João de Barro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
João de Barro
Informação geral
Nome completo Carlos Alberto Ferreira Braga
Também conhecido(a) como Braguinha
Nascimento 29 de Março de 1907
Local de nascimento Rio de Janeiro
 Brasil
Data de morte 24 de dezembro de 2006 (99 anos)
Local de morte Rio de Janeiro
Nacionalidade  brasileiro
Gênero(s) MPB, Marchinhas de carnaval
Ocupação(ões) Compositor
Instrumento(s) Violão
Período em atividade 1933-2006
Afiliação(ões) Bando de Tangarás, Alcyr Pires Vermelho, Antônio Almeida, Jota Júnior, Pixinguinha
Página oficial Página oficial dos 90 anos de Braguinha

Carlos Alberto Ferreira Braga, conhecido como Braguinha e também por João de Barro, (Rio de Janeiro, 29 de março de 1907  — Rio de Janeiro, 24 de dezembro de 2006) foi um compositor brasileiro, famoso pelas suas marchas de carnaval.

Braguinha estudava Arquitetura na Escola Nacional de Belas Artes e resolveu adotar o pseudônimo de João de Barro, justamente um pássaro arquiteto, porque o pai não gostava de ver o nome da família circulando no ambiente da música popular, mal visto na época. Pseudônimo este que adotou quando integrou o Bando dos Tangarás, ao lado de Noel Rosa, Alvinho e Almirante.

Em 1931 resolve deixar a Arquitetura e dedicar-se à composição. No carnaval de 1933, consegue os primeiros grandes sucessos com as marchas 'Moreninha da Praia' e 'Trem Blindado', pouco antes do fim do Bando de Tangarás, ambas interpretadas por Henrique Foréis Domingues, mais conhecido como Almirante, que se casou no ano seguinte com sua irmã Ilka.

Suas composições são conhecidas e cantadas por todos os brasileiros: Pirata da Perna de Pau, Chiquita Bacana, Touradas de Madri, A Saudade mata a Gente, Balancê, As Pastorinhas, Turma do Funil e muitas outras.

Sua musicografia completa, inclusive com versões e músicas infantis, passa dos 420 títulos, uma das maiores e de mais sucessos de nossa música popular.

Em 1937, fez letra para uma das composições mais gravadas da música popular brasileira, o samba-choro Carinhoso, feito por Pixinguinha vinte anos antes.

Lançado por Orlando Silva, Carinhoso recebeu mais de cem gravações a partir de então, tais como Dalva de Oliveira, Isaura Garcia, Ângela Maria, Gilberto Alves, Elis Regina, João Bosco e outros.

Na década de 1940, passou a fazer dublagens para produções cinematográficas realizadas por Walt Disney.

Os parceiros mais constantes foram: Alberto Ribeiro, médico homeopata e grande amigo, Alcyr Pires Vermelho, Antônio Almeida e Jota Júnior.

Faleceu aos 99 anos em 24 de dezembro de 2006, vítima de falência múltipla dos órgãos provocada por infecção generalizada.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Para vancê/Coisas da roça (1929) Parlophon 78
  • Desengano/Assombração (1929) Parlophon 78
  • Salada (1929) Parlophon 78
  • Não quero amor nem carinho (1930) Parlophon 78
  • Dona Antonha (1930) Parlophon 78
  • Minha cabrocha/A mulher e a carroça (1930) Parlophon 78
  • Quebranto (1930) Parlophon 78
  • Mulata (1931) Parlophon 78
  • Cor de prata/Nega (1931) Parlophon 78
  • Tu juraste… eu jurei/Vou à Penha rasgado (1931) Parlophon 78
  • Samba da boa vontade/Picilone (1931) 13.344 78
  • O amor é um bichinho/Lua cheia (1932) Parlophon 78
  • João de Barro (1972) RCA Victor LP
  • Pra vancê/Coisas da roça (1929) Parlophon 78
  • João de Barro e Coisas Nossas (1983) Funarte LP
  • Yes, nós temos Braguinha (1998) Funarte/Atração CD
  • João de Barro (Braguinha)­ — Nasce um compositor (1999) Revivendo CD
  • João de Barro — A música do século, por seus autores e intérpretes (2000) Sesc São Paulo CD

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.