Pinot noir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pinot noir
Pinot noir na vinícola Chehalem Ridgecrest.
Espécie: Vitis vinifera
Origem: Borgonha,  França
Cultivo: Borgonha, França
Itália
Chile
Africa do Sul
Cor da uva: tinta
Cor do vinho: tintos e o champagne
Melhores vinhos: Romanée-Conti
Volnay
Clos de Vougeot

A pinot noir é uma uva tinta da família das Vitis vinifera, originária da França.[1]

É a grande uva da região da Borgonha, sudoeste da França, com a qual são produzidos vinhos bastante admirados em todo o mundo entre os quais o Romanée-Conti, Volnay, Clos de Vougeot e outros tantos grands crus. São em geral bastante complexos com aromas intensos e que evoluem muito bem com o passar dos anos. Ela também é cultivada região da Champagne, França, e faz parte do "corte" (mistura com outras variedades) que irá resultar no champanhe propriamente dito.[1]

É uma uva de difícil cultivo mas que se adaptou muito bem à Itália, ao Chile, à Nova Zelândia e à África do Sul, além da Borgonha.

Chile[editar | editar código-fonte]

No Chile, a uva vem sendo cultivada, com bons resultados, em Casablanca, a leste de Valparaiso; no Vale de Santo Antonio, ao sul de Valparaiso e o Vale de Limarí, a cerca de 400 quilômetros ao norte de Santiago.[2]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Vinhos é um esboço relacionado ao Projeto Vinhos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.