Royal Rumble (2010)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Royal Rumble (2010)
Poster promocional do evento com diversos lutadores da WWE[1]
Frase I Am The One
Música
tema
"Hero" por Skillet[2]
"Martyr No More" por Fozzy[3]
Detalhes
Promoção WWE
Data 31 de janeiro de 2010
Local Philips Arena
Assistência 16,697[4]
Cidade Atlanta, Geórgia
Cronologia dos pay-per-views
TLC: Tables, Ladders & Chairs (2009) Royal Rumble (2010) Elimination Chamber (2010)
Cronologia do Royal Rumble
Royal Rumble (2009) Royal Rumble (2010) Royal Rumble (2011)

Royal Rumble (2010) foi a vigésima terceira anual do evento em pay-per-view de luta profissional Royal Rumble produzido pela World Wrestling Entertainment (WWE). Aconteceu em 31 de janeiro de 2010, na Philips Arena em Atlanta, Geórgia, com lutadores das divisões Raw, SmackDown e ECW.[5] Tradicional desde 1993, o vencedor da luta Royal Rumble recebeu uma luta por um título mundial no WrestleMania daquele ano.

Seis lutas aconteceram no evento. A principal foi uma luta Royal Rumble de 30 lutadores das três divisões da WWE. Edge, o vigésimo nono participante, venceu o combate ao eliminar John Cena. A luta principal do Raw foi pelo Campeonato da WWE, entre o então-campeão Sheamus e Randy Orton, com o primeiro vencendo por desqualificação. A principal luta do SmackDown foi entre The Undertaker e Rey Mysterio pelo Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados, com The Undertaker vencendo. O principal combate da ECW foi entre Christian e Ezekiel Jackson pelo Campeonato da ECW, com Christian vencendo.

Antes do evento[editar | editar código-fonte]

Royal Rumble teve lutas de wrestling profissional de diferentes lutadores com rivalidades e histórias pré-determinadas que se desenvolveram no Raw, SmackDown, ECW e Superstars. Os lutadores interpretaram um vilão ou um mocinho seguindo uma série de eventos para gerar tensão, culminando em várias lutas.[6]

O pay-per-view teria uma tradicional luta Royal Rumble, que aconteceu em todo evento Royal Rumble desde sua criação. Em intervalos regulares de tempo, 30 lutadores entram no ringue e são eliminados ao serem jogados para fora do ringue com os dois pés tocando no chão. Um vencedor é decidido quando 29 lutadores são eliminados.[7] O vencedor ganharia direito por uma luta por um título mundial de sua escolha no WrestleMania XXVI.[8]

Na ECW de 15 de dezembro de 2009, a Gerente Geral Tiffany anunciou uma competição chamada "ECW Homecoming", com o vencedor do torneio enfrentando Christian pelo Campeonato da ECW no Royal Rumble. A primeira rodada do torneio, que consistia de ex-campeões, consistiu de oito lutas individuais. Os vencedores se qualificariam para a "Homecoming Finale" em 12 de janeiro de 2010, na ECW, em uma Battle Royal de oito lutadores. As duas primeiras lutas qualificatórias aconteceram na mesma noite, com Ezekiel Jackson derrotando Vladimir Kozlov e Kane derrotando Zack Ryder.[9] Na ECW de 22 de dezembro, Jack Swagger foi derrotado por Yoshi Tatsu, enquanto Vance Archer avançou no torneio ao derrotar Goldust.[10] Na ECW de 29 de dezembro, Matt Hardy e Evan Bourne derrotaram, respectivamente, Finlay e Mike Knox para se qualificar.[11] As duas vagas finais foram disputados na ECW de 5 de janeiro de 2010, com Shelton Benjamin derrotando Chavo Guerrero e CM Punk derrotando Mark Henry.[12] Ezekiel Jackson venceu a "Homecoming Finale", eliminando, por último, Kane, pelo direito de enfrentar Christian no Royal Rumble.[13]

No Raw de 4 de janeiro, Montel Vontavious Porter derrotou Mark Henry, Carlito e Jack Swagger, tornando-se o desafiante pelo Campeonato dos Estados Unidos de The Miz.

Foi anunciado no website oficial da WWE em 31 de dezembro de 2009, que The Undertaker defenderia o Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados no Royal Rumble; o desafiante seria definido em um torneio "Beat the Clock Sprint", uma série de lutas, cujo vencedor com o menor tempo é declarado desafiante pelo título. O torneio aconteceu no SmackDown de 1 de janeiro de 2010, com a participação de CM Punk, Kane, Chris Jericho, Rey Mysterio, Dolph Ziggler, R-Truth, Matt Hardy e Batista. CM Punk derrotou Matt Hardy na primeira luta, com o tempo de 7:20. A luta seguinte, entre Kane e Ziggler, foi mais longo que o tempo de Punk. Jericho foi derrotado por Mysterio em 7:19. Mysterio interferiu na luta entre Batista e R-Truth, os impedindo de alcançar seu tempo. Assim, Mysterio tornou-se o desafiante pelo título de Undertaker. A consultora Vickie Guerrero anunciou, no entanto, que Mysterio deveria derrotar Batista na semana seguinte para definir o desafiante. Batista venceu o combate.[14] A revanche entre os dois aconteceu no SmackDown de 8 de janeiro. A luta acabou sem vencedor devido à incapacitação dos dois.[15] Outra revanche aconteceu na semana seguinte, em uma jaula de ferro, com Mysterio vencendo e novamente conquistando o direito de enfrentar Undertaker no Royal Rumble.[16]

A luta principal do Raw foi determinada em 11 de janeiro de 2010, com o apresentador convidado Mike Tyson anunciou que o vencedor de uma luta entre John Cena, Kofi Kingston e Randy Orton na mesma noite enfrentaria Sheamus no Royal Rumble pelo Campeonato da WWE. Orton venceu o combate com a ajuda de Cody Rhodes e Ted DiBiase.[17]

Desde novembro de 2009, a Campeã Feminina Michelle McCool havia insultado Mickie James por um suposto problema de peso.[18] As duas se enfrentaram no TLC: Tables, Ladders & Chairs, com McCool vencendo e continuando a insultar James.[19] James confrontou McCool no SmackDown de 15 de janeiro, sendo atacada. No mesmo dia, foi confirmado que McCool defenderia o título contra James no Royal Rumble.[16]

O evento[editar | editar código-fonte]

Na primeira luta do evento o ECW Champion Christian derrotou Ezekiel Jackson para manter seu título, durante a luta o árbitro expulsou William Regal que acompanhava Ezekiel, Christian fez o pin após um "Killswitch". Na sequência do evento o general-manager da SmackDown Theodore Long determinou que The Miz defenderia o WWE United States Championship contra Montel Vontavious Porter no evento. Miz derrotou MVP para manter o título, Miz fez o pin com um "roll-up". Sheamus derrotou Randy Orton por desqualificação para manter o WWE Championship, Orton foi desqualificado quando Cody Rhodes interferiu atacando Sheamus. Orton atacou Rhodes e Ted DiBiase após o acontecido. Mickie James derrotou Michelle McCool para vencer o WWE Women's Championship, James fez o pin após um "DDT" em cerca de 20 segundos. World Heavyweight Champion The Undertaker derrotou Rey Mysterio para manter o título; undertaker fez o pin após um "Last Ride". No evento principal Edge retornando eliminou por último John Cena para vencer o Royal Rumble.[20]

Resultados[editar | editar código-fonte]

# Resultado[21] Estipulação[21] Tempo[21]
Dark Kelly Kelly, Gail Kim, Eve Torres e The Bella Twins (Nikki e Brie) derrotaram Alicia Fox, Natalya, Maryse, Jillian e Katie Lea Burchill[22] Luta de quintetos Desconhecido
1 Christian (c) derrotou Ezekiel Jackson (com William Regal)[23] Luta individual pelo ECW Championship 12:00
2 The Miz (c) derrotou Montel Vontavious Porter[24] Luta individual pelo WWE United States Championship 07:20
3 Sheamus (c) derrotou Randy Orton por desqualificação.[25] Luta individual pelo WWE Championship 12:25
4 Mickie James derrotou Michelle McCool (c)[26] Luta individual pelo WWE Women's Championship 00:20
5 The Undertaker (c) derrotou Rey Mysterio[27] Luta individual pelo World Heavyweight Championship 11:10
6 Edge eliminou por último John Cena para vencer [28] Luta Royal Rumble 49:20
(c) – Campeão(s) antes da luta

Entradas e eliminações da luta Royal Rumble[editar | editar código-fonte]

Vermelho ██ e "Raw" indicam lutadores do Raw, azul ██, "SmackDown" indicam lutadores do SmackDown e roxo ██ e "ECW" indicam lutadores da ECW.

Símbolo Significado
Indica o menor tempo.
Edge, vencedor da luta Royal Rumble de 2010.
# Lutador Divisão Colocação Eliminado por Tempo
01 Dolph Ziggler SmackDown 29 CM Punk 02:29
02 Evan Bourne Raw 30 CM Punk 02:26
03 CM Punk SmackDown 24 Triple H 10:04
04 JTG SmackDown 28 CM Punk 00:25
05 The Great Khali SmackDown 27 Beth Phoenix 01:39
06 Beth Phoenix[G] Raw 26 CM Punk 01:37
07 Zack Ryder ECW 25 CM Punk 00:32
08 Triple H Raw 14 Shawn Michaels 17:51
09 Drew McIntyre SmackDown 15 Shawn Michaels e Triple H 14:43
10 Ted DiBiase Raw 17 Shawn Michaels 12:40
11 John Morrison SmackDown 16 Shawn Michaels 11:37
12 Kane SmackDown 20 Triple H 07:59
13 Cody Rhodes Raw 18 Shawn Michaels 07:54
14 Montel Vontavious Porter Raw 22 Auto-eliminação 00:07 †
15 Carlito Raw 19 Shawn Michaels 04:34
16 The Miz Raw 23 MVP 00:17
17 Matt Hardy SmackDown 21 Kane 00:20
18 Shawn Michaels[E][K] Raw 4 Batista 20:45
19 John Cena Raw 2 Edge 22:11
20 Shelton Benjamin ECW 13 John Cena 00:48
21 Yoshi Tatsu ECW 12 John Cena 00:29
22 Big Show Raw 9 R-Truth 04:04
23 Mark Henry Raw 10 R-Truth 02:24
24 Chris Masters Raw 11 Big Show 00:29
25 R-Truth SmackDown 7 Kofi Kingston 04:09
26 Jack Swagger Raw 8 Kofi Kingston 02:06
27 Kofi Kingston Raw 6 John Cena 02:51
28 Chris Jericho SmackDown 5 Edge 02:24
29 Edge SmackDown Vencedor - 07:19
30 Batista SmackDown 3 John Cena 05:24

E Shawn Michaels eliminou o maior número de lutadores: 6.
K Shawn Michaels quebrou o recorde de maior número de eliminações acumuladas no Royal Rumble.
G Beth Phoenix foi a segunda mulher a entrar em um Royal Rumble.

Após o evento[editar | editar código-fonte]

Após não vencer o Royal Rumble e perder uma luta de qualificação de Elimination Chamber para Randy Orton,[29] Shawn Michaels custou o Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados de The Undertaker ao interferir na Elimination Chamber do SmackDown durante o evento Elimination Chamber. Ele atacou Undertaker, permitindo que Chris Jericho vencesse.[30] Como resultado, Michaels desafiou Undertaker para uma luta no WrestleMania XXVI. Undertaker aceitou, com a condição de que, se perdesse, Michaels deveria se aposentar.[31] A luta foi marcada como sem desqualificações ou contagens.[32] No WrestleMania, Undertaker derrotou Michaels, aumentando seu recorde de vitórias no WrestleMania para 18–0, forçando Michaels a se aposentar.[33]

Por ter vencido a luta Royal Rumble, Edge conquistou o direito por uma luta por um título mundial de sua escolha no WrestleMania XXVI. Após Chris Jericho conquistar o Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados de The Undertaker no evento Elimination Chamber,[30] Edge anunciou que enfrentaria Jericho pelo título.[31] No WrestleMania, Jericho derrotou Edge para manter o título.[34] Eles voltaram a se enfrentar no Extreme Rules, em uma luta em uma jaula de ferro vencida por Edge.[35]

John Cena eliminou Batista da luta Royal Rumble, o que iniciou um conflito entre os dois. No Raw de 1 de fevereiro de 2010, Cena resgatou Bret Hart de um ataque de Batista e Vince McMahon.[29] [36] No Elimination Chamber, Cena conquistou o Campeonato da WWE de Sheamus. Após o combate, McMahon forçou Cena a defender o título contra Batista. Sem sucesso, Cena foi derrotado e perdeu o título.[37] No WrestleMania XXVI, Cena derrotou Batista para reconquistar o Campeonato da WWE.[38] Cena voltaria a derrotar Batista em uma luta Last Man Standing no Extreme Rules e em uma luta "I Quit" no Over the Limit, o que forçou Batista a deixar a WWE.[39] [40]

Após o Royal Rumble, Christian e Ezekiel Jackson continuaram a rivalidade pelo Campeonato da ECW. No último episódio da ECW, em 16 de fevereiro de 2010, Jackson derrotou Christian em uma luta Extreme Rules para tornar-se o último campeão.[41]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. PHOTO: Poster Revealed For WWE's 2010 Royal Rumble PPV. WrestleZone. Página visitada em 23 de janeiro de 2013.
  2. WWE Royal Rumble: "Hero" by Skillet is one of the official song for WWE Royal Rumble. World Wrestling Entertainment (2009-12-16). Página visitada em 2009-12-16.
  3. Fozzy Rocks iTunes. World Wrestling Entertainment (2009-12-16). Página visitada em 2009-12-16. ""Martyr No More" is also one of the official theme songs for Royal Rumble."
  4. Martin, Adam (February 4, 2010). Attendance for Royal Rumble PPV. WrestleView. Página visitada em April 6, 2012.
  5. Royal Rumble 2010. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2009-11-25.
  6. Live & Televised Entertainment of World Wrestling Entertainment. WWE. Página visitada em 1º de fevereiro de 2010.
  7. Royal Rumble: See the Royal Rumble, live on pay-per-view – January 31. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2009-12-14.
  8. Preview:30-Man Royal Rumble Match. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-01-08.
  9. Medalis, Kara A. (2009-12-15). Ryder sees red. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2009-12-23.
  10. Medalis, Kara A. (2009-12-22). Losing his Swagger. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2009-12-23.
  11. Medalis, Kara A. (2009-12-29). An Original goodbye. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2009-12-30.
  12. Medalis, Kara A. (2010-01-05). Straightedge Homecoming. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-01-06.
  13. Medalis, Kara A. (2010-01-12). Homecoming king. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2011-01-21.
  14. Burdick, Michael (2010-01-01). Time to Rumble. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-01-02.
  15. Passero, Mitch (2010-01-07). Stunned contenders. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-01-08.
  16. a b Burdick, Michael (2010-01-15). Locked in the cage with a wild Animal. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-10-23.
  17. Adkins, Greg (2010-01-11). Tyson's rope-a-dope. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-01-12.
  18. Burdick, Michael (2009-11-20). Survival instincts run wild. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-01-30.
  19. Vermillion, James (2009-01-13). "McCruel" retains. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-01-30.
  20. WrestleView.com. Royal Rumble PPV Results - 1/31/10. Página visitada em 1-2-2010.
  21. a b c Cagematch.net. WWE Royal Rumble 2010. Página visitada em 2-2-2010.
  22. WrestleView.com. Dark match before Royal Rumble. Página visitada em 1-2-2010.
  23. WWE. Results:Christian retains. Página visitada em 1-2-2010.
  24. WWE. Results:Sore winner. Página visitada em 1-2-2010.
  25. WWE. Results:Dodged Viper. Página visitada em 1-02-2010.
  26. WWE. Results:Mickie stops the hogwash. Página visitada em 1-02-2010.
  27. WWE. Results:Under-World Title triumph. Página visitada em 01-02-2010.
  28. WWE. Results:Opportunity shocks. Página visitada em 1-02-2010.
  29. a b Adkins, Greg (February 1, 2010). Process of Elimination. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-08-23.
  30. a b Burdick, Michael (February 21, 2010). Heartbroken. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-08-23.
  31. a b Adkins, Greg (February 22, 2010). Taking the bull by the horns. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-08-23.
  32. Adkins, Greg (March 8, 2010). Sleight of hands. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-08-23.
  33. McAvennie, Mike (March 28, 2010). Phenom spells 18 and woe for HBK. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2011-01-21.
  34. Passero, Mitch (March 28, 2010). A Spear too late. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2011-01-21.
  35. No escape for Chris Jericho. World Wrestling Entertainment (April 25, 2010). Página visitada em 2010-08-23.
  36. Passero, Mitch (February 5, 2010). Opportunity knocks. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-08-23.
  37. Adkins, Greg (February 21, 2010). Intermittent reign. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-08-23.
  38. Adkins, Greg (March 28, 2010). Cena uncorks the "Champ pain". World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2011-01-21.
  39. Tale of the tape. World Wrestling Entertainment (April 26, 2010). Página visitada em 2010-08-23.
  40. Cena's drive shows no "quit". World Wrestling Entertainment (May 23, 2010). Página visitada em 2010-08-23.
  41. Medallis, Kara A. (February 16, 2010). Dominant farewell. World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2010-08-23.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]