Santos Abril y Castelló

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santos Abril y Castelló
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcipreste da Basílica de Santa Maria Maior

Título

Cardeal-diácono de São Ponciano
Hierarquia
Papa Francisco
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 19 de março de 1960
Ordenação episcopal 16 de junho de 1985
Cardinalato
Criação 18 de fevereiro de 2012, pelo Papa Bento XVI
Brasão
Coat of arms of Santos Abril y Castello.svg
Lema PRO ECCELSIA CUM PETRO
Dados pessoais
Nascimento Espanha Alfambra, 21 de setembro de 1935 (78 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Santos Abril y Castelló (Alfambra, 21 de setembro de 1935) é um cardeal e diplomata espanhol, atual Arcipreste da Basílica de Santa Maria Maior.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi ordenado sacerdote em 19 de março de 1960 e incardinado na diocese de Teruel. Ele começou sua carreira diplomática a serviço da Santa Sé em 1985, quando foi nomeado arcebispo-titular de Tamada e núncio apostólico para a Bolívia. Ele recebeu a consagração episcopal em 16 de junho de 1985 pelo Cardeal Agostino Casaroli. Em 1989 foi transferido para nunciaturas em Camarões, Gabão e Guiné Equatorial, até 1996, quando foi nomeado núncio na Iugoslávia. Em 2000 mudou-se para a nunciatura na Argentina até 2003, quando retornou às nunciaturas na Eslovênia, Macedônia e Bósnia e Herzegovina. Em 9 de janeiro de 2011 pediu a sua demissão do cargo ao atingir a idade de reforma. Em 22 de janeiro de 2011, foi nomeado vice-camerlengo da Câmara Apostólica, e em 2 de abril, membro da Congregação para os Bispos. Em 21 de novembro de 2011, foi nomeado arcipreste da Basílica Papal Liberiana de Santa Maria Maggiore.

Dom Abril foi professor de espanhol do Papa João Paulo II, logo que foi eleito. Na ocasião, o pontífice preparava-se para sua primeira viagem internacional, no México, em 1979[1] .

Em 6 de janeiro de 2012, o Papa Bento XVI anunciou a sua criação como cardeal no Primeiro Consistório Ordinário Público de 2012, tendo recebido o barrete cardinalício e o título de cardeal-diácono de São Ponciano, no dia 18 de fevereiro, pelas mãos do Papa Bento XVI. Em 23 de julho, resigna-se do cargo de vice-camerlengo.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
Antônio Carlos Mesquita
Brasão episcopal
Arcebispo-titular de Tamada

19852012
Sucedido por
Aldo Giordano
Precedido por
Alfio Rapisarda
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na Bolívia

19851989
Sucedido por
Giovanni Tonucci
Precedido por
Donato Squicciarini
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico nos Camarões e na Guiné Equatorial

19891996
Sucedido por
Félix del Blanco Prieto
Precedido por
Donato Squicciarini
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico no Gabão

19891996
Sucedido por
Luigi Pezzuto
Precedido por
Gabriel Montalvo Higuera
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na Iugoslávia

19962000
Sucedido por
Eugenio Sbarbaro
Precedido por
Ubaldo Calabresi
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na Argentina

20002003
Sucedido por
Adriano Bernardini
Precedido por
Giuseppe Leanza
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na Bósnia e Herzegovina

20032005
Sucedido por
Alessandro D'Errico
Precedido por
Giuseppe Leanza
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na Eslovênia

20032011
Sucedido por
Juliusz Janusz
Precedido por
Giuseppe Leanza
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na Macedônia

20032011
Sucedido por
Janusz Bolonek
Precedido por
Paolo Sardi
Camerlengo.svg
Vice-Camerlengo da Câmara Apostólica

20112012
Sucedido por
Pier Luigi Celata
Precedido por
Bernard Francis Law
COA basilica template.svg
Arcipreste da Basílica de Santa Maria Maior

2011
Sucedido por
'
Precedido por
Urbano Navarrete Cortés
CardinalCoA PioM.svg
Cardeal-diácono de São Ponciano

2012
Sucedido por
'