A música é um funk e sua letra consiste na repetição chiclete da palavra "mulher". O videoclipe da música bateu recordes de acesso no Youtube, que será lançada, em versão samba, no álbum Guerreiro, Brasileiro e Sonhador de 2010.

Neguinho foi enredo de quatro escolas:Unidos de Manguinhos em 1991; da Independentes de Cordovil no ano de 1992 e da Leão de Nova Iguaçu e Juventude Imperial em 2010.

Há alguns meses atrás, Neguinho manifestou o interesse de ser candidato a prefeito de sua cidade natal. Embora, ele não tenha firmado nenhum acordo formal, já foi procurado por alguns partidos políticos, dentre os quais o PSC e o PC do B.[4] , mas no entanto desistiu de ser candidatar a prefeitura da cidade onde nasceu.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Neguinho da Beija-Flor

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.