Lorenzo Baldisseri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lorenzo Baldisseri
Cardeal da Santa Igreja Romana
Secretário Geral do Sínodo dos Bispos
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Nomeação 11 de janeiro de 2012
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 29 de junho de 1963
por Ugo Camozzo
Ordenação episcopal 7 de março de 1992
por Angelo Sodano
Lema episcopal "Itinere laete servire Domino" (Sigo alegremente servindo ao Senhor)
Nomeado arcebispo 15 de janeiro de 1992
Cardinalato
Criação 22 de fevereiro de 2014
por Papa Francisco
Ordem Cardeal-diácono
Título Santo Anselmo em Aventino
Brasão
Coat of arms of Lorenzo Baldisseri.svg
Lema "Itinere laete servire Domino" (Sigo alegremente servindo ao Senhor)
Dados pessoais
Nascimento San Pietro in Campo
29 de setembro de 1940 (74 anos)
Nacionalidade ItáliaItaliana
Funções exercidas Núncio Apostólico no Paraguai, Índia, Nepal e Brasil
Títulos anteriores Arcebispo-titular de Diocletiana
(1992-2014)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Lorenzo Baldisseri (San Pietro in Campo, 29 de setembro de 1940) é um cardeal católico pertencente ao serviço diplomático da Santa Sé. É arcebispo-titular na Diocese de Diocleziana, na Dardânia.[1]

Biografia e formação[editar | editar código-fonte]

Lorenzo foi o mais jovem dos cinco filhos sobreviventes de Giovanni Baldisseri e Gemma Satti, que eram de Camporgiano, na região Toscana da Itália.

Completou seus estudos elementares na escola de San Pietro in Campo; fez o primeiro ano do ensino médio em Barga. No segundo ano, entrou no Seminário de Pisa, onde seu irmão Silvio, já estava estudando. Foi ordenado padre no dia 29 de junho de 1963, em Pisa, pelas mãos de Dom Ugo Camozzo, arcebispo de Pisa.[2]

Entre 1968 e 1969 frequentou o Convitto San Carlo al Corso, em Roma, para estudar música no Pontifício Instituto Superior de Música, onde teve como mestre, o Monsenhor Domenico Bartolucci, que seria criado futuro cardeal em 2010.

No período de 1970 a 1973 faz sua formação teológica na Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma, onde obteve licenciatura em teologia e doutorado em direito canônico. Neste mesmo período, também fez seus estudos diplomáticos na Pontifícia Academia Eclesiástica e na sequencia, completou seus estudos em Direito internacional na Universidade de Perugia.[2]

Sacerdócio[editar | editar código-fonte]

Ordenado em 29 de junho de 1963, celebrou sua primeira missa solene no dia seguinte, em Barga. Em 7 de julho, passou a ser o capelão em San Pietro in Campo, sua cidade natal, na paróquia de San Stefano Moena, onde permaneceu até 1966.

De 1966 a 1967, foi capelão na paróquia de Querceta, em Versilia. Durante esse período também estudou piano no Conservatório Boccherini de Lucca.

Iniciou sua atuação no Serviço Diplomático da Santa Sé em 1973, trabalhando nas nunciaturas apostólicas na Guatemala e em El Salvador.[2]

De 1973 a 1977 deu aulas de direito canônico e direito internacional no Instituto Internacional Teológico Salesiano e na Universidade Francisco Marroquín, na Guatemala.

Foi secretário na nunciatura no Japão de 1977 a 1979, auditor na nunciatura no Brasil entre 1980 e1982, com o núncio Dom Carmine Rocco e auditor na nunciatura do Paraguai em 1983.

Entre 1983 e 1986 foi auditor na nunciatura da França e conselheiro na nunciatura no Zimbabue de1986 a 1990.[2]

Foi encarregado de uma missão especial para o Haiti em 1991.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Ao retornar do Haiti, foi nomeado pelo Papa João Paulo II, arcebispo titular na Diocese de Diocleziana, na Dardânia em 15 de janeiro de 1992.

Dom Lorenzo recebeu a ordenação episcopal no dia 7 de março de 1992, em Pisa, das mãos do cardeal Dom Angelo Cardeal Sodano, Secretário de Estado da Santa Sé, Dom Justin Francis Cardeal Rigali, secretário da Sagrada Congregação para os Bispos, e Dom Alessandro Plotti, Arcebispo de Pisa. Seu lema episcopal é Itinere laete servire Domino (Sigo alegremente servindo ao Senhor).

Retornou ao Haiti, tendo sido nomeado núncio Apostólico naquele país de 1992 a 1995. Foi ainda núncio Apostólico no Paraguai (1995 – 1999), na Índia e Nepal (1999 – 2002).[2]

Foi nomeado núncio no Brasil no dia 12 de novembro de 2002, sucedendo ao Dom Alfio Rapisarda. Em dezembro de 2008 recebeu das mãos do governador Aécio Neves, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte a comenda Medalha da Inconfidência, condecoração mais elevada concedida pelo governo do Estado de Minas Gerais.[3]

No dia 11 de janeiro de 2012 o Papa Bento XVI o nomeou secretário da Congregação para os Bispos no Vaticano.[4]

Nomeado secretário do Colégio Cardinalício, secretariou o Conclave de 2013, que elegeu o Papa Francisco. Este, por sua vez, retomou a tradição de criar Cardeal o secretário dos trabalhos, imediatamente após a aceitação da eleição.[5]

Foi nomeado secretário-geral do Sínodo dos Bispos em 21 de setembro de 2013.e membro da Congregação para os Bispos em 16 de dezembro de 2013. Foi ainda nomeado conselheiro da Pontifícia Comissão para a América Latina em 15 de janeiro de 2014.[2]

Cardinalato[editar | editar código-fonte]

Dom Lorenzo Baldisseri foi secretário do Conclave que elegeu o Papa Francisco em março de 2013. Após a eleição e anúncio do novo Papa, ao voltar para a Capela Sistina, já paramentado como Papa, Francisco foi até ao meio dos cardeais, pegou seu solidéu vermelho que usava até pouco antes como cardeal, e o colocou na cabeça de Dom Lorenzo. O ato de indicar o secretário do Conclave para o título de cardeal é uma tradição, que havia sido repetida pela última vez pelo Papa João XXIII em outubro de 1958. Mesmo antes de ser criado formalmente cardeal, Dom Lorenzo continuou fazendo já uso do solidéu cardinalício que lhe foi conferido pelo Papa.[6]

Dom Lorenzo foi criado formalmente Cardeal-diácono, com o título de Santo Anselmo em Aventino, no Consistório Ordinário Público de 2014, em 22 de fevereiro de 2014.[7]

Ordenações episcopais[editar | editar código-fonte]

Dom Baldisseri presidiu a ordenação episcopal de:[8]

Foi concelebrante da ordenação episcopal de:[8]

Referências

  1. Catholic Hierarchy. Diocletiana (Titular See) (em inglês) 2014. Visitado em 27/2/2014.
  2. a b c d e f FIU-Florida International University. Baldisseri, Lorenzo (em inglês) 2014. Visitado em 25/2/2014.
  3. JusBrasil. Aécio Neves recebe visita de Núncio Apostólico do Brasil 11/12/2008. Visitado em 26/2/2014.
  4. CNBB. Papa nomeia dom Lorenzo Baldisseri secretário da Congregação para os Bispos, no Vaticano 11/1/2012. Visitado em 25/2/2014.
  5. I.H.Unisinos. Ex-embaixador da Santa Sé no Brasil é primeiro cardeal nomeado por Francisco 14/3/2013. Visitado em 25/2/2014.
  6. Portal G1. Italiano que foi núncio no Brasil é 'cardeal anunciado', diz Dom Odilo 15/3/2013. Visitado em 25/2/2014.
  7. Lorenzo Cardinal Baldisseri (em inglês) Catholic Hierarchy (2014). Visitado em 26 de fevereiro de 2014.
  8. a b Archbishop Lorenzo Baldisseri (em inglês). Visitado em 16 de janeiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lorenzo Baldisseri
Precedido por
Giuseppe Leanza
Flag of the Vatican City.svg
Núncio Apostólico no Haiti

1992 - 1995
Sucedido por
Dom Christophe Pierre
Precedido por
Dom José Sebastián Laboa Gallego
Flag of the Vatican City.svg
Núncio Apostólico no Paraguai

1995 - 1999
Sucedido por
Dom Antonio Lucibello
Precedido por
Dom Giorgio Zur
Flag of the Vatican City.svg
Núncio Apostólico na Índia

1999 - 2002
Sucedido por
Dom Pedro López Quintana
Precedido por
Dom Alfio Rapisarda
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico no Brasil

2002 - 2012
Sucedido por
Dom Giovanni d'Aniello
Precedido por
Dom Manuel Monteiro de Castro
Coat of arms Holy See.svg
Secretário da Congregação para os Bispos

2012 - 2013
Sucedido por
Dom Ilson de Jesus Montanari
Precedido por
Fortunato Baldelli
Brasão cardinalício
Cardeal-diácono de
Santo Anselmo em Aventino

2014presente
Sucedido por
'