Roxette

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roxette
Roxette em apresentação na cidade de Halmstad, Suécia (agosto de 2010).
Informação geral
Origem Halmstad
País  Suécia
Gênero(s) Pop, rock
Período em atividade 1986 - hoje
Gravadora(s) EMI e Edel Music
Página oficial http://www.roxette.se/
Integrantes
Marie Fredriksson
Per Gessle

Roxette é uma dupla de música pop rock sueca formada por Marie Fredriksson e Per Gessle. A dupla alcançou sucesso mundial entre o fim dos anos 1980 até meados da década de 1990, período em que tiveram dezenove singles no top 40 do UK Singles Chart[1] e quatro singles #1 nos Estados Unidos: "The Look", "Listen to Your Heart", "It Must Have Been Love" e "Joyride"[2] . Além disso a dupla foi certificada pela Recording Industry Association of America (RIAA), com dois álbuns de platina — Look Sharp!, de 1988 (lançado nos Estados Unidos em 1989) e Joyride, de 1991, bem como dois singles de ouro — "The Look" e "It Must Have Been Love". Ao longo de mais de vinte anos de carreira, o Roxette vendeu mais de 75 milhões de álbuns e 25 milhões de singles no mundo todo.

História[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Na época que os cantores/compositores Per Gessle e Marie Fredriksson uniram-se para formar o Roxette, ambos eram artistas de sucesso na Suécia. Eles se conheceram em 1979, atuando em bandas distintas. Gessle era integrante de uma das mais populares bandas suecas, o Gyllene Tider, enquanto Marie trabalhava nos menos bem sucedidos Strul e Mamas Barn, antes de ambos embarcaram em carreiras solo. Em 1981, Marie cantou pela primeira vez com Gyllene Tider, cantando ao fundo em um álbum de língua sueca da banda lançado em 1982, e que rendeu ao Gyllene Tider seu primeiro prêmio Rockbjörnen na categoria Melhor Grupo Sueco.

Marie Fredriksson

Enquanto trabalha em seu primeiro disco solo (Het Vind), Marie continuava fazendo pequenas participações no álbum The Heartland Café, o primeiro do Gyllene Tider em língua inglesa. Segundo Gessle, esse trabalho foi feito em resposta ao interesse manifestado pela Capitol Records, uma gravadora norte-americana afiliada ao EMI Group, a gravadora do Gyllene Tider. Gessle já havia escrito uma canção em inglês, que apareceu num álbum de 1982 lançado por Anni-Frid Lyngstad, ex-integrante do grupo ABBA. Foi, de fato, uma adaptação de um poema de Dorothy Parker. Escrever e gravar canções em inglês foi, para o Gyllene Tider, foi uma tentativa de chegar para o lucrativo mercado americano.

Per Gessle

The Heartland Café vendeu inexpressivas 45.000 cópias na Suécia. O recém-nomeado Roxette lançou apenas um single nos Estados Unidos, "Teaser Japanese", cujo vídeo chegou à MTV, mas não chegou se quer a ser exibido. Como os singles posteriores, saíram-se melhor, na Suécia, o Gyllene Tider iniciou uma breve turnê pelo país para divulgar o álbum. No entanto, "o álbum morreu depressa demais e uma carreira internacional morreu antes de sequer começar", escreveu Gessle. "Decidimos então por o Gyllene Tider para descansar ... por um tempo".

Gessle gravou um disco solo em língua sueca, lançado em 1985 e trazendo novamente Marie cantando ao fundo, ao mesmo tempo em que Fredriksson gravou seu segundo disco solo e recebeu o prêmio Rockbjörnen como Melhor Artista Feminina Sueca de 1986. Após o aconselhamento mútuo de suas gravadoras, Per e Marie juntaram-se para gravar um single em inglês. "Neverending Love" foi lançado no final de 1986 sob o nome "Roxette" e alcançou o Top 10 sueco.

Pearls of Passion[editar | editar código-fonte]

Fredriksson e Gessle rapidamente gravaram um álbum completo, utilizando canções que Gessle tinha escrito originalmente para o seu terceiro disco solo. Com o lançamento do Pearls of Passion, em 31 de outubro de 1986, o Roxette se tornou um sucesso ainda maior na Suécia, com os singles de "Neverending Love" e "Goodbye to You" no Top 10.

Pearls of Passion foi lançado em 1987 na Espanha juntamente com o single "I Call Your Name", e foi seguido por uma compilação de remixes das mesmas canções, intitulado Dance Passion. Alguns dos lançamentos de Pearls of Passion chgaram a ser executados em rádios européias fora da Suécia.

Em 1987, Marie lançou seu terceiro álbum solo, e ganhou o Prêmio Grammis sueco como Melhor Artista Feminina de Pop/Rock. No Rockbjörnen, ela levou os prêmios de Melhor Álbum e Melhor Artista Feminina. Nessa época, o Roxette lançou o single "I Want You", em colaboração com Eva Dahlgren e Ratata. Mais tarde, no mesmo ano, eles lançaram "It Must Have Been Love (Christmas For the Broken-hearted)", uma canção que manteve vivo o nome do Roxette no cenário musical europeu, enquanto Per e Marie preparavam seu próximo álbum. Gessle afirmou que esse single foi o primeiro esforço sério do Roxette para atingir mercados europeus além da Suécia, como a Alemanha, embora a EMI alemã tenha decidido não lançar o single.

Look Sharp![editar | editar código-fonte]

O álbum seguinte, Look Sharp!, Foi lançado na Europa em 19 de outubro de 1988, dois anos após Pearls of Passion. Gessle e a gravadora EMI Svenska optaram por destacar Marie, lançando os singles "Chances" e "Dressed for Success", como os primeiros singles.

Depois disso, as rádios suecas passaram a executar "The Look". Nessa época, um estudante norte-americano de Minneapolis, Dean Cushman, realizava uma viagem de intercâmbio na Suécia quando ouviu "The Look", então uma das músicas mais tocadas do país. Cushman comprou uma cópia de Look Sharp! e levou-a para os Estados Unidos no fim de 1988. De acordo com Gessle, Cushman "implorou" para que uma estação de rádio de Minneapolis, KDWB 101,3 FM, reproduzisse a canção. Com base na resposta positivo radialista, o diretor de programação da estação copiou e distribuiu a canção para outras estações, e dentro de semanas, a canção se tornou bastante popular.

Três ou quatro gerações de exemplares da música foram confeccionados e distribuídos por estações de rádio dos Estados Unidos, que passaram a executar o single espontaneamente, antes de qualquer produto do Roxette ser lançado ou promovido no mercado norte-americano. Após a popularidade de "The Look", os diretores da EMI tomaram a decisão de o single nos Estados Unidos. O "caso Dean Cushman", foi parar nos rádios, jornais e nas redes de TV os americanas e suecas. Durante muitos anos, Fredriksson e Gessle afirmaram que esse foi o início do seu sucesso internacional.

No início de 1989, a EMI lançou "The Look" nos Estados Unidos, juntamente com cópias do álbum Look Sharp!. "The Look" atingiu o primeiro lugar do ranking Billboard Hot 100 em 8 de abril de 1989, onde permaneceu por uma semana. No final do ano, a Billboard classificou "The Look" como um dos 20 maiores Hot 100 singles do ano. "The Look" também chegou ao topo dos rankings musicais de importantes mercados, como Alemanha, Japão e Austrália. Em maio, também entrou no Top 10 do Reino Unido.

"Dressed for Success" foi o segundo single nos Estados Unidos, e o Roxette iniciou sua primeira turnê mundial. O single foi #14 no Hot 100, bem como #3 na Austrália e #2 no Japão. "Listen to Your Heart" foi lançado depois. A canção conseguiu captar grande interesse dos ouvintes, mesmo sendo radicalmente diferente de "The Look" e "Dressed for Success", lembrando as baladas da banda Heart. O single passou uma semana como #1 Billboard Hot 100, a partir de 4 de novembro de 1989 e atingiu o Top 10 em quase todo o mundo, incluindo Alemanha, Reino Unido, Austrália e Japão.

Um quarto single, "Dangerous", foi lançado no final do ano, entrando no Hot 100 no final de dezembro, passando duas semanas como #2 no Hot 100, em fevereiro de 1990 e, à exemplo de suas antecessoras, tornar-se um sucesso mundial, atingindo o Top 10 em importantes mercados da música no mundo inteiro. "Dangerous" foi lançado como double A-sided single no Reino Unido, juntamente com "Listen To Your Heart".

Look Sharp! deu a Gessle seu primeiro Grammis sueco na categoria Melhor Compositor. O Roxette também recebeu dois Rockbjörnen Award: Melhor Álbum e Melhor Grupo Sueco, enquanto Marie ganhou seu terceiro Rockbjörnen consecutivo de Melhor Artista Feminina Sueca.

Nessa época, a Touchstone Pictures procurou a EMI e o Roxette para uma contribuição para a trilha sonora de um filme estrelado por Richard Gere e Julia Roberts. Gessle afirmou que "It Must Have Been Love", gravação feita há dois anos, foi escolhida porque o Roxette não teve tempo para compor e gravar uma nova canção enquanto fazia shows de sua turnê na Austrália e na Nova Zelândia.

Gessle e produtor Clarence Öfwerman tomaram a antiga gravação, pediram à Marie para substituir as referências ao Natal, acrescentou o som de alguns instrumentos e superposições vocais ao fundo, e deu a canção para os produtores da trilha sonora que (de acordo com Gessle) a deixaram de cabeça para baixo. Gessle disse também que, após a re-editar a canção antes do lançamento do filme, os produtores re-solicitaram a canção, que foi então adicionada à trilha sonora.

Uma Linda Mulher foi lançado em março de 1990 e arrecadou mais de US$ 460 milhões de bilheteria a nível mundial. A trilha sonora recebeu três álbuns de platina, certificados pela RIAA. Embora não tenha sido o primeiro single lançado, "It Must Have Been Love" foi o mais bem-sucedido, passando duas semanas como #1 no ranking Billboard Hot 100, a partir da edição de 16 de junho de 1990, e chegando ao topo dos rankings musicais em mais de 20 países.

A canção ainda passou duas semanas adicinais como #2 depois de sair do topo do ranking norte-americano, um total de nove semanas no Top 10, e dezessete semanas no Top 40. A Billboard classificou "It Must Have Been Love" como #2 Hot 100 singles de 1990, atrás apenas de "Hold On", de Wilson Phillips. Na Alemanha, o single passou 9 meses no Top 75. A canção se revelou o maior sucesso do Roxette, alcançando o topo de rankings musicais em muitos países e sendo #3 no Reino Unido, a melhor colocação de um single da dupla por lá.

Na Suécia, o Roxette recebeu seu segund Rockbjörnen como Melhor Grupo e Marie ganhou o seu quarto prêmio como Melhor Artista Feminina Sueca.

Joyride[editar | editar código-fonte]

Ao fim de 1990, o Roxette completou sua turnê mundial e retornou para a Suécia para gravar o sucessor de Look Sharp!. Com 14 canções, Joyride foi lançado em março de 1991. O álbum alcançou o #12 lugar no Billboard 200 álbum chart e se tornou um grande sucesso na Europa (#1 na Alemanha durante 13 semanas, #1, na Suécia, #2 no Reino Unido) e #4 na Austrália.

O single "Joyride" atingiu a quarta colocação no Reino Unido e passou uma semana como #1 no Billboard Hot 100, a partir de 11 de maio, também estando no topo dos rankings musicais em mais de 20 países, incluindo Alemanha, Suécia e Austrália. O single também atingiu um enorme sucesso no Canadá, que resultou na nomeação do Roxette para o Juno Award de 1992 na categoria Single Mais Vendido para um Artista Estrangeiro.

O single seguinte, "Fading Like a Flower (Every Time You Leave)", passou uma semana como #2 sobre no Hot 100 em julho e foi um grande sucesso em outros grandes mercados (#7 na Austrália, #5 na Alemanha e na Suécia). Foi então que Roxette embarcou em uma turnê ainda mais ambiciosa, levando mais de 1,7 milhões de fãs à 108 concertos, incluindo alguns nos Estados Unidos.

Foi nesta época que, segundo Per Gessle, a filial americana da EMI realizou alterações pessoais que resultaram em uma queda na publicidade dada ao Roxette. Embora Joyride tenha sido certificado como álbum de platina e tenha realizado expressivas vendas, superando Look Sharp!, os singles posteriores - "Spending My Time" e "Church of Your Heart" - não conseguiram chegar acima do #30 no Hot 100, enquanto que do outro lado do Atlântico, o enorme sucesso dos singles de Joyride álbum continuou: "Spending My Time" se tornou outro Top 10 na Alemanha e na Austrália, enquanto "The Big L." fez parte do Top 10 japonês e sueco, bem como o Top 20 na maioria dos países europeus, incluindo a Alemanha.

O sucesso absoluto da dupla se refletiu numa nomeação para o prêmio Echo (o equivalente alemão do Grammy) na categoria Grupo Internacional do Ano. Eles também ganharam dois Rockbjörnens: Melhor Álbum e Melhor Grupo Sueco.

Tourism[editar | editar código-fonte]

A dupla continuou com a turnê Join the Joyride World Tour até o final de 1991. Em vez de lançar um novo álbum, Per e Marie optaram por remasterizar gravações mais antigas, incluindo várias músicas não incluídas nos álbuns Look Sharp! e Joyride. Eles também registraram algumas de suas performances ao vivo, gravaram uma versão de "It Must Have Been Love" de inspiração country em um estúdio de Los Angeles, e novo material gravado em diversas localidades ao redor do mundo - um dance club vazio dança clube, um quarto de hotel - e compilou tudo no álbum Tourism: Songs from Studios, Stages, Hotelrooms & Other Strange Places, lançado em outubro de 1992. Gessle afirmou que o álbum foi criado para "capturar a energia dentro da banda", especialmente no desempenho espontâneo de músicas como "Here Comes the Weekend" e "Never Is a Long Time".

O primeiro single do álbum foi "How Do You Do!" seguido pela balada "Queen of Rain" e uma diferente versão da canção "Fingertips", gravada acusticamente para o álbum e re-intitulado como "Fingertips '93" para a para ser lançada como single. Tourism e seus singles fizeram pouco sucesso nos Estados Unidos, ao contrário do que ocorreu na Europa, graças ao single "How Do You Do!" que deu ao Roxette um lugar no Top 5 de toda a Europa (#2 na Alemanha e na Suécia), bem como o seu primeiro Top 15 no Reino Unido em mais de um ano. O álbum também se mostrou um best-seller no continente, atingindo #1 na Alemanha e na Suécia e #2 no Reino Unido, bem como um pico em #5 na Austrália.

Foi também em 1992 que Marie Fredriksson lançou seu primeiro álbum solo em língua sueca em cinco anos, intitulado Ständiga Den Resan (A Eterna Jornada). Ele lhe trouxe seu segundo Grammis Award, desta vez como Artista do Ano.

No início de 1993, o Roxette participou da série MTV Unplugged sendo a primeira banda a gravar um aucústico para MTV não tendo a língua inglesa como mãe, apesar das músicas nunca terem sido lançadas em um álbum oficial Unplugged. Em casa, Roxette recebeu um Rockbjörnen de Melhor Grupo Sueco, o último Rockbjörnen que o grupo iria receber, embora tenha recebido nomeações nos anos seguintes. Roxette também recebeu sua segunda nomeação ao prêmio Echo na categoria Grupo Internacional do Ano.

Foi também em 1993 que a dupla gravou e lançou o single "Almost Unreal", uma canção originalmente composta para o filme Hocus Pocus estrelado por Bette Midler, Sarah Jessica Parker e Kathy Najimy. No entanto, a canção foi deslocada para a trilha sonora do filme Super Mario Bros., baseado no videogame Nintendo e estrelando Bob Hoskins, John Leguizamo e Dennis Hopper. O filme, que custou mais de US$ 40 milhões, arrecadou apenas US$ 20 milhões na bilheteria. Apoiado pelo filme e recebendo um razoável apoio da EMI, "Almost Unreal" permaneceu algumas semanas nas últimas posições da Billboard Hot 100, mas alcançou o Top 10 da UK Singles Chart, o primeiro single da dupla nesse ranking desde o lançamento de "Joyride" dois anos antes .

Crash! Boom! Bang![editar | editar código-fonte]

O Roxette retornou — "adulto", segundo Marie Fredriksson — em 1994, com o lançamento de Crash! Boom! Bang!, álbum que acabou sendo um estrondoso sucesso na Europa (#1 na Suécia, #2 na Alemanha, #3 no Reino Unido) e quebrou recordes no Japão, tornando-se o lançamento de maior sucesso de um álbum não japonês na história do país. Nos Estados Unidos, onde a EMI local quase não divulgou o álbum, as vendas foram ajudadas por uma campanha da rede McDonald's, que promoveu e vendeu um CD de dez faixas em suas lojas, intitulado Favorites From Crash! Boom! Bang!, alcançando mais de um milhão de cópias vendidas nos Estados Unidos e se tornando-se um dos grandes sucessos do grupo no mercado norte-americano, mostrando que a dupla ainda tinha um grande número de fãs por lá.

O primeiro single do álbum foi "Sleeping In My Car", que chegou ao Billboard Top 50 nos Estados Unidos e ao Top 15 do Reino Unido, Austrália e Alemanha. Os lançamentos seguintes, "Crash! Boom! Bang!", "Fireworks", "Run To You" e "Vulnerable" também obtiveram relativo sucesso nos rankings musicais de todo o mundo, com exceção dos Estados Unidos - todos eles fizeram parte do Top 30 do UK Singles Chart.

Em 1994 teve início a turnê Crash! Boom! Bang! World Tour 1994-95. Embora dessa vez a dupla não tenha feito nenhum show nos Estados Unidos, o Roxette foi o primeiro grupo do Ocidente que obteve permissão para se apresentar na China desde o Wham!, em 1985. As negociações para a obtenção da permissão para o concerto levaram anos, e incluíram até a censura de alguns trechos de "Sleeping In My Car". No entanto, a canção foi cantada de acordo com a composição original durante o show.

Crash! Boom! Bang! foi o último lançamento do Roxette pela EMI nos Estados Unidos.

Don't Bore Us, Get to the Chorus! e Baladas En Español[editar | editar código-fonte]

Em 1995, o Roxette lançou uma compilação de seus maiores sucessos, Don’t Bore Us – Get to the Chorus! Roxette’s Greatest Hits, que chegou ao Top 5 em diversos países europeus, incluindo o Reino Unido, bem como no Top 10 australiano. Com dezoito faixas, o álbum trazia quatro novas canções, incluindo "You Don't Understand Me", música que Per Gessle compôs em parceria com o norte-americano Desmond Child. Nesse mesmo ano, uma compilacão de singles que não fizeram parte de nenhum álbum do Roxette e algumas músicas do programa MTV Unplugged foi lançada no Sudeste Asiático e em algumas partes da América do Sul sob o título Rarities.

O ano marcou também a terceira indicação do Roxette na categoria Grupo Internacional do Ano no prêmio Echo.

Em 1997, algumas das músicas de maior sucesso do Roxette foram traduzidas para língua espanhola, dando origem ao álbum Baladas En Español, sucesso de vendas na América Latina e na Espanha, onde foi álbum de platina. Ainda em 1996, Marie lançou outro álbum em língua sueca, I En Tid Som Var ("Num Tempo como o Nosso"). Ao mesmo tempo, Per reuniu-se com o Gyllene Tider para uma turnê de grande sucesso na Suécia, que rendeu à banda dois Grammis — Melhor Artista e Melhor Música ("Gå och Fiska") — e um Rockbjörnen Award de Melhor Música.

Have a Nice Day[editar | editar código-fonte]

Per Gessle lançou um álbum solo em língua inglesa, The World According to Gessle, em 1997. Uma das músicas, "I'll Be Alright", trazia Marie cantando ao fundo.

Ambos se reuniram em 1998 para gravar as músicas do novo álbum do Roxette, Have A Nice Day, que foi lançado em março de 1999 e assinalou o bem-sucedido retorno da dupla à Europa continental (#1 na Suécia, #2 na Alemanha), mas teve vendagens fracas na Austrália e no Reino Unido, onde a dupla tradicionalmente obtinha vendas expressivas. Contendo elementos de música tecno e house, Have A Nice Day marcou o retorno da dupla ao topo dos rankings musicais de sua terra natal.

O primeiro single, "Wish I Could Fly", ficou tão perto do Top 10 do UK Singles Chart (#11) quanto qualquer outro single lançado pelo Roxette desde 1993. A música também esteve presente no Top 10 da Itália e no Top 20 de Áustria, Finlândia e Suíça. Na Suécia, ficou posicionado #4 lugar, a melhor posição de um single da dupla desde "Sleeping In My Car". "Wish I Could Fly" foi considerada a sétima música mais executada nas rádios européias no ano de 1999.

O segundo single, "Anyone", ficou muito mal posicionado nos rankings musicais, não chegando sequer a ser lançado no Reino Unido. Essa falha foi compensada pelo lançamento do terceiro single, " Stars”, que esteve no Top 10 da Finlândia, no Top 20 de Suécia e Noruega e no Top 30 da Alemanha e Suíça. As vendas de Have A Nice Day também foram boas na América do Sul, mas o álbum não foi lançado nos Estados Unidos.

Em 2000, Marie lançou uma compilção com seus maiores sucessos em sueco, nomeado Äntligen (Finalmente). O álbum se tornou um grande sucesso de vendas na Suécia (#1 por três semanas) e resultou numa turnê de sucesso pelo país. Ao mesmo tempo, o Roxette assinou um contrato a gravadora Edel Music, que lançou o álbum Don't Bore Us, Get to the Chorus! nos Estados Unidos, substituindo algumas canções da versão original do álbum por músicas ("Wish I Could Fly" e " Stars") de Have A Nice Day. O resultado foi o retorno da dupla sueca aos rankings musicais norte-americanos: o single "Wish I Could Fly" ficou em #27 no Billboard Adult Contemporary e em #40 lugar nos cômputos do Adult Top 40.

Room Service[editar | editar código-fonte]

O lançamento de Room Service, em 2001, foi seguido por críticas entusiasmadas. "Provavelmente o melhor álbum do Roxette desde Joyride", escreveu Leslie Mathew, do Allmusic. O primeiro single de Room Service, "The Centre of the Heart", foi #1 na Suécia e esteve no Top 20 de Finlândia e Argentina, seguido de "Milk and Toast and Honey", que alcançou o Top 30 sueco e suíço, o Top 5 em Portugal e chegou ao #1 lugar no Brasil, graças em parte à sua inclusão na trilha sonora da novela Um Anjo Caiu do Céu, da Rede Globo. Ainda em 2001, o Roxette iniciou mais turnê pela Europa, intitulada Room Service World Tour 2001.

Roxette em um show na Espanha - 2001

Compilações e álbuns solo[editar | editar código-fonte]

Após o lançamento de Room Service vieram um conjunto de compilações, The Ballad Hits, lançada no final de 2002 e The Pop Hits, no início de 2003. Cada conjunto continha um CD separado com material faixas raras. A canção "A Thing About You" foi lançado como a single de The Ballad Hits. O álbum foi lançado no Reino Unido em 14 de fevereiro de 2003 e chegou a ser o #11 mais vendido, tendo alcançado boas colocações na Alemanha e nos Países Baixos. O single "Opportunity Nox" foi lançado a partir de The Pop Hits em 2003.

Entretanto, em setembro de 2002, após um desmaio, Marie Fredriksson foi diagnosticada com um tumor cerebral, que mais tarde foi removido com êxito em uma cirurgia. Foi durante a sua recuperação que ela escreveu e compilou canções para seu primeiro disco solo em língua inglesa, The Change, lançado em outubro de 2004. Inspirado pela sensação de mortalidade e realizado em parceria com seu marido, Mikael Bolyos, o álbum entrou no chart sueco em #1 e rapidamente ganhou status de Ouro pela IFPI. O primeiro single, "2nd Chance" , entrou no ranking de singles sueco #8 lugar.


Em junho de 2003, Gessle lançou seu primeiro álbum solo em língua sueca em 18 anos, intitulado Mazarin (Pôster). O álbum atingiu o #1 no ranking sueco de álbuns, tornou-se cinco vezes platina, e trouxe numerosos prêmios a Gessle. Uma das faixas, "På Promenad genom Staden" ( "Passeando pela Cidade") teve participação especial de Marie Fredriksson.

Em 2004, Gessle e o Gyllene Tider reuniram-se para comemorar o aniversário de 25 anos da banda, que incluiu o primeiro álbum da banda em 20 anos, Finn 5 fel!, e uma bem sucedida turnê na Suécia. Ao fim da turnê, quase meio milhão de fãs haviam assitido aos shows do grupo. Como resultado, eles foram homenageados com quatro prêmios na Suécia.

Em 2005, o grupo belga DHT remixou a canção "Listen to Your Heart" na versão trance. Originalmente lançada na Bélgica em 2003, as várias combinações da canção chegaram aos clubes norte-americanos no final de 2004. Em meados de 2005, a canção alcançou o Top 10 da Billboard Hot 100, e foi certificada com status de single de ouro pela RIAA em outubro.

Em 23 de novembro de 2005, Per Gessle lançou seu primeiro álbum solo em inglês em oito anos, intitulado Son of a Plumber (Filho de um Canalizador). Ele estava no meio de divulgação do álbum, quando, em 29 de novembro de 2005, compareceu com Marie Fredriksson ao Dorchester Hotel, em Londres, uma apresentação de prêmios pela Broadcast Music Incorporated (BMI). Gessle recebeu um prêmio por "It Must Have Been Love", que, até 2005, havia sido executada mais de 4 milhões de vezes nas rádios norte-americanas. A cerimônia marcou a primeira vez Fredriksson e Gessle apareceram juntos em público desde o aparecimento de tumor cerebral em Marie e posterior retirada em 2002. Quando perguntado por um repórter se haveria um retorno do Roxette, Gessle respondeu, "Nós não decidimos ainda. As portas não estão fechadas. ... Ainda somos jovens".

Marie regressou em 2006 com uma compilação de canções sueco intitulada Min bäste Vän (Minha Melhor Amiga). O single "Sommaräng" foi lançado em 17 de maio de 2006. Min bäste Vän é um álbum com canções dos anos 60 e 70 que marcaram a infância de Marie.

Em meados de 2006, a dupla lançou, para execuções em rádios a canção "The Rox Medley" para promover o lançamento comemorativo de seus 20 anos de carreira. O medley inclui seis hit singles: "The Look", "Joyride", "Listen to Your Heart", "Dangerous", "It Must Have Been Love" e "Fading Like a Flower (Every Time You Leave)". Lançada como b-side do single "One Wish" e disponibilizada para download no iTunes, atingiu #1 entre os downloads de músicas na Suécia.

O boxset The Rox Box / Roxette 86-06 foi lançado em 18 de outubro de 2006. Abrangendo mais de 4 CDs e DVD, que incluía dois novos singles, "One Wish" e "Reveal", The Rox Box foi lançado para comemorar o sucesso do Roxette na indústria musical. A capa do The Rox Box traz a frase "Hoje foi há vinte anos atrás...", referência ao fanatismo de Gessle pelos Beatles.

Uma nova coletânea musical, A Collection of Roxette Hits - Their 20 Greatest Songs! foi lançado ao mesmo tempo que o Rox Box. "One Wish" e "Reveal" também foram incluídos neste CD.

"One Wish" foi lançado internacionalmente no dia 6 de outubro. Foi a sua primeira canção nova em 4 anos e foi gravado em maio de 2006 especialmente para o Rox Box. Em 14 de fevereiro de 2007, o segundo single, "Reveal", foi lançado, não internacionalmente, mas "aqui e ali". Após rumores de que Per Gessle estava descontente com a versão do álbum "Reveal" uma "single version" foi criada e lançada às rádios.

Em uma recente entrevista à rádio CKWV-FM "The Wave", de Vancouver, Canadá, Gessle partilhou seus sentimentos sobre trabalhar com Fredriksson novamente:

"Foi, de fato, maravilhoso, e emocionante, é claro... Mas chega um momento em que vamos para trás na onda. Eram as mesmas piadas, o mesmo... tudo foi como o mesmo. Portanto, embora tenha ido por hora, a sensação é como se o tempo ficou ainda um pouco parado... Não é como era antes, porque, você sabe, Marie é uma pessoa que mudou depois de tudo o que ela passou. Mas apesar de tudo, ela ainda canta muito bem e, você sabe, foi um prazer para poder gravar essas canções. Se você tivesse me perguntado 2 anos atrás, se isso acontecer, eu definitivamente nunca acreditaria que aconteceria. Estou muito contente com o que nós realmente pudemos fazer".

No final de 2008 Per Gessle lança um novo disco solo chamado Party Crasher, capitaneado pelo single "Silly Really". Logo em seguida, lançou-se em uma pequena turnê mundial iniciada em abril de 2009.

Também em 2008 O tablóide britânico "The Sun" divulgou uma lista com as 50 cantoras que nunca serão esquecidas na história da música com Marie Fredriksson ocupando a 16° posição.

O retorno[editar | editar código-fonte]

Durante alguns shows da turnê "Party Crasher", Marie Fredriksson surgiu como convidada (para alegria e surpresa da plateia) e interpretou antigos sucessos do Roxette como "The Look" e "It Must Have Been Love" (Per Gessle vinha tocando músicas da dupla nos shows desta turnê).

Depois de anos afastados dos palcos, em 2009 a dupla anuncia numa conferência de imprensa que vai se apresentar no festival “Night of The Proms”. Eles se apresentam por várias partes do mundo tocando seus quatro maiores sucessos, orquestrados: “The Look”, “Listen To Your Heart”, “It Must Have Been Love” e “Joyride”. Durante esse tempo, novas ideias e canções surgem e o Roxette decide gravar um novo trabalho.

Logo no início de 2010, Per e Marie entram em estúdio e dão início ao processo de criação do novo álbum. Per Gessle revela em uma entrevista que eles estão trabalhando em 16 canções e que o resultado vem sendo matador. Sobre o estilo das canções, ele afirma que elas soam como um “Look Sharp” moderno, cheio de duetos como “Dangerous” e “Dressed For Success”. Em Agosto, eles tocaram “The Look” na cerimônia de casamento da Princesa da Suécia, Victoria.

Charm School e turnê mundial[editar | editar código-fonte]

Roxette em um show na Holanda - 2011

Após uma série de shows incluindo Suécia, Dinamarca, Noruega e Rússia em 2010, que serviram como uma espécie de “teste” para uma possível turnê mundial em 2011, no final de outubro o Roxette anunciou que vai sair em turnê mundial novamente. No Press Release oficial, Per Gessle diz que a tour "é um grande milagre" e Marie se declara "ansiosa para rever seus fãs novamente".


Após muita especulação, no dia 3 de dezembro de 2010, Per Gessle e Roxette anunciam no Twitter seus mais novos lançamentos: o single She’s Got Nothing On (But The Radio), que foi lançado em 10 de janeiro de 2011, e o novo álbum Charm School, lançado em 11 de fevereiro. O álbum terá uma edição em vinil e um CD duplo em edição deluxe.[3]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora em filmes[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora em novelas[editar | editar código-fonte]

Roxette no Brasil[editar | editar código-fonte]

  • O Roxette esteve presente no Brasil em cinco momentos:
  • Em maio de 1992, com a turnê "Join The Joyride World Tour 1991-92", fazendo shows em Porto Alegre, Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.
  • Em março de 1995, com a turnê "Crash!Boom!Bang! World Tour 1994-95",fazendo shows em São Paulo e Rio de Janeiro.
  • Em junho de 1999, divulgando o álbum Have A Nice Day. Nessa oportunidade, Per e Marie participaram dos programas de TV Domingão do Faustão e Programa do Jô da Rede Globo, nos extintos Programa Livre do SBT e H da Bandeirantes, e de alguns programas de rádio, como o Pânico, da Rádio Jovem Pan e também na Rádio Transamérica.
  • O Roxette apresentou-se no Brasil em abril de 2011, tocando nas cidades de Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.
  • Eles voltaram a se apresentar no Brasil em maio de 2012, nas cidades de Brasília, Recife, São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro.


Referências

  1. Singles do Roxette na parada UK Singles Chart. www.chartstats.com.
  2. Singles do Roxette na Billboard. www.billboard.com.
  3. Roxette turn on the charm. emimusic.com. Página visitada em 3 de dezembro de 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Roxette