Polícia Militar do Estado do Amapá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Polícia Militar do Amapá
Brasão PMAP.PNG
Brasão da PMAP
País  Brasil
 Amapá
Subordinação Secretaria Estadual de Segurança
Missão Polícia Militar
Sigla PMAP
Criação 26 de novembro de 1975
Marcha Canção da PMAP
Lema Nossa Presença
Sua Tranqüilidade
Sede
Guarnição Macapá

A Polícia Militar do Amapá ( PMAP ) tem por função primordial o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública no Estado do Amapá. Ela é Força Auxiliar e Reserva do Exército Brasileiro, e integra o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Brasil. Seus integrantes são denominados Militares dos Estados,1 assim como os membros do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amapá.

História[editar | editar código-fonte]

Em 19432 foi criada uma Guarda Territorial (GT) para o Território do Amapá. Essa Guarda tinha caráter civil, e mesclava a missão de segurança pública com a de construção civil. Logo a seguir foi criado o plano de organização do Departamento de Segurança Pública e Guarda Territorial (DSPGT). Foi somente a partir da implantação deste plano que a GT adquiriu o contorno de Segurança Pública.
A missão do DSPGT era proteger a vida e a propriedade dos habitantes do Território; prevenir qualquer atividade contrária à ordem pública e as leis do País; policiar os costumes; cooperar na execução de obras públicas; manter vigilância e defender os bens do Território e suas autoridades. Com isso a GT passou a dar apoio às delegacias com armamento e pessoal. Os delegados eram Oficiais, enquanto que os comissários eram Inspetores da Guarda. Em 1945 todos os Municípios possuíam Delegado, Escrivão, e Guardas.

A PMAP foi criada em 1975, com a denominação de Polícia Militar do Território Federal do Amapá.3 O efetivo foi formado por trinta e oito Oficiais R/2, do Exército Brasileiro, e três Oficiais da PMSE. Os Sargentos foram formados na PMMG e PMGO, após concurso interno realizado na GT. A partir dessa data a GT foi gradativamente extinta. Seus integrantes tiveram como opção o aproveitamento na Polícia Militar, mediante seleção ou lotados em outros órgãos da administração do Território.

Estrutura Operacional[editar | editar código-fonte]

Capital

  • 1º BPM;
  • 2º BPM;
  • 5º BPM - BOPE;
  • 6º BPM;
    • CCSG - Companhia de Comando, Serviço e Guarda;
    • Companhia Independente de Polícia de Trânsito.

Interior

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Artigo 42 da Constituição de 1988.
  2. Lei n° 5.839, de 21 de setembro de 1943.
  3. Lei n° 6.270, de 26 de novembro de 1975.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal
A Wikipédia possui o
Portal da Segurança do Brasil
Commons
O Commons possui multimídias sobre Polícia Militar do Estado do Amapá

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.